Residência Tangará / FGMF Arquitetos

Residência Tangará / FGMF Arquitetos

© Fran Parente© Fran Parente© Fran Parente© Fran Parente+ 28

Riviera de São Lourenço, Brasil
  • Arquitetos: FGMF Arquitetos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  266
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fotógrafo Fotografias:  Fran Parente
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Abatex, Arkos, OWA, Protecnica
  • Arquitetos Responsáveis:Fernando Forte, Lourenço Gimenes, Rodrigo Marcondes Ferraz
  • Coordenadores:Gabriel Mota, Luciana Bacin
  • Colaboradores:Amanda Leite, Frederico Branco, Guilherme Zorzella, Julio de Luca, Talita Broering
  • Estagiários:Catarina Cecchini, Giulia Lorenzi, José Carlos Navarro, Raquel Gregorio
  • Construtora:ADAPT Incorporadora
  • Projeto De Instalações Hidráulicas:Fator Projetos
  • Projeto Luminotécnico:FGMF
  • Acústica:Owa
  • Cidade:Riviera de São Lourenço
  • País:Brasil
Mais informaçõesMenos informações
© Fran Parente
© Fran Parente

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Casa Tangará está localizada na Riviera de São Lourenço, Bertioga. O projeto possui 442 m² de área construída e, aproveitando-se de um lote de dimensões mais generosas do que o usual na região, libera toda uma porção lateral do terreno para as áreas de lazer, compostas por jardins e piscina. Posicionada em uma das laterais do terreno, a Casa Tangará se abre totalmente para o exterior.

© Fran Parente
© Fran Parente
© Fran Parente
© Fran Parente

A casa é dividida em dois pavimentos. No térreo fica a parte social, com a garagem, sala de estar, varanda de pé direito duplo, lavabo, quarto de hóspedes ou serviços, cozinha, área de serviço, espaço gourmet, sauna, vestiário e piscina. Já no primeiro pavimento se situam as quatro outras suítes da casa, sendo uma principal, maior e com terraço privativo, uma secundária e duas de dimensões mais modestas. 

© Fran Parente
© Fran Parente

A concepção desta casa partiu da ideia de integrar ao máximo o projeto com as áreas externas, ou seja, uma arquitetura de linguagem contemporânea e que busca integração total com a natureza. Foram propostas quatro grandes empenas de concreto paginado com aberturas estrategicamente posicionadas a fim de ao mesmo tempo integrar os espaços e dividir o terreno em algumas porções, dando a impressão de que a casa é maior do que ela realmente é. A primeira empena separa a casa da parte externa do lote, a segunda, bem aberta, faz a separação entre a sala de estar e a varanda, localizada no meio da casa. A terceira separa a varanda da cozinha e lavabo, e a quarta marca o fim da cozinha, o final da casa e o começo do espaço gourmet e do bloco da sauna. Estas empenas de concreto aparente dão um ritmo impactante ao projeto, modificam a espacialidade para o visitante e são os principais elementos estruturais da construção, sustentando todo o pavimento superior.

© Fran Parente
© Fran Parente
Planta Térreo
Planta Térreo
© Fran Parente
© Fran Parente

O contraste entre as pesadas empenas de concreto e a delgada estrutura metálica do primeiro pavimento, bem como a grande varanda com pé direito duplo são os principais elementos de destaque do projeto. Ao contrário do que acontece na maioria das casas, onde a varanda fica diretamente ao lado dos ambientes e ao longo da construção, aqui propusemos uma subversão na organização tradicional do programa. A varanda fica no meio da casa e é o elemento de ligação entre sala e cozinha, interior e exterior, pavimentos inferior e superior. Tal qual um tradicional alpendre das antigas casas modernistas, a varanda com pé-direito duplo é o coração desta casa.

© Fran Parente
© Fran Parente
Planta Superior
Planta Superior
© Fran Parente
© Fran Parente

O projeto luminotécnico da residência também foi realizado pelo escritório. De forma geral, foram evitadas interferências na arquitetura e, para tanto, foram usadas lâmpadas de LED embutidas nos forros. Também foi proposta uma iluminação específica para o destaque das empenas de concreto, do jardim e da piscina. 

© Fran Parente
© Fran Parente
© Fran Parente
© Fran Parente

A Casa Tangará procura ser bastante funcional no que se refere à sua planta. Todo o andar térreo tem suas divisões realizadas pelas empenas de concreto ou pelos painéis de vidro móvel, que permitem a total interligação entre os ambientes, tão desejável numa casa de veraneio. Os materiais utilizados são de aparência mais natural, como o concreto aparente, a madeira e as pedras naturais, acentuando a intenção de conexão entre o elemento construído e o entorno natural.

© Fran Parente
© Fran Parente

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência Tangará / FGMF Arquitetos" 15 Mai 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/961673/residencia-tangara-fgmf-arquitetos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.