Centro de Ioga MIBI / Elisabetta Carnevale Arquitectura De Terra

Centro de Ioga MIBI / Elisabetta Carnevale Arquitectura De Terra

© André Roseira Costa© André Roseira Costa© André Roseira Costa© André Roseira Costa+ 12

  • Equipe De Design:Elisabetta Carnevale, David Pradas Ruiz,
  • Clientes:Private
  • Consultores:Avel·lí Hernández
Mais informaçõesMenos informações
© André Roseira Costa
© André Roseira Costa

Descrição enviada pela equipe de projeto. O centro de ioga MIBI encontra-se no pavimento térreo de um prédio residencial e é realizado com blocos de terra compacta. É o primeiro projeto realizado com esta técnica na área metropolitana de Barcelona.

© André Roseira Costa
© André Roseira Costa
Planta
Planta
© André Roseira Costa
© André Roseira Costa

A terra é um material tradicional na construção na Catalunha e em toda a Europa; precisa de muito pouca energia para ser utilizada, está disponível a km0 e é reciclável.

© André Roseira Costa
© André Roseira Costa

Concepção dos espaços
A planta rompe a organização ortogonal do edifício existente com linhas diagonais que guiam o caminho dos usuários desde a entrada até o terraço. Acompanha este percurso uma linha de luz rasante que ressalta a textura da terra nas paredes e cria uma atmosfera intimista. A solidez dos muros de terra contrasta com a sua parte superior de vidro, que deixa passar luz natural para todos os espaços.

A entrada foi concebida como um espaço particularmente luminoso, graças a diferentes fontes de luz direta e indireta. Os móveis de madeira da recepção, feitos sob medida, acompanham as diagonais do espaço. Uma mudança de materiais no chão marca o limite entre as diferentes zonas: na recepção aplicou-se a ardósia natural e nos espaços do centro de ioga, onde se anda descalço, parquet de bambu.

A concepção dos espaços foi inspirada nos critérios do Feng Shui, e considerou-se que a zona mais favorável para a sala de psicoterapia era a esquina do edifício.

Colocar um espaço tão íntimo virado para a rua, deu origem a uma solução arquitetônica particular: duas paredes de taipa, de dois metros de altura, ocupam a parte inferior da fachada, e trazem a terra para o exterior do edifício, caracterizando fortemente a esquina do quarteirão. No interior criou-se assim um espaço envolvente e cálido, definido por quatro paredes de terra que só são interrompidas por umas estreitas janelas verticais. O corredor conduz-nos à sala polivalente, que dá para o terraço e para a rua. Aqui, com os pés descalços, sentados ou esticados no chão, os usuários experimentam as superfícies de madeira, de terra e de bambu. Finalmente, na esquina interior do espaço encontra-se a sala de massagens.

© André Roseira Costa
© André Roseira Costa
Diagrama de Feng Shui
Diagrama de Feng Shui
© André Roseira Costa
© André Roseira Costa

Concepção bioclimática
A escolha da terra é parte da concepção bioclimática do espaço. A sua alta densidade garante uma elevada inércia térmica: o calor do verão demora muito tempo para aquecer as paredes de terra, que mantêm a sua temperatura superficial baixa durante o dia inteiro. Do mesmo modo, a terra regula a umidade dos espaços absorvendo-a, caso o ar seja muito úmido, e proporcionando-a se o ar for muito seco.

© André Roseira Costa
© André Roseira Costa

O resultado é um espaço ecológico e acolhedor que reflete o espírito do centro MiBi: um refúgio de saúde, bem estar e consciência.  

© André Roseira Costa
© André Roseira Costa

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Centro de Ioga MIBI / Elisabetta Carnevale Arquitectura De Terra" [Centro de Yoga MIBI / Elisabetta Carnevale Arquitectura De Terra] 03 Mai 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/960848/centro-de-ioga-mibi-elisabetta-carnevale-arquitectura-de-terra> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.