Pavilhão de Banheiros Públicos Flor de Bambu / FabrikG

Pavilhão de Banheiros Públicos Flor de Bambu / FabrikG

© Daniela Fernández del Busto© Daniela Fernández del Busto© Daniela Fernández del Busto© Daniela Fernández del Busto+ 26

  • Arquitetos: fabrikg
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  127
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk, BambuSoluciones, Bambucid, Band it, Fierro, Robert McNeel & Associates, SAYER
  • Arquitetos Responsáveis:Gonzalo Elizarraras, Maria Manuel Ponte
  • Equipe De Projeto:Gonzalo Elizarraras, Maria Manuel Ponte, Alejandro Martinez, Martin Cesena, Ángel Máximo, David Campos
  • Clientes:Puerto Raíz
  • Paisagismo:fabrikg
  • Cidade:San José del Cabo
  • País:México
Mais informaçõesMenos informações
© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizado no perímetro norte do Estero de San José del Cabo (B.C.S. México), "Flor de Bambu" é a primeira concretização de uma série de construções naturais que formarão o Projeto "Porto Raiz", complexo destinado à realização de eventos.

© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto
Planta
Planta
© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto

“Flor de Bambu” surgiu a partir do conceito de um pátio, que acolhe os visitantes e os distribui para as áreas privativas - vestiário feminino ou masculino. O pequeno pátio protegido por uma parede de junco com formato oval, segue naturalmente o percurso do limite exterior, configurando o meio interno sem separá-lo do ambiente natural. As plantas proporcionam privacidade e estendem a natureza ao interior, criando a sensação de que continuamos no meio natural.

© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto

As duas rampas guiam os usuários até os sanitários, que em seguida, são ocultados pelas ripas verticais de bambu. Com o mesmo material foram configuradas as cápsulas privadas, bem como os fechamentos dos mictórios. O bambu, proporciona um acabamento fino e elegante, e neste caso, foi a matéria-prima para vários elementos, desde paredes, luminárias, até a própria estrutura.

© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto

Diversos apoios de bambu formam a flor central, que se abre até os limites da parede de junco e em composição com os anéis horizontais metálicos criam uma malha de interdependência estrutural. Uma coluna central com fundação de concreto equilibra a estrutura. Os anéis de metal com tensores em forma de mandala permitem a cooperação e o equilíbrio entre os diferentes elementos. Os apoios verticais de bambu ajudam a sustentar todo o tecido lateral, criando ritmo e desordem ao mesmo tempo, quase como se ali tivessem nascido.

© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto
Corte AA
Corte AA
© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto

Os materiais utilizados evocam a tradição construtiva local e dignificam o seu uso na atualidade, em uma composição harmoniosa entre as técnicas tradicionais e modernas de bioconstrução, principalmente utilizando elementos que fazem parte da construção vernacular da Baja California Sur (junco, bambu, madeira). Por outro lado, a incorporação do bambu como tema central, apesar de não constituir um material local, busca promover o aproveitamento desse recurso natural presente na região, mas ainda não explorado como um material de construção nobre, buscando uma mudança de paradigma ao nível local. A incorporação do metal nas conexões permite um diálogo entre as técnicas tradicionais e industriais, uma dicotomia que promove a revitalização das técnicas tradicionais de construção, evitando que desapareçam.

© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto

Por estar localizada junto ao Estero Josefino, uma área natural protegida com alto risco de inundação (Wetland), a estrutura foi elevada um metro do nível do solo, além de possuir uma base em pedra, prevenindo possíveis danos em caso de inundação. Por outro lado, o histórico de fortes ventos e furacões determinou a materialização desta estrutura, de forma a ser o mais permeável possível. Desta forma, a cobertura que sombreia a estrutura é facilmente removível para que o vento possa passar entre os elementos orgânicos sem nenhum impedimento, e a flexibilidade do próprio bambu permite que ela se mova sem desmoronar.

© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto

Por se tratar de uma instalação sanitária, foi incorporado ao projeto uma microplanta de tratamento de efluentes, que não gera lodo orgânico e permite a purificação das águas residuais. A instalação permite que o ciclo seja encerrado em uma lagoa natural existente, configurando um filtro purificador biológico (pantano), possibilitando seu uso futuro para irrigação e, ao mesmo tempo, regenerando o ambiente natural e ativando o ecossistema.

© Daniela Fernández del Busto
© Daniela Fernández del Busto

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:San José del Cabo, Baja California Sur, México

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Pavilhão de Banheiros Públicos Flor de Bambu / FabrikG" [Pabellón de baños flor de bambú / FabrikG] 04 Set 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/946966/pavilhao-de-banheiros-publicos-flor-de-bambu-fabrikg> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.