Novos alojamentos da APCEF SC / Pimont Arquitetura

Novos alojamentos da APCEF SC / Pimont Arquitetura

© Fernando Willadino© Fernando Willadino© Angelo Mincache© Angelo Mincache+ 25

  • Arquitetos: Pimont Arquitetura
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  3297
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fotógrafo Fotografias:  Fernando Willadino, Angelo Mincache
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Tramontina, Docol, Portobello, Alusul Esquadrias, Arcoban Móveis sob medida, Assa Abloy, AutoDesk, Damil, Deca, Diore Revestimentos, Faveton, Finotato, Fujitsu, GJ Impermeabilizações, Gaviso Impermeabilizações, HYDRA, Jatobá Pastilhas, Madereira Baía Sul, Marmoraria Biguaçu, Pirâmides Pré Moldados, +3
  • Arquitetos Responsáveis:Henrique Pimont
  • Equipe De Projeto:Alejandro Ortiz
  • Clientes:APCEF SC
  • Paisagismo:Anna Saraceni
  • Colaboradores:Arquiteta Mirela Moser e Arquiteto Pedro Borges
  • Cidade:Florianópolis
  • País:Brasil
Mais informaçõesMenos informações
© Angelo Mincache
© Angelo Mincache

Descrição enviada pela equipe de projeto. Ao enfrentar pela primeira vez um projeto de edifício para hotelaria, tivemos a oportunidade de elaborar um trabalho que foi além da arquitetura, envolvendo também urbanismo. Nossa proposta reconheceu a importância do projeto para além da arquitetura, como uma forma de ocupar um território, configurar uma paisagem. A obra se insere na Associação integrando-se aos espaços existentes e criando novas conexões entre as diferentes áreas do terreno. Sua implantação desviou de árvores de grande porte existentes, preservando o valioso ambiente e micro clima local. O projeto se estendeu até o espaço público, requalificando a rua de acesso à praia, cujo desenho reorganizou os espaços de veículos e valorizou os pedestres. Proveu também proteção e replantio da restinga junto à praia, contribuindo para a reconstituição desse importante bioma.

© Fernando Willadino
© Fernando Willadino

A divisão do programa em dois blocos com uma praça central preservou a continuidade visual com as áreas para além dos novos edifícios. A implantação dos blocos e da praça elevada sobre um pavimento de acessos e garagens, permitiu a valorização do espaço do pedestre, integrado às áreas de lazer da associação. No térreo, a presença das garagens é filtrada pelos montantes de madeira que ocupam, em ritmo irregular, toda a altura do pavimento, humanizando seu entorno. Sobre o térreo, uma extensão da praça principal da associação se estende pelo vão entre os blocos, subindo por uma “arquibancada vegetal”, que valoriza esse espaço de convívio com uma infraestrutura para eventos.

© Fernando Willadino
© Fernando Willadino

No posicionamento dos blocos privilegiamos a orientação solar ideal para todos os apartamentos, atingindo com isso um alto nível de adequação bioclimática, complementado por um layout de plantas que viabilizou e explorou ao máximo a ventilação natural, cruzada. Fachadas ventiladas em cerâmica extrudada foram utilizadas na adequação bioclimática da edificação e na criação de vínculo com a arquitetura de tijolos aparentes do restante da Associação. No desenho da volumetria, utilizamos a expressão própria dos materiais e da lógica interna do projeto. O ritmo regular, baseado na composição modular, é o elemento básico, sublinhado pelas floreiras em concreto aparente e compassado pela marcação irregular dos montantes de madeira. Simplicidade subtropical temperando o geometrismo modernista.

© Fernando Willadino
© Fernando Willadino
Planta - Primeiro pavimento
Planta - Primeiro pavimento
© Fernando Willadino
© Fernando Willadino

A arquitetura procurou um equilíbrio entre a informalidade de uma sede balneária e a institucionalidade adequada a uma associação de servidores de um banco estatal, de forte papel social. Valorizou o entorno natural e a paisagem circundante. A acessibilidade foi plenamente atendida, com elevadores, sinalização tátil e apartamentos desenhados e mobiliados especialmente para utilização por pessoas com deficiência.

© Angelo Mincache
© Angelo Mincache

Enfrentamos de maneira nova a questão da eficiência energética, para além da adequação bioclimática. No prédio utilizado com capacidade plena apenas no verão e ocupação muito baixa no restante do ano, optamos por dispensar um sistema central de aquecimento de água e instalar chuveiros elétricos. Em paralelo, intermediamos contatos da Associação com fornecedores de sistemas de energia fotovoltaica e uma usina privada foi instalada na cobertura, com financiamento de longo prazo. Dessa forma incorporamos tecnologia de energia renovável, permitindo economia de tubulações e de sistemas que ficariam subutilizados e exigiriam maior manutenção.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Jurerê, Florianópolis - State of Santa Catarina, Brasil

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Novos alojamentos da APCEF SC / Pimont Arquitetura" 28 Jul 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/944553/novos-alojamentos-da-apcef-sc-pimont-arquitetura> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.