Duas torres em La Chapelle International / Brenac & Gonzalez & Associés + moa architecture

Duas torres em La Chapelle International / Brenac & Gonzalez & Associés + moa architecture

© Takuji Shimmura© Stefan Tuchila© Stefan Tuchila© Stefan Tuchila+ 35

  • Paisagismo:Jean-Michel Rameau
  • Cliente:Sogeprom
  • Construtora Geral:Bouygues Bâtiment - Habitat résidentiel
  • Estudos Técnicos :Artelia
  • Cidade:Paris
  • País:França
Mais informaçõesMenos informações
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Descrição enviada pela equipe de projeto. No coração do bairro La Chapelle, em Paris, atualmente em grande renovação, os escritórios Brenac & Gonzalez & Associés e MOA Architecture estão entregando duas torres com um total de 254 apartamentos anexados a 20 espaços comerciais do tipo SOHO (Small Office / Home Office).

© Stefan Tuchila
© Stefan Tuchila

O lote E, que recebe a plataforma destinada aos espaços SOHO (Small Offices/Home Offices) e as duas torres E1 e E2, está inserido numa malha urbana sofisticada, evocando uma cidade baixa e uma cidade alta. O tipo de apartamento especificamente SOHO oferece uma nova visão que mistura local de trabalho e habitação. A base da seção SOHO é dividida ao longo de seu comprimento por uma ampla rua interna projetada como uma área comum. Esta rua interior estende-se até o átrio de entrada da E2 de forma a reforçar a conexão entre as duas torres. 20 espaços de negócios localizados no térreo são diretamente acessíveis a partir da zona pública e se beneficiam de uma altura generosa de 3,80 metros. Os apartamentos conectados a estes espaços de escritórios encontram-se no pavimento seguinte.

Planta - Situação
Planta - Situação

A torre E1, projetada por Brenac & Gonzalez & Associés, é criada com um vazio para que se possa ser percebida não como uma torre, mas como duas torres menores, elegantes e delgadas. Estas duas torres são unidas por um jardim e por uma escada externa, que ilumina diretamente as áreas comuns e, orientada na direção do Sacré-Cœur, oferece pontos de encontro para os ocupantes.

© Stefan Tuchila
© Stefan Tuchila
Planta - oitavo pavimento (Torre E1)
Planta - oitavo pavimento (Torre E1)
© Stefan Tuchila
© Stefan Tuchila

Um espaço intermediário composto pelas sacadas garante a transição entre a seção SOHO. Esta estrutura percorre toda a circunferência da torre do nível G+2 ao G+6 projetada para corresponder à altura mais baixa dos edifícios de Paris. A parte mais alta, por sua vez, estende-se do nível G+6 ao G+16 e é composta por um exoesqueleto pré-fabricado de concreto, destacando amplas linhas horizontais oferecendo espaços generosos de apoio a ambientes exteriores diferenciados, proporcionando ao projeto uma interioridade genuína, que se abre para vistas espetaculares da paisagem urbana de Paris.

© Stefan Tuchila
© Stefan Tuchila

A torre E2, projetada pela MOA Architecture, é composta por duas torres interligadas formando um único bloco. A “torre urbana”, alinhada com a rua e voltada para os edifícios em frente, possui uma “parede perfurada” de janelas segundo um modelo tradicional. O calor das esquadrias, com as suas venezianas de madeira, equilibra a austeridade de uma fachada simples de concreto.

© Stefan Tuchila
© Stefan Tuchila
Planta - 13° pavimento (Torre E2)
Planta - 13° pavimento (Torre E2)
© Stefan Tuchila
© Stefan Tuchila

A "torre paisagística", orientada para sudeste na direção do Sacré-Coeur, tem uma estrutura muito delicada, sobre uma malha de colunas e vigas de 40 centímetros de largura, abrindo os espaços interiores para a paisagem urbana de Paris. As esquadrias de madeira envidraçadas do chão ao teto oferecem total transparência através das grades de proteção, que são projetadas para serem praticamente invisíveis dos terraços.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Os envoltórios da torre foram projetados como "exo-estruturas". As chamadas “torres tubulares” diminuem o peso do edifício em cerca de 1/3 em comparação com as torres “miesianas” e o seu núcleo de concreto. Esta diminuição do peso oferece a máxima flexibilidade porque, com o tempo, não apenas os espaços úteis podem ser reconfigurados mas também todos os espaços centrais de distribuição, que são definidos por paredes divisórias sem função estrutural. Além disso, a economia no concreto constitui em mais um ponto positivo - ambiental e financeiro - que não pode ser ignorado.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:18th arrondissement Paris, 75018 Paris, França

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Duas torres em La Chapelle International / Brenac & Gonzalez & Associés + moa architecture" [Two Towers at La Chapelle International / Brenac & Gonzalez & Associés + moa architecture] 29 Ago 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/946154/duas-torres-em-la-chapelle-international-brenac-and-gonzalez-and-associes-plus-moa-architecture> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.