Edifício Isabel / Christian Dávila Arquitectos

Edifício Isabel / Christian Dávila Arquitectos

© Lucia Lugones© Lucia Lugones© Lucia LugonesCortesía de Christian Dávila+ 27

  • Arquiteto Encarregado:Christian Dávila
  • Equipe De Projeto:Ignacio Asturizaga
  • Clientes:Familia Decker
  • Colaboradores:Jhony Huallpa Estallani
  • Cidade:La Paz
Mais informaçõesMenos informações
© Lucia Lugones
© Lucia Lugones

Descrição enviada pela equipe de projeto. La Paz é uma cidade nas montanhas. Ao longo do Rio Choqueyapu (de norte a sul e de cima a baixo) a cidade sobe por ladeiras e adentra os vales. Um desses vales é "Achumani", um bairro de classe média no qual um processo de adensamento substitui as casas unifamiliares por edifícios verticais multifamiliares.

© Lucia Lugones
© Lucia Lugones
Elevação
Elevação
Cortesía de Christian Dávila
Cortesía de Christian Dávila

Nesses vales, 200 metros abaixo do centro da cidade (3600 metros acima do nível do mar), a temperatura média anual varia de 2°C a 16°C, o que obriga a arquitetura a buscar o sol como objetivo fundamental. Esta condição e a sempre presente paisagem montanhosa justificam uma intensa relação entre interiores e exteriores e fazem com que a existência de terraços seja quase uma obrigação.

© Lucia Lugones
© Lucia Lugones

"Isabel" é um edifício de oito apartamentos para os membros de três gerações de uma grande família com diversas necessidades, desejos e capacidades financeiras. A fim de alcançar viabilidade para todos, os custos comuns tiveram que ser reduzidos o máximo possível. Foi proposta uma estrutura simples de concreto armado, que permitiria as melhores condições possíveis de luz natural, iluminação e ventilação nos oito apartamentos.

© Lucia Lugones
© Lucia Lugones
Axonométrica
Axonométrica
© Lucia Lugones
© Lucia Lugones

Tomando como base a forma e orientação do lote de 450 m² (15 X 30 metros), foram propostos quatro eixos estruturais longitudinais que definem três volumes funcionais: o primeiro, geminado ao vizinho sudeste (face menos ensolarada), contém a circulação de acesso vertical e horizontal aos apartamentos (3 metros de largura). A segunda contém entradas, circulação interna e espaços com menor área de superfície necessária (3,15 metros de largura). A terceira, a noroeste (melhor face em termos de insolação), contém as áreas de vida mais intensas com maior exigência de superfície (4,75 metros de largura + 1,00 metros em balanço).

© Lucia Lugones
© Lucia Lugones

A área para cada proprietário foi determinada com base em sua capacidade financeira. Três estratégias foram utilizadas para estabelecer essas áreas em cada unidade e para definir as divisões entre apartamentos: eixos móveis (transversais) independentes em cada pavimento; conexão vertical de áreas formando unidades duplex; deslocamento dos limites externos de certas áreas de cada apartamento gerando entradas e saídas que também deram forma aos terraços.

Uma exigência dos proprietários era que o acesso ao edifício a partir da rua fosse restrito, e o limite se deu por componentes divisórios que foram configurados da forma mais urbanística e menos agressiva possível, tornando-os tanto visualmente quanto materialmente independentes.

© Lucia Lugones
© Lucia Lugones
Corte
Corte
© Lucia Lugones
© Lucia Lugones

O edifício foi construído utilizando sistemas tradicionais e mão-de-obra comum, distribuindo recursos com base em uma hierarquia que permitiu uma boa relação custo-benefício em cada elemento. Por exemplo, pisos e outros elementos foram deixados com acabamento em concreto e móveis fixos foram projetados como elementos divisórios internos, evitando a criação de divisórias, e permitindo criar grandes janelas em benefício da qualidade espacial, com carpintaria e vidro com bons níveis de isolamento térmico e paredes externas feitas em madeira reutilizada, além do cuidado com o isolamento térmico entre áreas.

O resultado são apartamentos e áreas comuns de custo comparativamente baixo, com grande qualidade espacial e de fácil apropriação por parte de seus habitantes.

© Lucia Lugones
© Lucia Lugones

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:La Paz, Bolívia, Estado Plurinacional da

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Edifício Isabel / Christian Dávila Arquitectos" [Edificio Isabel / Christian Dávila Arquitectos] 21 Set 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/947962/edificio-isabel-christian-davila-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.