Casa 108 / Grieve Gillett Andersen

Casa 108 / Grieve Gillett Andersen

© Sam Noonan© Sam Noonan© Sam Noonan© Sam Noonan+ 17

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  300
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fotógrafo Fotografias:  Sam Noonan
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk, Cerbis, Laminex, Mortlock Timber, ROYAL OAK FLOORS, Trimble Navigation
  • Arquiteto Responsável:Dimitty Andersen
  • Equipe De Projeto:Dimitty Andersen, Melanie Ford, Kathy Kralj, Garth Davos
  • Cliente:Particular
  • Construtora:Soriano Construction
  • Engenharia:Sagero Engineering
  • Cidade:Toorak Gardens
Mais informaçõesMenos informações
© Sam Noonan
© Sam Noonan

Descrição enviada pela equipe de projeto. Escondido atrás da fachada típica de um bangalô do subúrbio, está localizado o encantador projeto de uma residência de dois pavimentos, a Casa 108. Com revestimento externo em madeira, grandes esquadrias e uma forte conexão com o meio externo, a construção parece mais uma cabana da Nova Zelândia do que uma casa na cidade de Adelaide, na Austrália Meridional. Os proprietários da Casa 108 contrataram o escritório Grieve Gillett Andersen inicialmente, para propor melhorias na cozinha e na área de estar de sua casa. Porém, durante o desenvolvimento do projeto ficou evidente que os clientes desejavam também um espaço extra para acomodar a família em crescimento, dessa forma optaram por reformar a casa, ao invés de se mudar.

© Sam Noonan
© Sam Noonan
Plantas
Plantas
© Sam Noonan
© Sam Noonan

Parte do novo projeto também foi dedicado a regularização de reformas anteriores que foram mal executadas e não estavam em conformidade. O novo layout da casa foi proposto com base no padrão de vida diário da família, com um depósito, quarto de visitantes, adega, área de recreação infantil e vários espaços de convivência ao ar livre.

© Sam Noonan
© Sam Noonan

A definição do conceito e dos materiais da Casa 108 foi motivada pelo amor dos proprietários pela natureza e pelos ambientes ao ar livre. As conexões com a natureza em ambos pavimentos impulsionaram o desenvolvimento do projeto. As grandes portas de correr permitem flexibilidade para integrar as áreas de estar internas ao deck externo coberto. Um terraço externo no pavimento superior, reservado para o descanso dos pais, pode ser usado durante o ano inteiro, e possibilita uma conexão visual com o jardim inferior. As definições foram conduzidas pelo desejo de maximizar as vistas, a entrada de luz e a transparência da casa para o exterior. Peitoris de metal perfurado, degraus vazados, divisórias internas envidraçadas, permitem a abertura para a paisagem dos jardins e o acesso da luz solar na casa.

© Sam Noonan
© Sam Noonan

O coração da casa é a sala de estar da família. Desde o início, o briefing dos clientes girava em torno deste espaço, com a organização, layout e os acabamentos cuidadosamente definidos. Este generoso volume central, com grandes janelas voltadas para a fachada sul, proporciona vitalidade à casa durante o ano todo. O uso da madeira e cores escandinavas acrescenta calor e entusiamo. A cozinha, agora, é grande o suficiente para toda a família cozinhar, se reunir e socializar.

© Sam Noonan
© Sam Noonan

O projeto da Casa 108 envolveu a integração cuidadosa de novos espaços aos já existentes. Dada a complexidade do projeto e o legado da casa existente, o projeto foi executado a um custo muito competitivo. Itens de maior valor, como o revestimento de madeira e vidros duplos, foram compensados através de uma abordagem modesta de acabamentos e acessórios.

© Sam Noonan
© Sam Noonan

As estratégias de sustentabilidade no projeto foram focadas na funcionalidade a longo prazo e nos custos operacionais, ao invés de utilizar sistemas de energia fixos. A abordagem modesta dos proprietários em relação às comodidades e o tamanho dos cômodos, significa que nenhum espaço é subutilizado externa ou internamente. Outras estratégias incluem vidros duplos para minimizar a perda de calor devido à face sul da casa, a especificação de madeiras da Pacific Teak, de origem sustentável da Austrália Ocidental, e o aquecimento do piso compensado com a geração de energia a partir de células fotovoltaicas.

© Sam Noonan
© Sam Noonan

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa 108 / Grieve Gillett Andersen" [House 108 / Grieve Gillett Andersen] 01 Mai 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/938361/casa-108-grieve-gillett-andersen> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.