Escola EB Nº 53 Prof. Agostinho da Silva Marvila / Alexandre Marques Pereira Arquitectura

Escola EB Nº 53 Prof. Agostinho da Silva Marvila / Alexandre Marques Pereira Arquitectura

© Antonio Tainha© Antonio Tainha© Antonio Tainha© José Mesquita+ 46

Lisboa, Portugal
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  4674
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  José Mesquita, Antonio Tainha
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: ALGISS, Aco, BERLINER, DAGOL, Dierre, FTB, Fassa Bortolo, GRUPNOR, Navarra, Ofa, Pavigrés, SIT, SPORTPARTNER, Sanitana, TRANSCOL, UNIBETÃO
  • Arquiteto Responsável:Alexander Marques Pereira
  • Equipe De Design:Alexandre Marques Pereira, João Galvão de Melo, Marta Silva Martins, Vera Beltrão, Carolina Andrade, Dario Vettore, Pedro Ferreirinha
  • Clientes:Câmara Municipal de Lisboa
  • Fundações E Estruturas:Eng.º José Pedro Venâncio, Engª Paulo Mendonça
  • águas E Esgotos:Engª Andreia Cardoso
  • Climatização E Ventilação:Eng.º Darko Cuculic, Engª Maria Gabriela Catarino da Cruz Ferreira
  • RECS:Engª Maria Gabriela Catarino da Cruz Ferreira
  • Verificação Acústica:Eng.º Marco Paulo Guerreiro de Carvalho Agostinho
  • Ascensores:Eng.º José Manuel Monteiro da Silva Cardoso
  • Gás:Eng.º Horácio Trindade Carvalho
  • Instalações Elétricas:Eng.º José Manuel Monteiro da Silva Cardoso
  • Segurança Contra Incêndios:Eng.º José Carlos Mendes Correia
  • ITED:Eng.º José Carlos Mendes Correia
  • Arquitectura Paisagística:CML- Luisa Branco
  • Cidade:Lisboa
  • País:Portugal
Mais informaçõesMenos informações
© Antonio Tainha
© Antonio Tainha

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projecto organiza-se a partir de um novo “partido”, seguindo a ideia de Claustro, que tem como objectivo central, unificar a escola. Ou seja, a nova ideia principal é o redesenhar todo o conjunto, de modo a esta passar a funcionar como um todo, sendo que em simultâneo se pretende criar uma forte ligação entre os espaços interiores e os espaços exteriores. Criando também ao nível dos exteriores, uma série de novos factos arquitectónicos, que potencializem diversas possibilidades de usar esses mesmos espaços exteriores, sejam pátios (fechados ou abertos), cobertos, galerias mais ou menos fechadas, terraços, e outros diversos espaços de sombra.

© Antonio Tainha
© Antonio Tainha

Deste modo, pretende-se criar um grande pátio em Claustro, com cerca de 42x46m. Neste Claustro entre os dois blocos de salas de aula, e para a sua fruição aberta a diversas possibilidades, serão construídas três novas estruturas:
A primeira destas estruturas, será um novo corpo, com cerca de 12X8m ligado ao bloco de aulas a sul (Bloco B). Corpo que funcionará como um terraço e um coberto, sendo no piso superior, o Terraço como uma extensão da nova Sala de Leitura (bliblioteca), e no piso 0, funcionará como um dos novos cobertos para recreio do Jardim de Infância. A segunda das novas estruturas do Claustro, será um outro Coberto com cerca de 7X20m, este coberto ligará duas zonas do recreio exterior, uma mais próxima do bloco de aulas a sul e o refeitório, com a zona central de recreio.

© Antonio Tainha
© Antonio Tainha
Planta - Térreo
Planta - Térreo
© José Mesquita
© José Mesquita

A terceira estrutura será um outro Coberto a nascente, para as crianças do Ensino Básico, este com cerca de 8X25m. Ainda no Claustro, teremos duas zonas de Playgrounds, um para as crianças do Jardim de Infânçia (do lado Sul), e outro para as crianças do Ensino Básico (do lado Norte).

© José Mesquita
© José Mesquita
Corte - Bloco F
Corte - Bloco F
© José Mesquita
© José Mesquita

A fechar o Claustro do lado poente, temos a Galeria de Ligação dos dois blocos de aulas, esta galeria, materializada num corpo estreito e comprido com dois pisos, assume pois um claro protagonismo no novo desenho da escola. Pois este novo corpo com estas duas galerias, delimita e caracteriza, de uma forma clara e precisa este novo espaço central da escola, este “espaço sem tecto”, Isto com a sua galeria do piso térreo aberta para o pátio central, com uma dupla colunata, como um moderno deambulatório, que invoca a imagem de um qualquer antigo claustro monástico, agora com um desenho moderno, ou com a galeria do piso superior, fechada para o pátio central, à excepção de uma janela, em que a luz é filtrada, através de uma grelha metálica. Do exterior, esta galeria no seu lado poente, assume-se como um grande muro, rematado superiormente por uma teoria de vãos de pequena dimensão, para deixar entrar uma luz controlada, e para funcionar a ventilação natural.

© Antonio Tainha
© Antonio Tainha

Ainda do lado Sul, teremos um outro pátio, para as actividades de lazer e desporto, com um campo desportivo exterior, e um outro coberto, mas com ventilação e iluminação naturais.

© Antonio Tainha
© Antonio Tainha

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:R. Lino Ferreira, 1950-299 Lisboa, Portugal

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Escola EB Nº 53 Prof. Agostinho da Silva Marvila / Alexandre Marques Pereira Arquitectura" 09 Jun 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/941282/escola-eb-no-53-prof-agostinho-da-silva-marvila-alexandre-marques-pereira-arquitectura> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.