Clássicos da Arquitetura: Faculdade de Arquitetura de Mendoza / Enrico Tedeschi

Clássicos da Arquitetura: Faculdade de Arquitetura de Mendoza / Enrico Tedeschi

Alguns reconhecem a forma orgânica de uma árvore em sua fachada, enquanto outros veem figuras humanas. Observando a Faculdade de Arquitetura da Universidade de Mendoza, podemos atestar que estamos diante de um edifício que constitui um caso paradigmático no contexto dos anos 60 na Argentina.

© Leonardo Codina
© Leonardo Codina

Localizada na cidade de Mendoza, sua importância se destaca no meio arquitetônico nacional. Mas também internacional. Foi selecionada em 2015 para a exposição "América Latina em Construção: Arquitetura de 1955 a 1980" no MoMA de Nova York.

Cortesía de Arquitecto Roberto Lombardi
Cortesía de Arquitecto Roberto Lombardi

O projetista do edifício Enrico Tedeschi foi, por sua vez, seu próprio cliente, em função de sua função de reitor fundador da instituição. O arquiteto italiano chegou à Argentina em 1948 e viveu em Tucumán até 1953, onde se destacou pelo desenvolvimento do plano urbano da Cidade Universitária de Tucumán. De 1953 a 1959 exerceu a função de professor na cidade de Córdoba, na Universidade Nacional. Em 1960 instalou-se em Mendoza, onde trabalhou como técnico de urbanismo do município, evidenciando sua formação histórica e crítica e o estudo da paisagem local, promovendo, entre outras coisas, a luz solar e a ventilação, as regulamentações sobre as árvores públicas e visuais urbanos .

© Leonardo Codina
© Leonardo Codina

O edifício está implantado na parte inferior de um terreno profundo dando origem a um amplo espaço de acesso público. Ele é imposto acima do nível da calçada pela diferença de altura natural do setor, o que lhe confere uma monumentalidade sem apelar para mudanças de escala.

© Leonardo Codina
© Leonardo Codina

A tecnologia utilizada no projeto ocupa um lugar preponderante, pois é a forma adotada para resolver toda a edificação, englobando estrutura, envoltório, controle solar, linguagem e funcionalidade. A estrutura é pré-fabricada, mas desenhada desde a fase de pré-projeto, utilizando elementos anteriormente concebidos para as linhas de transmissão de eletricidade da cidade, e outros criados exclusivamente para este edifício.

Cortesía de Archivo Descotte. Facultad de Arquitectura Urbanismo y Diseño. Universidad de Mendoza
Cortesía de Archivo Descotte. Facultad de Arquitectura Urbanismo y Diseño. Universidad de Mendoza

Trata-se de uma estrutura pré-fabricada de concreto que funciona como uma casca externa ao edifício, resolvendo os envoltórios laterais a partir de uma modulação regular, com lajes perpendiculares que definem os quatro níveis necessários para os ateliês.

Cortesía de Archivo Descotte. Facultad de Arquitectura Urbanismo y Diseño. Universidad de Mendoza
Cortesía de Archivo Descotte. Facultad de Arquitectura Urbanismo y Diseño. Universidad de Mendoza

Devem ser poucos os edifícios executados com elementos industriais que conseguem atingir um acabamento de teor quase escultural como este. Isso possivelmente se deve à visão de Tedeschi de projetar desde o início com os materiais locais produzidos na época. Por sua vez, é interessante destacar a escassez de peças com as quais se chega à completude da obra.

Cortesía de Archivo Descotte. Facultad de Arquitectura Urbanismo y Diseño. Universidad de Mendoza
Cortesía de Archivo Descotte. Facultad de Arquitectura Urbanismo y Diseño. Universidad de Mendoza

Funcionalmente as plantas são livres, com os setores de serviços sobrepostos em colunas. A simetria visível, tanto na planta como na fachada, é rompida por uma escada simples composta apenas por degraus e vigas de apoio lateral.

Cortesía de Archivo Descotte. Facultad de Arquitectura Urbanismo y Diseño. Universidad de Mendoza
Cortesía de Archivo Descotte. Facultad de Arquitectura Urbanismo y Diseño. Universidad de Mendoza

A estrutura como geradora da forma é um conceito que tem se destacado nestes anos. A obra de Tedeschi continua em uso e pode ser considerada uma obra que nos permite refletir sobre como chegar a soluções eficientes e econômicas que respondam ao clima, mas também alcançar uma imagem uniforme e relacionada ao seu ambiente e contexto.

Bibliografia:

ADAGIO, NOEMÍ, (2013), Forma y Tecnología. El edificio de la Facultad de Arquitectura de la Universidad de Mendoza (1962, 1964)
CODINA, LEONARDO. “La estructura como instrumento de una idea”. 1:100 Ediciones

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:683, Av. Boulogne Sur Mer, M5500 Mendoza, Argentina

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: Brussino, Lucia. "Clássicos da Arquitetura: Faculdade de Arquitetura de Mendoza / Enrico Tedeschi" [Clásicos de Arquitectura: Facultad de Arquitectura de Mendoza / Enrico Tedeschi] 18 Fev 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/957059/classicos-da-arquitetura-faculdade-de-arquitetura-de-mendoza-enrico-tedeschi> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.