Casa Rua Redmans 10 / Alan Power Architects Ltd

Casa Rua Redmans 10 / Alan Power Architects Ltd

© Hufton + Crow© Hufton + Crow© Hufton + Crow© Hufton + Crow+ 28

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  110
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  Hufton + Crow
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Ashlar Mason Ltd, Constructional Timber Manufacturers Ltd, Enfield Joinery Ltd, Glasszoo Ltd, IPIG Ltd, IQ Glass Ltd, Millboard Ltd, Mistek Ltd, Modern Doors Ltd, New Haden Pumps Ltd, Protan, The Resin Floor Co. (UK) Ltd, Tower Ceramics Ltd
  • Arquiteto Responsável:Alan Power
  • Cliente:Alan and Cathy Power
  • Engenharia Estrutural:Price & Myers
  • Elétrica E Mecânica:MWL
  • Quantitativos:Halstead Associates
Mais informaçõesMenos informações
© Hufton + Crow
© Hufton + Crow

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Casa da Rua Redmans número 10 é um projeto de residência unifamiliar que consiste em um uma estrutura de dois pavimentos e aproximadamente 100 m² de área interna bruta, divididas em um nível térreo e outro inferior. Localizada ao sul da Rodovia Whitechapel, no extremo leste de Londres, a Casa Rua Redmans 10 encontra-se implantada em um pequeno lote urbano, o qual esteve desocupado por anos e anos. A proposta desenvolvida pelo escritório de arquitetura de Alan Power está enraizada em algo que podemos chamar de “espírito do lugar”, um projeto que busca compreender e potencializar as características únicas de sua peculiar situação urbana ao invés de abordá-lo à partir de um ponto de vista puramente estilístico. Desta forma, as decisões tomadas pelos arquitetos ao longo do processo procuram dar respostas satisfatórias às limitações impostas pelas pré-existências, criando privacidade e isolamento em relação a movimentada rua que corre ao lado do terreno e buscando orientar suas aberturas para o sul e o céu tão raramente azul da cidade de Londres. O desejo era criar uma sensação de amplitude espacial que contribuísse para que a casa pudesse expandir-se para além dos modestos limites impostos pelo terreno e suas edificações adjacentes até encontrar—para usar as palavras de Gaston Bachelard—sua própria “imensidão íntima”.

© Hufton + Crow
© Hufton + Crow
Axonométrica
Axonométrica
© Hufton + Crow
© Hufton + Crow

O terreno possui uma forma trapezoidal distorcida e alongada no sentido leste a oeste, com a fachada principal de enfrentando a Rua Redmans em sua lateral norte. A leste encontra-se o edifício da Escola Primária Redlands, mas antes disso, o terreno faz limite direto com o jardim arborizado da própria escola, uma espécie de floresta semi-selvagem que opera como uma ferramenta pedagógica no contexto educativo dos alunos. De forma complementar, a sul e a oeste o lote acaba onde começam os jardins das casas contíguas ao longo da Rua Jubileu.

© Hufton + Crow
© Hufton + Crow

De forma a estabelecer um vínculo material para com as estruturas vizinhas que se erguem ao longo da Rua Jubileu, os arquitetos optaram por reestabelecer os limites do terreno—até então desocupado—erguendo um muro construído com tijolos de demolição. O edifício em si quase passa desapercebido, como se fosse apenas a continuidade dos muros das casas vizinhas. Sobressaindo-se discretamente sobre esta espécie de camuflagem urbana, o edifício se deixa ver apenas pelo lanternim, especialmente projetado para iluminar os espaços interiores de uma casa, a primeira vista, sem janelas. O acesso à casa se dá através de um corredor aberto deixado como um hiato na massiva estrutura do muro de tijolos que circunda a casa. Outras lacunas foram deixadas propositadamente na parede de alvenaria adjacente à entrada e preenchidas com blocos de vidro maciços de forma a proporcionar iluminação natural ao vazio da escada, fluindo finalmente até o nível inferior da casa. A iluminação do espaço central, por sua vez, provem do lanternim de vidro que se sobressai a estrutura de tijolos do edifício.

© Hufton + Crow
© Hufton + Crow

Desta forma, o edifício se revela em uma planta em forma de 'L', disposta em torno de um pequeno pátio localizado no quadrante sudoeste do terreno e que vaza até o nível inferior. No térreo, este vazio é semi-preenchido por uma varanda que oferece uma adição mínima de espaço aberto às áreas de estar e jantar; no nível inferior, o pátio serve aos dois quartos da casa, cada um com seu próprio banheiro. A porta de acesso dá para o corredor lateral, proporcionando assim uma dupla camada de privacidade e segurança aos moradores.

© Hufton + Crow
© Hufton + Crow

Para valorizar ainda mais a integração do novo edifício à seu contexto urbano específico, a cobertura do lanternim que coroa a estrutura da casa opera também como um jardim—contribuindo para com as condições de conforto no interior do edifício. De forma complementar, quando vista de cima, a casa parece fundir-se com os jardins vizinhos de tal forma que ao final, como eles, parece sempre ter estado ali.

© Hufton + Crow
© Hufton + Crow

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Rua Redmans 10 / Alan Power Architects Ltd" [10 Redmans Road House / Alan Power Architects Ltd] 15 Nov 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/951333/casa-rua-redmans-10-alan-power-architects-ltd> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.