Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Cemitério Castel San Gimignano / MICROSCAPE architecture urban design AA

Cemitério Castel San Gimignano / MICROSCAPE architecture urban design AA
© Filippo Poli
© Filippo Poli

© Filippo Poli © Filippo Poli © Filippo Poli © Filippo Poli + 28

Castel San Gimignano, Itália
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  600
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  Filippo Poli
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Biol Soil Expert, Bosisio, Unibloc
  • Arquitetos Responsáveis: Patrizia Pisaniello, Saverio Pisaniello
  • Artista Visual 3 D: Arquiteto Luigi Aldiccioni
  • Geologia : Francesco Rinaldi, Luca Bargagna Studio GAIA
  • Cliente: Prefeitura de San Gimignano (SI)
  • Execução: Costruzioni Sirio srl
Mais informações Menos informações
© Filippo Poli
© Filippo Poli

Descrição enviada pela equipe de projeto. No final do século XIII, San Gimignano e Colle Val d'Elsa alcançaram plena autonomia como municípios livres e um pacto de amizade foi estabelecido entre os dois, que definiu áreas territoriais e políticas de expansão. Entre 1309 e 1320, um poderoso castelo foi erguido em Monte Dei Lecci, atuando como uma linha de demarcação e controle. A cidade, que logo surgiu ao redor, foi chamada Castel di San Gimignano.

Antes do século XIV, já havia uma igreja dedicada a Santa Cristina localizada em meio a um pequeno grupo de casas e fazendas rurais na área onde o cemitério foi construído. O Castel San Gimignano é um exemplo paradigmático de um "cemitério" na zona rural da Toscana: uma expressão da civitas encontrada na cidade e em suas terras agrícolas, uma fonte de vida.

© Filippo Poli
© Filippo Poli

As características tipológicas de sua forma uniforme ainda são claramente visíveis: volumes de pedra e espaços funerários em alturas escalonadas, seguindo as inclinações topográficas em um padrão de terraços. Além disso, várias entradas articulam os dois campos, superior e inferior.

Planta - térreo
Planta - térreo

A parede de pedra na borda é reforçada ao longo do lado norte por uma fileira de ciprestes, enquanto outros isolados são posicionados perto das entradas leste e oeste, de acordo com o campo inferior.

© Filippo Poli
© Filippo Poli

Os ciprestes mediam visualmente a integração do cemitério com a paisagem circundante. O valor da estrutura para a paisagem, em seu minimalismo e simplicidade, ainda é amplamente preservado, tanto como um ponto privilegiado para ver essa paisagem como por sua continuação natural nas bordas do cemitério.

O projeto de requalificação envolveu uma relação equilibrada entre os espaços construídos e os vazios existentes. O novo recurso utilizado nos muros de gabião contendo calcário local traça os novos nichos, dialoga com a sequência linear das paredes da borda e a parede de pedra seca que marca a mudança de altura entre os campos superior e inferior. Os novos espaços criam um espaço adequado para oração e lembrança. O volume escultural dos dois cubos de pedra produz relações dialéticas entre interior e exterior, cheios e vazios, passado e presente.

© Filippo Poli
© Filippo Poli

A escolha consciente de usar um componente arquitetônico (muros de gabião) geralmente aplicado como contenção para encostas e terrenos, foi baseada na tensão que se manifesta neste lugar.

© Filippo Poli
© Filippo Poli
Detalhes
Detalhes
© Filippo Poli
© Filippo Poli

As paredes de pedra representam a conexão física e espiritual direta com aqueles que viveram no contexto ambiental, cívico e cultural de Castel San Gimignano. Um lugar cheio de história e trabalho, com e para a terra: uma questão de subsistência e vida. A parede do terraço entre os dois campos foi restaurada e consolidada, e um volume protetor, feito de gabiões lineares naturais com plantas de diferentes variedades, foi posicionado no topo.

As escadas que conectam os dois campos também foram reformadas, com os muros substituídos por novas estruturas de gabião. Além disso, duas estradas pavimentadas, com diferentes tamanhos de blocos de concreto pré-moldado foram posicionadas marcando as rotas entre as várias áreas. As antigas construções do campo superior foram demolidas e substituídas por grama. Finalmente, foram realizados trabalhos de manutenção no reboco danificado e na restauração do exterior da pequena capela existente.

Os novos ciprestes suavizam o impacto visual dos antigos nichos funerários construídos na década de 1970, com as plantas de jasmim que crescem ao longo dos muros de gabião. À medida que as estações passam, a aparência do muro muda, uma metáfora da fugacidade da nossa existência.

© Filippo Poli
© Filippo Poli

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos

Localização do Projeto

Endereço: Castel San Gimignano, Siena, Itália

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Cemitério Castel San Gimignano / MICROSCAPE architecture urban design AA" [Castel San Gimignano Cemetery / MICROSCAPE architecture urban design AA] 22 Mai 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/940098/cemiterio-castel-san-gimignano-microscape-architecture-urban-design-aa> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.