Casa de Chá Huiming / DnA

Casa de Chá Huiming / DnA

© Ziling Wang© Ziling Wang© Ziling Wang© Ziling Wang+ 58

Lishui, China
  • Arquitetos: DnA
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  934
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fotógrafo Fotografias:  Ziling Wang, Cortesia de DnA
  • Arquiteto Responsável:Tiantian Xu
  • Ciiente:Jingning She Autonomous County Huanchimushan Construction Investment Co., Ltd.
  • Cidade:Lishui
  • País:China
Mais informaçõesMenos informações
© Ziling Wang
© Ziling Wang

Condado de Jingning, montanha Chimu e chá Huiming. O condado de Jingning, parte da cidade de Lishui, China, é o único condado autônomo da minoria étnica She. Essa minoria étnica mudou-se para Jingning no segundo ano da Dinastia Tang (766 DC). Era originalmente parte dos nômades do sul da China. A Montanha Chimu, localizada a 16 km a sudeste do centro urbano do Condado de Jingning, é quente no inverno e fria no verão, fumegante com nuvens e neblina, é favorável para as plantações de chá.

Cortesia de DnA
Cortesia de DnA
© Ziling Wang
© Ziling Wang

O monge Huiming da Dinastia Tang construiu ali um templo, limpando a terra ao redor para plantar chá. Batizado em homenagem ao monge, o chá Huiming tem milhares de anos de história e uma profunda herança cultural. Em meados da década de 1970, várias aldeias perto do Templo Huiming foram reintegradas, e juntamente com suas plantações de chá, estabeleceram um padrão e consolidaram a produção de chá Huiming.

Cortesia de DnA
Cortesia de DnA
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

Ateliê de Chá Huiming. O ateliê de Chá Huiming, liderado pelo Comitê de Gestão do Distrito Cênico da Montanha Chimu, serve como uma instalação para os visitantes da área cênica e um local para as atividades diárias dos moradores, apresentando o processo tradicional de produção do chá Huiming, integrando a cultura She local com a cultura budista, o local pretende se tornar um ateliê de chá Zen para o vizinho Templo Huiming no futuro.

© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

O projeto está localizado na plantação de chá de nível médio no lado norte do Templo Huiming. O local é plano e segue nas direções norte-sul. Ele está voltado para um bosque de pinheiros na colina norte e para o portão do templo ao sul. A maior parte da área circundante foi recuperada para plantações de chá, incluindo um terreno nivelado a oeste, uma grande queda a leste e uma visão geral do condado no sopé da colina a nordeste. A topografia única do local e o ambiente natural e humano envolvente proporcionam a este projeto mais possibilidades.

© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

O volume foi projetado como um bloco horizontal de um andar, ecoando a gradação dos terraços de plantação de chá ao redor. Quanto aos indicadores da direção e escala, ele consiste em três espaços paralelos que correm de norte a sul: uma cozinha tradicional de fazer chá Huiming voltada para a plantação, um espaço para degustação de chá voltado para as montanhas distantes a leste e um corredor aberto no meio, assim como um salão de visitantes para observar o processo de preparação do chá. A preparação e a degustação do chá formam um ciclo completo na experiência da cultura do chá.

© Ziling Wang
© Ziling Wang
Diagrama Axonométrica.  Imagem cortesia de DnA
Diagrama Axonométrica. Imagem cortesia de DnA
© Ziling Wang
© Ziling Wang

O lounge está aberto ao público e é um local de descanso para moradores e visitantes. A tradicional colheita e processamento do chá Huiming farão parte da “exposição de produção agrícola” em exibição.

© Ziling Wang
© Ziling Wang

A parede leste do ateliê e do salão de chá é feita por blocos perfurados que podem proteger do sol e separar o salão de chá do salão de visitantes. Os padrões pré-fabricados dos blocos são compostos por pictogramas de She. Historicamente, o povo She possui uma linguagem oral funcional sem sistema de escrita. Alguns gráficos simbólicos formulados sobre sua produção e trabalho de longo prazo transmitem significados simples.

