Es Pou. Residência em Formentera / Marià Castelló Martínez

Es Pou. Residência em Formentera / Marià Castelló Martínez

Cortesía de Marià CastellóCortesía de Marià CastellóCortesía de Marià CastellóCortesía de Marià Castelló+ 55

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  94
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2021
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Cerámica Mano Alzada, Cerámica la Andaluza, Cerámicas Ferrés, Corian, Diabla Outdoor, Firestone Building Products, Marià Castelló, Architecture
  • Coordenação De Obra:Lorena Ruzafa, Marià Castelló
  • Arquiteto Técnico:José Luís Velilla Lon
  • Estrutura:Ferran Juan Nicolau
  • Instalações:Javier Colomar Riera
  • Equipe De Projeto:Lorena Ruzafa, Marga Ferrer
  • Construtor:Toni 13
  • País:Espanha
Mais informaçõesMenos informações
Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló

"Es Pou de Can Marianet Barber" é o nome de lugar histórico do interior da ilha de Formentera. Um terreno rural onde várias pré-existências condicionam a inserção desta pequena primeira residência no território. Entre elas estão as seculares paredes de pedra seca, assim como a organização das plantações. A intervenção está localizada na parte oeste do terreno, paralela a um caminho de mais de um quilômetro de comprimento, voltada para o sul e protegida do sol oeste por uma massa de vegetação, liberando assim a área mais fértil para dar continuidade à atividade agrícola existente.

Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló

Axonométrica
Axonométrica
Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló

A proposta é dividida em três volumes, que organizam o programa e dimensionam os espaços de acordo com a escala da paisagem. Do sul para o norte, o primeiro corpo abriga uma varanda que oferece proteção solar, o segundo contém o programa mais público e o terceiro dois quartos. Entre elas há faixas transversais que separam fisicamente os volumes, garantindo ventilação e iluminação, assim como serviços e conexões. Em frente à casa há uma cisterna que a torna auto-suficiente em termos de abastecimento de água, enquanto oferece um solário para os meses mais frios do ano.

Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló
Planta Térreo
Planta Térreo
Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló

A partir do interior da casa e através da varanda descobrimos perspectivas profundas em direção à paisagem plana dos campos de trigo e aveia, onde predominam a cor suave e quente da terra e os verdes silenciosos das amendoeiras e figueiras. A luz, a cor e o material da área externa são trazidos para o interior da casa pela cerâmica e a madeira, dois materiais nobres que se combinam de forma sutil e atemporal.

Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló
Elevações internas
Elevações internas
Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló

O calor da terra é transferido para o teto e pisos, resolvidos a partir de abóbadas de cerâmica tipo Majorcan e telhas prensadas de terracota. As telhas também são utilizadas para resolver vários outros elementos, tais como revestimento de fachadas, acabamento do teto, a cabeceira do quarto principal, ou cascalho, processando in situ os resíduos dos elementos cerâmicos utilizados. O frescor associado à cor da vegetação predomina nas áreas úmidas, onde algumas paredes verticais são revestidas de pastilhas de vidro de cor verde diluída e dimensões idênticas às demais peças. A luz é filtrada para o interior através de sua passagem pelas celosías cerâmicas, gerando, por sua vez, um fluxo constante de luz e sombra.

Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló

A coerência e a harmonia material levaram a resolver com mecanismos elétricos de porcelana branca vitrificada a integração das instalações em locais singulares como a cabeceira do quarto principal, bem como outros mais comuns como os soquetes de lâmpadas e banheiros. Também projetamos especificamente para este projeto um conjunto de luminárias e peças especiais feitas à mão com fôrmas feitas em nosso estúdio, buscando sua integração cromática e dimensional no contexto do revestimento. 

Cortesía de Marià Castelló
Cortesía de Marià Castelló

A maior parte dos móveis foi projetada e integrada na própria arquitetura, enquanto ícones como a poltrona Torres Clavé, datada de 1934, ou as tradicionais cadeiras Formentera prestam homenagem à tradição do artesanato mediterrâneo. Outras peças mais contemporâneas, como a mesa e mesas de café da série D12 projetada por Marià Castelló e Lorena Ruzafa para Diabla Outdoor, fornecem um material leve e um contraponto cromático ao conjunto.

A origem de algumas das soluções deste projeto está intimamente ligada ao projeto artístico "Fragments d'Arquitectura" ("Fragmentos de Arquitetura"), desenvolvido em paralelo: https://m-ar.net/fragments-darquitectura/

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Es Pou. Residência em Formentera / Marià Castelló Martínez" [Es Pou. Vivienda en Formentera / Marià Castelló Martínez] 26 Abr 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/960353/es-pou-residencia-em-formentera-maria-castello-martinez> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.