Museu de História Natural Yingliang Stone / Atelier Alter Architects

Museu de História Natural Yingliang Stone / Atelier Alter Architects

Cortesia de Atelier Alter ArchitectsCortesia de Atelier Alter ArchitectsCortesia de Atelier Alter ArchitectsCortesia de Atelier Alter Architects+ 39

Xiamen, China
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  2600
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Yingliang Stone Group
  • Arquitetos Responsáveis:Yingfan Zhang, Xiaojun Bu
  • Equipe De Projeto:Zhenwei Li, Jiahe Zhang, Lairong Zheng, Bo Huang, Leilei Ma
  • Clientes:Yingliang Stone Group
  • Cidade:Xiamen
  • País:China
Mais informaçõesMenos informações
Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects

Museu de História Natural Yingliang Stone | Renascimento do Espaço Cristalino.
Ao longo dos anos de mineração na região, vários fósseis foram descobertos e, por isso, decidiu-se utilizar o prédio da empresa de mineração como um museu para contar a história dos fósseis e apresentar pesquisas sobre ciência natural. Existiram dois grandes desafios durante o processo de renovação. O primeiro é o conflito entre a sede privada e os museus públicos. O segundo é a luz direta do sol obtida no espaço do átrio. A adição de um espaço de exposição limitará ainda mais a iluminação nos escritórios. Os fósseis foram descobertos pela primeira vez na base cristalizada do solo, esses cristaloides ficam com a aparência que têm hoje após um longo período de alta temperatura, alta pressão e acúmulo. A forma original da pedra, sua estrutura cristalina, nos trouxe uma linguagem arquitetônica.

Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects

Introduzimos três cristaloides interceptados no espaço do átrio. A luz da pirâmide quadrangular se estende na cobertura do edifício ao forro do primeiro andar para trazer luz ao átrio do museu no primeiro nível, enquanto o espaço de exposição do segundo andar e o restante dos escritórios são iluminados pela claraboia do edifício , bem como pela luz refletida na superfície externa inclinada do poço de luz. Ao redor dos cristaloides verticais, existem os horizontais que continuam crescendo, se inserindo e, finalmente, se transformando em vários expositores para os fósseis. O layout dos expositores é determinado pelo tempo e pelo enredo. Os cristaloides horizontais também introduzem a luz do sol no espaço interior junto com sua direção de crescimento. Ao todo, os cristaloides inclinados fazem a mediação entre a luz do sol e os espaços de exposição.

Corte AA
Corte AA

A reforma finalizada parecia uma malha cartesiana. O sistema ortogonal de colunas e vigas transformou cada espaço triangulado iluminado e, ao mesmo tempo, misterioso. Enquanto a massa pesada flutua, o espaço anti-gravidade coloca o público em um lugar desconhecido, aparentemente vindo direto de um filme de ficção científica. O interior e o exterior dos espaços do átrio foram divididos em museu e espaço de escritórios. Os fósseis se cristalizaram em diferentes espaços arquitetônicos enquanto se comunicam com os espaços de acordo com as exposições ao longo do tempo. Não há outra decoração dentro do espaço expositivo. O único elemento usado para expressar as marcas do tempo é uma série de azulejos nas paredes.

Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects

Essa simplicidade traz aos visitantes uma experiência espacial, dimensional e solar. As paredes não são apenas os limites de diferentes funções, mas também criam um ambiente calmo e frio, semelhante a uma caverna, o que torna o fóssil geológico ainda mais marcante. A parede interna do cristaloide é o teto do museu ao mesmo tempo. A parte externa da parede funciona como a placa refletida do prédio de escritórios, enquanto separa os espaços públicos e privados.

Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects

Criamos um sistema de coordenadas tridimensional para demarcação espacial, e o projeto foi totalmente compreendido no canteiro de obras. Com a ajuda da tecnologia, os pontos de controle espacial no modelo foram mapeados precisamente no local, tornando a construção possível. O material utilizado no projeto é sentencioso, de forma a evidenciar como a luz solar atinge os espaços e proporcionar um ambiente de exposição adequado aos fósseis.

Cortesia de Atelier Alter Architects
Cortesia de Atelier Alter Architects

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Xiamen, Fujian, China

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Museu de História Natural Yingliang Stone / Atelier Alter Architects" [Yingliang Stone Natural History Museum / Atelier Alter Architects] 30 Nov 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/952124/museu-de-historia-natural-yingliang-stone-atelier-alter-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.