Complexo Residencial Seestadt Aspern / Berger+Parkkinen Architekten + Querkraft Architects

Complexo Residencial Seestadt Aspern / Berger+Parkkinen Architekten + Querkraft Architects

© Hertha Hurnaus© Hertha Hurnaus© Hertha Hurnaus© Hertha Hurnaus+ 18

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  36600
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fotógrafo Fotografias:  Hertha Hurnaus
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Knauf, AUSTROTHERM, Capatect Baustoffindustrie, Domoferm, Esser’s Flachdach-Bauelemente Vertriebsges, Friedl GesmbH, Geberit, IPM Schober Fenster, Lüftungstechnik GmbH für Raumluftsysteme, Mobile Betonkonzepte, Paul Bauder, Reitermayer Gesellschaft, Sanitär-Heinze-Gruppe, Schrack, Siemens, Weissenseer Holz-System-Bau, Weitzer Parkett
  • Equipe Berger+Parkkinen Architekten:Lucas Schuh (Project Manager), Matthias Bachl, Jurgis Gecys, Jure Kozin, Marijana Vjesticová, Stefanie Sent
  • Equipe Querkraft Architekten:Robert Haranza (Project Manager), Dominique Dinies, Georg Falkenhahn, Sandor Guba, Bernhard Mayer, Tim Stahlhut
  • Cliente:EBG
  • Paisagismo:idealice, Viena
  • Consultoria De Projeto Estrutural:Lackner + Raml Ziviltechniker-GmbH, Villach
  • Instalações:TB Obkircher, Viena
  • Física Da Construção:Holzforschung Austria, Viena
  • Segurança Contra Incêndio:BrandRat ZT GmbH, Viena
  • Execução Estrutura De Madeira:Weissenseer Holz-System-Bau GmbH, Greifenburg
  • Gestão De águas Da Chuva:ZT-Schattowitz, Viena
  • Execução :Porr Bau GmbH, Viena
  • Cidade:Viena
  • País:Áustria
Mais informaçõesMenos informações
© Hertha Hurnaus
© Hertha Hurnaus

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizado no extremo leste da cidade de Viena—no 22º distrito da capital austríaca—o Complexo Residencial Seestadt Aspern é composto por um total de 213 apartamentos e oito estabelecimentos comercias. Como uma sequencia de blocos paralelos e de volumes de diferentes escalas, o Seestadt Aspern se parece com um conjunto de pequenas casas de madeira, sobrepostas e articuladas de forma criar um ambiente urbano agradável e aconchegante.

Planta - Térreo
Planta - Térreo

A estrutura escalonada dos distintos blocos que compõe o conjunto acaba por criar uma série de diferentes tipos de espaços e pátios, combinando uma enorme variedade de relações visuais entre os apartamentos e os espaços públicos e semi-públicos.

© Hertha Hurnaus
© Hertha Hurnaus

Os vários blocos que compõe o conjunto, orientados paralelamente em sentindo  norte-sul, se conectam entre si através de uma série de passarelas abertas responsáveis pela amarração de cada um os volumes em um todo coeso e uniforme. Ao todo, o complexo residencial conta com três diferentes rotas de circulação, oferecendo uma gama de experiências espaciais diversas que se conectam com distintos espaços abertos e áreas de convívio ao longo do percurso. Através de uma estrutura modular e seriada, os blocos vão sendo ocupados por uma diversidade de tipos de apartamentos, os quais permitem uma maior variedade de perfis de moradores. Interiormente, a planta dos apartamentos foram concebidas de forma bastante flexível, podendo ser adaptadas segundo as necessidades de cada morador. Apesar de seu alto grau de abertura e muitos espaços de circulação ao ar livre, os espaços interiores encontra-se bem protegidos, apresentando ótimas condições de conforto além de um desempenho energético muito equilibrado. A madeira, utilizada tanto em parte da estrutura quanto nos acabamentos interiores e exteriores, proporcionam ao conjunto uma sensação de leveza e profundidade.

© Hertha Hurnaus
© Hertha Hurnaus

Articulação
O complexo residencial está composto por sete volumes paralelos que variam de quatro a sete pavimentos além de um nível inferior de garagem. Concebidas para articular os diversos volumes e espaços de cada um dos edifícios, as passarelas de circulação são responsáveis pela criação de um espaço de convívio aberto, animado e vibrante, oferecendo oportunidades de encontro e socialização para seus moradores. Desta forma, o grande pátio interior se configura como uma zona semi-pública que opera como o coração do complexo, o qual se conecta diretamente ao passeio público que amarra o conjunto ao seu contexto urbano específico.

