Ponte de Bambu / Atelier Lai

Ponte de Bambu / Atelier Lai

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 2 de 37Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 3 de 37Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 4 de 37Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 5 de 37+ 37

Huangshan, China
  • Arquitetos Responsáveis : Keyuan Ma
  • Equipe De Projeto : Chengying Gong, Yun Cheng, Xiaoyue Hu
  • Construção Em Bambu : Shanghai Jingdao Bamboo Construction Design co. LTD.
  • Consultoria Estrutural : Jiang Chang
  • Cliente : Qimen Wannong Tourism Investment and Development co. LTD.
  • Cidade : Huangshan
  • País : China
Mais informaçõesMenos informações
Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 9 de 37
Lateral Leste. Imagem © Xuguo Tang

Descrição enviada pela equipe de projeto. Ponte, na cultura tradicional chinesa, é um signo cheio de "emoção" e "vontade". Por um lado, construir uma ponte é uma espécie de mérito ou comemoração; por outro lado, "ponte" é uma espécie de imaginação poética, na estratégia da pintura tradicional de paisagem, é a entrada e o ponto de partida de toda a pintura. Não apenas a coisa em si, a ponte é uma imagem artística que pode ser pintada, e construir uma ponte é um evento social que beneficia as pessoas.

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 2 de 37
Vista Aérea. Imagem © Xuguo Tang
Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 7 de 37
Vista Aérea. Imagem © Xuguo Tang

Este projeto está localizado na vila de Taoyuan, condado de Qimen, província de Anhui, China. Um córrego de 10 metros de largura passa pela aldeia, separando-a das terras agrícolas. Para tornar conveniente para os moradores cultivarem nos campos, é necessária uma passarela adicional. O córrego é a linha divisória entre viver e trabalhar, enquanto a ponte é a entrada para o campo e a montanha próxima é coberta com bambu. Construir com bambu, retirando o próprio material da natureza e utilizando-o para fins humanos, é uma espécie de metodologia de construção baseada no meio ambiente e nos recursos locais.

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 3 de 37
Vista Aérea. Imagem © Xuguo Tang

Depois de determinar os materiais para a construção da ponte, que tipo de abordagem poética devemos usar para apresentá-la?

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 25 de 37
Pintura

Ficar de pé é a expressão mais direta da gravidade, enquanto se curvar é uma representação poética da gravidade. Diferente da estrutura de madeira e da estrutura de pedra, o próprio bambu tem boa resistência à flexão e, por meio da tecnologia de torrefação a fogo, a curvatura do arco se torna mais maleável e controlada. O bambu processado, com o passar do tempo, irá produzir gradualmente resiliência, que é uma espécie de pré-esforço natural.

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 16 de 37
Construção. Imagem Cortesia de Atelier LAI
Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 5 de 37
Ponte. Imagem © Xuguo Tang

Para construir uma ponte com vão de 10 metros, a ponte simplesmente apoiada e a ponte em arco são as seleções estruturais mais adequadas. Mas de um lado da margem do rio, a cabeceira da ponte está voltada para duas árvores. Para fazer o alicerce da ponte, sem dúvida, as raízes da árvore seriam destruídas. Portanto, a estrutura com vigas em balanço é escolhida a fim de evitar afetar a árvore.

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 26 de 37
Modelo
Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 4 de 37
Lateral Leste. Imagem © Xuguo Tang

Kullmann, um mecanicista estrutural alemão, traçou uma trajetória de tensão principal estrutural de uma viga em balanço em 1866. Pode-se ver que a tensão complexa dessa viga sob carga uniformemente distribuída pode ser simplificada para a linha de trajetória no diagrama, que é, quando ela é disposta como uma barra de duas forças sob tensão ou compressão ao longo da linha de tensão, e nisso a eficiência máxima da estrutura é alcançada. Essa também é a base e o método para os engenheiros posicionarem os elementos estruturais posteriormente. Por exemplo, a ponte Forth Bay, construída em 1890, é uma espécie de viga em balanço de treliça metálica.

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 10 de 37
Limite da Ponte. Imagem © Yilong Zhao

No entanto, comparando com o desenho original de Kullmann, descobrimos que a linha real de tensão principal razoável é na verdade curva. Porém, na produção industrial de estrutura de aço e estrutura de concreto, o custo de flexão é maior. Isso explica por que essas construções são simplificadas para uma treliça de elemento triangular reta. A característica de flexão do bambu pode estar mais próxima da linha de tensão razoável e tem uma vantagem racional sobre os materiais industriais.

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 35 de 37
Corte
Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 11 de 37
Lateral Leste. Imagem © Xuguo Tang
Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 32 de 37
Diagrama - Análise

Através da modelagem e cálculo estrutural da ponte de bambu, pode-se verificar que o momento fletor de cada haste é bem distribuído uniformemente, enquanto a força axial aumenta gradativamente. Está de acordo com as propriedades do material e a suposição de distribuição de tensões.

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 12 de 37
Limite da Ponte. Imagem © Yilong Zhao

O corrimão da ponte é integrado ao seu corpo e torna-se a principal altura estrutural, enquanto o piso da ponte é relativamente suave e fácil de se percorrer. O arco no corpo da ponte é a barra de tensão, e o reto é a barra de compressão, o que efetivamente evita a desvantagem da flexão do bambu. O nó da estrutura de bambu é a tecnologia central. A junta é reforçada por chapas de aço e concreto no tubo de bambu, e o aro de aço inoxidável é adicionado para resolver o problema de rachaduras do bambu ou diminuição da resistência com o passar do tempo.

Ponte de Bambu / Atelier Lai - Imagem 8 de 37
Lateral Oeste. Imagem © Yilong Zhao

Por fim, a ponte de bambu, contando apenas com a força desse material, sai "voando" de uma margem e vai direto para o lado oposto, formando uma imagem da ponte suspensa. O final da ponte é separado da margem oposta, como uma "ponte quebrada", o que reforça o caráter marcante da estrutura em balanço e forma uma espécie de drama poético causado pela tensão estrutural.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Shanli, Huangshan, An’Hui, China

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Ponte de Bambu / Atelier Lai" [Bambow Bridge / Atelier Lai] 08 Dez 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/952714/ponte-de-bambu-atelier-lai> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.