Casa Petry / Estúdio MRGB

Casa Petry / Estúdio MRGB

© Hermes Romão© Hermes Romão© Hermes Romão© Hermes Romão+ 25

Brasilia, Brasil
  • Arquitetos: Estúdio MRGB
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  420
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  Hermes Romão
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Alutec, Bontempo, Centrogran, Deca, Hill House, Lumini, Madipê, Portinari
  • Arquitetos Responsáveis:Igor Campos, Hermes Romão, Rodolfo Marques
  • Equipe De Projeto:Ana Orefice, Ana Carolina Moreth, Filipe Bresciani, Larissa Pontes, Lucas Felipe Campos
  • Engenharia:André Torres
  • Paisagismo:Ana Paula Roseo
  • Cidade:Brasilia
  • País:Brasil
Mais informaçõesMenos informações
© Hermes Romão
© Hermes Romão

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizada em um condomínio de Brasília, o projeto da Casa Petry é fruto de uma análise criteriosa do terreno e de suas características. Trata-se, portanto, de uma obra cuja essência baseia-se na identificação das particularidades do lote e do entorno. O sítio é fisicamente caracterizado por um desnível longitudinal de um metro e vinte centímetros, com dimensões de dezessete por trinta e cinco metros. Além disso, os lotes vizinhos têm sua ocupação consolidada e definida por residências que ocupam a porção frontal dos lotes em sua totalidade, com alturas significativas.

© Hermes Romão
© Hermes Romão

Logo, os seguintes desafios foram lançados e, naturalmente, as respostas que construímos estabeleceream-se como fio condutor para o projeto da residência:
[1] Como inserir uma obra de aproximadamente 470m² de área a ser construída em dois pavimentos, tendo em vista as restrições dimensionais do lote?
[2] Como se apropriar das características da topografia para construir uma nova residência, cuja escala e proporções estivessem perfeitamente integradas ao bairro residencial?
[3] Como estabelecer uma relação de pertencimento entre obra arquitetônica e o seu sítio?

© Hermes Romão
© Hermes Romão
Planta - Térreo
Planta - Térreo
© Hermes Romão
© Hermes Romão

Há, portanto, uma clara intenção de estruturar a arquitetura em sintonia com as escalas que as representam. A primeira e, sem dúvida, a mais expressiva, a escala humana; as demais, a escala do sítio, da rua, do condomínio, do bairro, da cidade e da paisagem seguem no diapasão, respeitadas a hierarquia de cada uma delas.

© Hermes Romão
© Hermes Romão
Corte longitudinal
Corte longitudinal
© Hermes Romão
© Hermes Romão

Estrategicamente, aproveitamos o declive do terreno e implantamos a casa a um metro e vinte centímetros abaixo do nível da rua e decidimos, deliberadamente, chamá-lo de térreo inferior. Uma área extremamente democrática onde encontram-se todas as funções do cotidiano, da vida doméstica. Estar, jantar, cozinha, churrasqueira e áreas de convivência, todas elas integradas, sob pilotis e amparadas pelo paisagismo que sustenta o olhar de quem percorre, sem obstáculos, o espaço projetado. No térreo superior, a um metro e cinquenta em relação ao nível da rua, localizam-se os quartos e espaços íntimos privativos e próprios à família.

© Hermes Romão
© Hermes Romão

Racionalmente a tipologia pavilionar mostrou-se a mais adequada para abrigar o programa. Contribuiu, de igual maneira, para ordená-lo respondendo às questões funcionas inerentes à casa com extrema simplicidade. Simplicidade é precisamente o que distingue este pavilhão, silenciosamente incorporado ao sítio, de seu entorno.

© Hermes Romão
© Hermes Romão

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Petry / Estúdio MRGB" 29 Out 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/950433/casa-petry-estudio-mrgb> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.