Edifício Corporativo Sharif / Hooba Design

Edifício Corporativo Sharif / Hooba Design

© Mohammad Hassan Ettefagh© Mohammad Hassan Ettefagh© Parham Taghioff© Parham Taghioff+ 32

  • Arquitetos: Hooba design
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  7200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fotógrafo Fotografias:  Parham Taghioff, Mohammad Hassan Ettefagh
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Fad Lighting
  • Arquiteto Responsável:Hooman Balazadeh
  • Equipe De Projeto:Elham Seyfiazad, Saman Soleimaniha, Mona Razavi, Saeed Farshbaf, Davood Raeesi
  • Consultoria:Hooba design
  • Gestão E Planejamento:Elham Seifi Azad
  • Cliente:Danak Group
  • Detalhamento:Dariush Ghorbani
  • Supervisão De Construção:Dariush Ghorbani
  • Diretor De Obra:Mohsen Agahimand
  • Engenharia Mecânica:Bahram Eksiri
  • Engenharia Elétrica:Amin Khaniki
  • Engenharia Estrutural:Majid Naghipour
  • Iluminação:fad Lighting
  • Modelo Físico:Mehran Alinezhad
  • Desenhos:Ehsan Lessani
  • Execução De Fachada:Ivan Façade Idea
  • Usuários:Bon tech Company
  • área Do Terreno:900m2
  • Cidade:Tehran
  • País:Irã
Mais informaçõesMenos informações
© Mohammad Hassan Ettefagh
© Mohammad Hassan Ettefagh

Descrição enviada pela equipe de projeto. Desenvolvido pelos professores da Universidade de Tecnologia de Sharif, o edifício de escritórios Peykasa foi projetado como um espaço de trabalho comum e adjacente à universidade. O projeto foi desenvolvido a partir de uma estrutura existente que já tinha sido construída até o pavimento térreo. A ideia era desenhar um edifício que funcionasse harmonicamente com os edifícios de tijolos do restante do campus. O maior desafio foi encontrar uma abordagem que combinasse a essência da arquitetura dos anos 1960 com a contemporaneidade de uma instituição de tecnologia. 

© Mohammad Hassan Ettefagh
© Mohammad Hassan Ettefagh
Plantas
Plantas

O terreno do projeto fica localizado próximo ao Parque Tarasht. Os espaços verdes da fachada foram pensados como extensões da vegetação do entorno, o que cria uma harmonia na escala urbana. Além disso, ao conectar as duas ruas que delimitam o terreno, criando uma praça conjunta ao edifício, o projeto dilui o limite entre o campus e o edifício.  

© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

O paradoxo entre o amplo mundo da engenharia de software e o mundo físico traz à pauta também temas contrastantes como, introversão versus extroversão, sólido versus transparente, rígido versus flexível, consistência versus variação, coletivo versus privativo, e etc. Tendo isso em vista, a ideia era criar um projeto harmonioso, em termos de forma e material, buscando alcançar um estado de incertezas dentro desse paradoxo. 

© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

A combinação entre o desenho dos antigos tijolos, com software de desenhos, resultou na formação de um painel inteligente que conforma a fachada do edifício. O material utilizado, um tijolo oco, foi criado a partir do tijolo tradicional utilizado nos outros edifícios dos anos 1940 no campus, com 10 x 20 cm. O resultado foi um tijolo de 19.5 x 32 cm com um furo de 10 x 20cm coberto ainda por uma folha de vidro. 

© Mohammad Hassan Ettefagh
© Mohammad Hassan Ettefagh
Diagrama 07
Diagrama 07
© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

Esses painéis se ajustam automaticamente, baseados na luz do sol durante o dia. Esses sistema apresenta tecnologia digital tanto interna, quanto externamente. 

© Mohammad Hassan Ettefagh
© Mohammad Hassan Ettefagh

A transparência, a sensorialidade e o emprego de tecnologias multimedia foram características trazidas para contemplar a visão contemporânea, da era eletrônica. O projeto tenta trazer uma visão intermediária entre os tópicos contraditórios, buscando introduzir um complexo pioneiro na indústria eletrônica.

Diagrama 01
Diagrama 01
© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

A conexão entre o tijolo, como uma técnica tradicional e uma tecnologia de alta tecnologia, requer um intermediador. É o que esse projeto se propõe a fazer. O interior que é fechado, porém semi-aberto, foi projeto para desconstruir esse limite entre interior e exterior, criando percepções diferentes durante o dia e a noite. As atividades interiores podem ser vistas de noite, convertendo o edifício de introvertido para extrovertido. Os espaços de trabalho consistem em escritórios abertos, ou semi-fechados, com barreiras de vegetação utilizadas para organizá-los. 

© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Tehran Province, Tehran, District 7, Ali Akbari St, Irã

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Edifício Corporativo Sharif / Hooba Design" [Sharif Office Building / Hooba Design] 04 Fev 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/955958/edificio-corporativo-sharif-hooba-design> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.