Edifício La Inesita / Andrés Alonso

Edifício La Inesita / Andrés Alonso

© Gonzalo Viramonte© Gonzalo Viramonte© Gonzalo Viramonte© Gonzalo Viramonte+ 41

Villa Allende, Argentina
  • Arquitetos: Andrés Alonso
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  550
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fotógrafo Fotografías:  Gonzalo Viramonte, Sebastian Alonso, Manuel Cucurell
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Hierros S.A., JM Aberturas
  • Arquitetos Responsáveis:Andrés Alonso
  • Equipe De Projeto:Andrés Alonso, Araceli Julieta Gonzalez
  • Cliente:520 Developments
  • Engenharia:Eduardo Walter Moron
  • Colaboradores:Fernando Neyra, Dianela Guajardo, Franco Aichino
  • Cidade:Villa Allende
  • País:Argentina
Mais informaçõesMenos informações
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

Descrição enviada pela equipe de projeto. La Inesita é um edifício habitacional de 550 m², composto por 6 casas, implantadas em um terreno de 800 m², localizado em um bairro residencial da cidade de Villa Allende, Córdoba, Argentina.

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

A cidade vem passando por um processo de adensamento que preocupa um setor da população que vê neste empreendimento uma ameaça ao caráter residencial das moradias unifamiliares em alguns bairros e consequentemente uma mudança na forma como ela era percebida e vivida, colocando em risco sua identidade. 

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

Soma-se a esse fenômeno uma falta de planejamento urbano que dê conta da necessidade de espaços e equipamentos urbanos, isso em nosso entendimento tem contribuído para a perda do caráter de uma cidade, não dando origem ao encontro entre seus vizinhos e reduzindo o espaço coletivo, público, de encontro em ruas e calçadas (estas em muitos casos são inexistentes).

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

Com base nisso, entendemos que esta intervenção deveria começar resolvendo, por um lado, o impacto que pode gerar um maior adensamento na área e, por outro, propor soluções para a falta de espaços e equipamentos urbanos.

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

Consequentemente, com esta análise, é concedida a retirada da frente regulatória para o espaço público, gerando um prolongamento da calçada dotada de um banco ao longo da fachada, propondo assim uma ligação entre o espaço público e privado para funcionar como um "urbano mais lento", que incentiva o encontro.

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

No que diz respeito ao tratamento da relação com seu entorno construído, trabalhamos com uma sequência de paredes basais que funcionam como véus que escondem do observador a natureza do objeto. O projeto permite um efeito ilusório que exige que o visitante use a quarta dimensão, o tempo, para percorrê-la e revelar o mistério de sua natureza. Neste volume de alvenaria com 2,50m de altura que ocupa toda a extensão do terreno edificado, materializa-se o piso superior, rebocado e pintado de branco e que termina numa película permeável que constitui a fachada, permitindo que a luz solar o ilumine por de trás, revelando para a rua a presença do vazio, que se encontra contido em muros altos, conferindo a este espaço um ambiente que se emancipa do seu meio, tornando esta esplanada num ponto de encontro dos seus habitantes.

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

A organização é simples. O edifício aproveita o recuo lateral esquerdo para gerar a circulação peatonal, permitindo a entrada pelo térreo de cada casa e abre-se totalmente a nascente onde se encontra a faixa de pátios. Os veículos entram pelo lado e estacionam sob a expansão de uso comum.

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

Nesse sentido, achamos interessante trabalhar com camadas que funcionem como véus, trazendo um ar de mistério para o projeto, conduzindo o visitante à descoberta da arquitetura.

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

O projeto mostra que a arquitetura pode funcionar em diferentes níveis de percepção e que o tratamento do olhar é fundamental na hora de fazer arquitetura e que muitas vezes é necessário não revela-la. A cidade de Villa Allende, carente de um planejamento abrangente, carece de espaços públicos estrategicamente distribuídos.

© Gonzalo Viramonte
© Gonzalo Viramonte

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Villa Allende, Córdoba, Argentina

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Edifício La Inesita / Andrés Alonso" [Edificio La Inesita / Andrés Alonso] 14 Out 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/969930/edificio-la-inesita-andres-alonso> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.