Planta - 01
Planta - 01

Paisagem e Espaço
Chamado de “cânion”, este espaço central e coletivo apresenta uma série de diferentes características e paisagens, áreas com mudanças de nível e arquibancadas, oferecendo a seus moradores a oportunidade de se encontrarem e estabelecerem uma vida em comunidade. O cânion opera ainda como um ambiente de socialização e lazer para a comunidade mais jovem. Em alguns momentos, a madeira que reveste as paredes se transforma em rampa, configurando superfícies e planos inclinados para que as crianças possam se apropriar à sua maneira em suas brincadeiras e jogos. Além disso, grandes superfícies horizontais dão forma a áreas de descanso onde os moradores podem deitar-se e relaxar à luz do sol.

© Hertha Hurnaus
© Hertha Hurnaus

A paisagem natural do terreno foi moldada de tal forma que os edifícios parecem brotar sobre colinas verdejantes, configurando entre si uma série de pátios interiores, projetando sobre eles as estruturas dinâmicas de seus terraços e varandas em concreto aparente. Sobre esta paisagem ondulante, árvores e arbustos proporcionam uma sensação ainda mais aconchegante e privativa aos espaços coletivos-abertos do interior do conjunto. Os percursos caminháveis ao rés do chão conduzem os moradores e visitantes através desta paisagem montanhosa, segregando os diferentes fluxos para minimizar conflitos entre pedestres, ciclistas e corredores. Pontos de encontro foram implantados nos principais cruzamentos em frente às áreas de acesso dos edifícios, lavanderias e playground para crianças pequenas.

© Hertha Hurnaus
© Hertha Hurnaus

Em alguns casos, o revestimento de madeira da fachada chega até o subsolo, demarcando as principais áreas de acesso, chamando a atenção para os espaços comerciais e dando forma ao mobiliário urbano. A madeira foi assim utilizada para criar uma sensação de continuidade e coerência em todo o conjunto, articulando os diversos programas e espaços. Canteiros elevados e áreas de vegetação foram incluídas na periferia do terreno para demarcar uma transição entre os espaços públicos e semi-públicos sem a necessidade de instalar cercas ou edificar muros. Entre um jardim e um canteiro, encontram-se os espaços de acesso, que tanto permitem a livre circulação dos moradores quanto proporcionam espaços de encontro informais.

© Hertha Hurnaus
© Hertha Hurnaus

Estrutura e Ecologia
As paredes exteriores dos blocos foram revestidas em madeira natural além de contarem com uma sólida camada de isolamento. Composta por elementos pré-fabricados, estas paredes formam produzidas na fábrica com elevado nível de qualidade e precisão. As fachadas exteriores receberam um acabamento em tábuas de madeira de pinheiro europeu. As paredes interiores e divisórias também foram todas pré-fabricadas, incorporando de antemão todas as instalações e serviços necessários. Graças ao alto nível de detalhamento e a um excelente trabalho de compatibilização, os elementos pré-fabricados foram instalados em tempo recorde no local, minimizando o impacto da obra no terreno assim como a quantidade de ruído, poeira e fumaça durante o rápido processo de construção.

Corte
Corte

A estrutura propriamente dita foi executada em concreto e deixada aparente, permitindo que uma série de elementos fossem projetados para além da fachada de madeira. Todas as instalações passam por um shaft técnico junto ao núcleo de circulação vertical. O posicionamento central deste núcleo técnico permite ainda que os apartamentos possam ser espelhados entre um pavimento e outro, criando uma maior diversidade de aberturas e configurações nas fachadas.

© Hertha Hurnaus
© Hertha Hurnaus

Elementos
A pré-fabricação da maior parte dos elementos construtivos permitiu minimizar o desperdício, aumentando a qualidade dos acabamento e dos materiais utilizados na obra. A combinação entre estrutura de concreto armado pré-moldado com elementos de acabamento de madeira natural permitiu estabelecer um processo de construção rápido, limpo, eficiente e seguro.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Viena, Áustria

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Complexo Residencial Seestadt Aspern / Berger+Parkkinen Architekten + Querkraft Architects" [Wood Housing Seestadt Aspern / Berger+Parkkinen Architekten + Querkraft Architects] 03 Nov 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/950596/complexo-residencial-seestadt-aspern-berger-plus-parkkinen-architekten-plus-querkraft-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.