Sketchblock / ANA architecten

Sketchblock / ANA architecten

© Luuk Kramer© Luuk Kramer© Luuk Kramer© Luuk Kramer+ 20

  • Arquitetos: ANA architecten
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fotógrafo Fotografias:  Luuk Kramer
  • Arquiteto Responsável:Bas Hoevenaars, Joeri van Wijk, Jilles van Eibergen Santhagens, Jarno van Iwaarden, Marcel van der Lubbe, Jannie Vinke
  • Cidade:Amsterdã
Mais informaçõesMenos informações
© Luuk Kramer
© Luuk Kramer

Descrição enviada pela equipe de projeto. O escritório ANA Architecten projetou um edifício residencial tridimensional e flexível, com a máxima liberdade de layouts individuais. Os compradores dos apartamentos puderam ocupar as unidades livremente, em termos de dimensões, posição, layout e acabamentos. O Sketchblock foi escolhido como o melhor edifício do ano 2019, na categoria "experiência de vida privativa". O edifício faz parte de um conjunto de três novos edifícios residenciais, sem laterais e fundos, em um local sem carros, no qual o acesso é feito a partir de um espaço verde central, similar a um parque. Os moradores das três construções definiram o layout do parque em uma colaboração especial com a prefeitura, de forma a serem coletivamente responsáveis pela manutenção do espaço.

© Luuk Kramer
© Luuk Kramer

O Sketchblock foi projetado como uma estrutura flexível que possibilita apartamentos para uma ampla variedade de grupos-alvo: jovens, idosos, solteiros, casais e famílias. O menor apartamento do prédio tem 46 m², já o maior 150 m². As plantas baixas também podem ser adaptadas para uso futuro, caso as necessidades pessoais dos residentes mudem com o tempo, o edifício poderá ser facilmente organizado de forma diferente. Os princípios do Sketchblock são refletidos nas fachadas, que consistem em um sistema de faixas de concreto em uma malha principal e uma secundária. A malha principal corresponde à estrutura de sustentação, e a secundária é utilizada para acomodar os diferentes layouts dos apartamentos. Os moradores puderam fazer suas próprias escolhas em um catálogo de diferentes cores, além de também definirem o local e o tamanho de suas varandas.

© Luuk Kramer
© Luuk Kramer
Planta Pavimento Térreo
Planta Pavimento Térreo
© Luuk Kramer
© Luuk Kramer

Conceito / Contexto e estratégia

O SketchBlock foi projetado em conjunto e para os futuros residentes. Em muitos casos, o co-housing é um procedimento complicado, com processos demorados e uma mediocridade estética. No processo em questão, os melhores componentes desta técnica foram aplicados e todos os efeitos negativos foram contornados através de um projeto inteligente e um gerenciamento de processo eficiente. Após uma investigação das condições prévias dos edifícios e um inventário dos desejos dos residentes, o escritório projetou uma construção flexível que serviu de base para um layout modular. Os futuros moradores escolheram a posição e o tamanho de seus apartamentos, com base em regras, que garantiram a consistência do empreendimento.

© Luuk Kramer
© Luuk Kramer

Tal estratégia garantiu que a arquitetura do SketchBlock fosse parcialmente determinada pelas escolhas individuais dos residentes, mas sem fazer concessões estéticas. No projeto, focamos na flexibilidade eficiente em diferentes níveis. A fachada foi desenvolvida como uma estrutura flexível, que forma a base para um layout modular, essa flexibilidade facilita as opções de apartamentos em diferentes disposições e dimensões. No térreo, as tipologias do edifício são maisonettes, isto é, unidades duplex orientadas para um, dois ou até mesmo três fachadas, com um acesso próprio.

Construção / Materiais e estrutura

O conceito para o Sketchblock foi baseado nos princípios de ‘Open Building’ - ‘Construção Aberta’, um conceito desenvolvido na década de 60 pelo Professor N. John Habraken. A técnica implica na separação das diferentes camadas do edifício: construção, instalações, fachada, layout e acabamento.

© Luuk Kramer
© Luuk Kramer
Croquis
Croquis
© Luuk Kramer
© Luuk Kramer

A construção de apoio consiste em um núcleo de concreto e pilares na fachada. Os pisos de concreto se estendem entre o núcleo e a fachada, as paredes de separação entre os apartamentos não são estruturais, desta forma podem ser posicionadas em posições diferentes. Já os shafts de instalação foram concentrados  ao redor do núcleo, visto que o projeto manteve as instalações o mais simples possível, de forma a garantir uma máxima flexibilidade.

© Luuk Kramer
© Luuk Kramer

A malha da fachada é formada por elementos inclinados de concreto, estes chanfros visam oferecer maior profundidade à fachada e torná-la menos pesada. O preenchimento das partes fechadas na grade de concreto é materializado por painéis de alumínio expandido anodizado. Três tons diferentes foram usados no volume, dando a cada apartamento sua própria identidade. O jogo de elementos da fachada de concreto chanfrado e alumínio expandido dá ao edifício um movimento e o torna tátil.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Amsterdã, Países Baixos

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Sketchblock / ANA architecten" [The Sketchblock / ANA architecten] 06 Mar 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/957911/sketchblock-ana-architecten> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.