Detalhes Tijolos.  Imagem cortesia de DnA
Detalhes Tijolos. Imagem cortesia de DnA
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

Os blocos pictográficos de She na parede são dispostos verticalmente de acordo com o significado dos símbolos, da terra na parte inferior ao sol na parte superior, reconfigurando o cenário de agricultura e caça da montanha She, que é a segunda camada da exibição cultural do espaço.

Padrões Tijolos. Imagem cortesia de DnA
Padrões Tijolos. Imagem cortesia de DnA
© Ziling Wang
© Ziling Wang

A iluminação natural do corredor de visitantes, que percorre cerca de cinquenta metros, conta com oito tubos de luz, além da entrada e da saída nas duas pontas. A coreografia da luz direta do sol passando por esses tubos indica o ritmo básico da natureza e da agricultura.

© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

Na China antiga, um ano é dividido em 24 termos solares chineses como o calendário agrícola para indicar a alternância das estações e as mudanças climáticas. Um dia é dividido em 12 períodos de duas horas de acordo com o padrão de atividade de cada animal do zodíaco.

Com as horas de luz solar mais prolongadas e o ângulo solar mais alto, o solstício de verão é também o primeiro dos vinte e quatro termos solares a ser descoberto na história chinesa. Os ângulos e orientações dos oito tubos de luz baseiam-se na luz do sol das sete horas do zodíaco chinês do solstício de verão, do nascer do sol ao pôr do sol. Os três tubos de luz do sol da manhã estão na casa do coelho de 5 a 7 horas, hora do dragão de 7 a 9 horas e hora da cobra de 9 a 11 horas, e se cruzam da sala de chá leste para o salão de visitantes, dividindo o espaço de degustação de chá em quatro áreas, desde o espaço público até os pequenos salões de chá individuais. Na hora do cavalo, das 11h às 13h, os dois tubos de luz paralelos localizados na extremidade norte do salão de visitantes indicam a transição de caminhos.

© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

Os três tubos de luz das horas de sol da tarde: às 13h00 da cabra, às 13h00 às 15h00 do macaco e a hora do galo das 17h00 às 19h00, cruzam-se no ateliê de chá no oeste, dividindo-o em quatro zonas de processamento baseadas no procedimento tradicional de produção de chá. Por volta do solstício de verão, a luz direta do sol de cada hora do zodíaco só pode entrar no salão do visitante através dos tubos de luz correspondentes. Do nascer ao pôr do sol, a luz natural que passa por diferentes formas de tubos flui para o espaço através das várias faixas, servindo como um relógio de sol para delinear a trajetória do tempo.

© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

Na era agrícola, o círculo da vida cotidiana da tradição chinesa “Trabalhar desde o nascer do sol, descansar quando o sol se põe”, junto com os círculos de todas as vidas, animais ou plantas, são todos baseados no padrão natural de sol e luz. O espaço do chá não serve apenas para integrar a produção e a atividade, mas também para revelar a lei básica da natureza e o espírito do Zen Budismo, implicando na terceira camada de conteúdo expositivo.

© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

O telhado é coberto com uma fina camada de água para dissipar o calor do verão. Uma passagem linear no meio forma um loop com o caminho interno para visitantes que leva ao templo Huiming no topo da montanha. Os oito tubos projetam-se do telhado, angulados em várias inclinações e alturas para representar a altitude do sol em várias épocas do solstício de verão. Olhando das colinas, a superfície da água reflete o céu e seus arredores. O volume se transforma em uma plataforma monumental com oito tubos de luz solar em diálogo com a natureza.

© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang
© Ziling Wang

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Jingning She Autonomous County, Lishui, Zhejiang, China

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Casa de Chá Huiming / DnA" [Huiming Tea Space / DnA] 23 Ago 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/967196/casa-de-cha-huiming-dna> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.