"Um espaço para a imaginação" Hotel 1818 / Lina Ghotmeh Architecture

"Um espaço para a imaginação" Hotel 1818 / Lina Ghotmeh Architecture

© Takuji Shimmura© Takuji Shimmura© Takuji Shimmura© Takuji Shimmura+ 18

  • Cliente:Pavillon de l’Arsenal
  • Cidade:Paris
  • País:França
Mais informaçõesMenos informações
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Descrição enviada pela equipe de projeto. Ao longo do tempo os hotéis desenvolveram seus espaços comuns abrindo seus lobbies para incluir, por exemplo, bares, lanchonetes e espaços de coworking. Por sua vez, os quartos de hotel evoluíram muito menos; eles continuam sendo um santuário para a decoração em torno de uma cama imóvel. Mas este seria um bom momento para transformá-los, para adaptá-los ao nosso estado doméstico em um mundo onde os fluxos estão apenas aumentando?

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura
Diagrama
Diagrama
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Os hotéis são laboratórios potenciais para o flexível, o híbrido, e o possível. Como os crescentes desafios ambientais nos exigem poupar recursos, um quarto de hotel tem o potencial de se tornar um componente chave de um modelo mais sustentável. Podemos alcançar uma taxa de carbono zero maximizando nosso uso de tudo o que a indústria tem a oferecer em termos de sustentabilidade ambiental. Os hotéis, situados no centro de muitos fluxos e interseções, podem, portanto, também se tornar peças-chave de uma economia circular.

Foi isto que levou nossa pesquisa a desenvolver um um espaço que expressa desejo e utilidade. Você pode vir aqui para trabalhar, para conhecer alguém, para receber pessoas, ou para dormir. Você o habita no tempo, seja provisoriamente para descobrir uma cidade, ou por mais tempo quando tal espaço se torna uma extensão de sua própria casa. Este não é um quarto, nem um espaço a ser montado. Das paredes para dentro, é você que define suas funções; é uma verdadeira caixa de ferramentas para seus habitantes temporários. Suas paredes, feitas de madeira e revestidas de fibras naturais, bloqueiam todo o som e revelam e ocultam funções e componentes sob demanda, desde camas até armários, mesas, cadeiras, chuveiros e banheiros. Projetado para ser modular, este espaço vital pode ser montado rapidamente e é de fácil manutenção e limpeza.

Planta
Planta

O ambiente tem uma superfície de 24m² e carece de qualquer decoração supérflua. O design do espaço é, por si mesmo, a decoração. A janela se abre amplamente para a cidade, e a iluminação está integrada na parede. Envolvido no espírito da reutilização, o quarto dá nova vida aos materiais que o formam: o piso do chuveiro de cor rosa vem de areia processada, o azulejo do banheiro é feito de padrões aleatórios e foi criado com uma variedade de materiais recuperados, pratos são feitos de conchas de mexilhão, a roupa de cama é feita de linho reciclado. A sensação de neste espaço descarbonizado, com seus pés descalços tocando o piso de terra bruta é muito boa.

Diagrama
Diagrama
Diagrama
Diagrama

Viajar para o outro lado do mundo torna-se uma experiência íntima, estar em casa em um outro lugar que abre nossa imaginação para um mundo de possibilidades em termos de habitat, recreação e trabalho.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:155 Avenue du Maine, 75014 Paris, França

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: ""Um espaço para a imaginação" Hotel 1818 / Lina Ghotmeh Architecture" ["A Room for Imagination" Hotel 1818 / Lina Ghotmeh Architecture] 09 Nov 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/950744/um-espaco-para-a-imaginacao-hotel-1818-lina-ghotmeh-architecture> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.