CACMU VERDE Cooperativa de Poupança e Crédito Mujeres Unidas / Procesos Urbanos

CACMU VERDE Cooperativa de Poupança e Crédito Mujeres Unidas / Procesos Urbanos

© Bicubik© Bicubik© Bicubik© Bicubik+ 29

  • Arquitetos: Procesos Urbanos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1160
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  Bicubik
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Adobe, AutoDesk, Dipac, Ecoimport, Ecuaplastic, Intaco, La Roca, Pinturas Cóndor, Toptec, Trimble
  • Arquitetos Responsáveis:Jorge Andrade Benítez, Gabriela Naranjo Serrano, Emilio Thodes Miranda, María José Valdospinos.
  • Equipe De Projeto:Franz Fischer, Sofía Ortiz, Ana Martínez.
  • Gerente Promotor:Janeth Palacios
  • Engenheiro Estrutural:Guillermo Gómez
  • Estudo De Solos:Zitroci - Carlos Ortiz
  • Engenheiro Elétrico:Wladimir Mena
  • Engenheiro Sanitário:Jaime Velásquez
  • Orçamentos E Preços Unitários:Marco de la Torre
  • Construção:EMCOPRODE
  • Cidade:Ibarra
  • País:Equador
Mais informaçõesMenos informações
© Bicubik
© Bicubik

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto CACMU VERDE está localizado no centro histórico de Ibarra e seu edifício está listado como um imóvel com valor patrimonial pelo INPC. O conjunto consiste em uma área construída e uma outra, não construída.

© Bicubik
© Bicubik
Planta Térreo
Planta Térreo
© Bicubik
© Bicubik

O edifício existente recebeu intervenções que reconhecem seu valor como parte do patrimônio do centro histórico de Ibarra e buscaram destacar sua materialidade e tipologia. Na fachada externa, todos o trabalho de alvenaria de pedra e tijolo foi recuperado, assim como trabalhos de carpintaria em janelas e portas. Devido à deterioração do telhado original, foi necessário substituí-lo, mantendo as alturas originais, as inclinações e o uso de madeira como estrutura.

© Bicubik
© Bicubik

A relação entre os espaços perimetrais do edifício e o pátio interno é reforçada pelo redesenho do telhado: com um beiral configurado por uma treliça de madeira autoportante, e o telhado do pátio por uma estrutura metálica leve apoiada em pilares de madeira colocados ao redor do perímetro. No interior, uma tela cria sombra em relação ao sol para os que estão na varanda de serviço e do refeitório.

© Bicubik
© Bicubik

Com relação às fachadas internas, as molduras originais de tijolos e os lintéis foram restaurados nas portas e janelas, assim como o rodapé de pedra. Foi utilizada pintura de terra, reutilizando este material extraído da escavação do pátio posterior. Nos espaços internos, os elementos construtivos originais foram restaurados e as paredes foram pintadas de branco.

© Bicubik
© Bicubik

Na área não construída até a parte dos fundos, um novo volume foi proposto. Este edifício mantém a profundidade atual do solo a 1,10 metros abaixo do nível da casa existente. O edifício abriga duas funções principais: espaços de treinamento e um salão de eventos. Para servir este duplo propósito, foram pensadas 3 estratégias. Primeiro, criar limites físicos com materiais translúcidos; segundo, que esses limites não sejam permanentes; e terceiro, ter elementos fixos, na forma de pequenos pátios, que permitam tanto a iluminação quanto a transformação do espaço ao seu redor.

© Bicubik
© Bicubik

Este edifício tem uma estrutura metálica, ordenada de forma ortogonal, com vãos que não excedem 9 metros. Há 4 pátios internos que permitem a distribuição de 3 salas de treinamento separadas entre si por painéis com sistemas de correr. Estes painéis e seu sistema permitem tanto a total independência de cada sala, quanto a unificação de toda a área em um único espaço.

© Bicubik
© Bicubik
Isométrica
Isométrica
© Bicubik
© Bicubik

A área de transição entre o edifício existente e a nova construção abriga uma área de coworking e uma outra, de pé direito duplo, que constitui um foyer que articula todas as estruturas através de rampas e corredores, incorporando uma arcada original. Na junção entre os dois edifícios, o antigo e o novo, é proposta uma parede verde vertical. Sua cobertura, acessível desde o foyer, tem um caráter mais aberto e verde. Os pátios internos foram projetados neste nível como vazios. Bancos e outros móveis foram também foram previstos para uso na área externa aberta.

© Bicubik
© Bicubik
Corte Logitudinal
Corte Logitudinal
© Bicubik
© Bicubik

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Ibarra, Equador

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "CACMU VERDE Cooperativa de Poupança e Crédito Mujeres Unidas / Procesos Urbanos" [CACMU Verde Cooperativa de Ahorro y Crédito Mujeres Unidas / Procesos Urbanos] 15 Out 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/969880/cacmu-verde-cooperativa-de-poupanca-e-credito-mujeres-unidas-procesos-urbanos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.