Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Casa Cambará Container / Saymon Dall Alba Arquiteto + Mégui Dal Bó Arquiteta

Casa Cambará Container / Saymon Dall Alba Arquiteto + Mégui Dal Bó Arquiteta

© Guilherme Jordani © Guilherme Jordani © Guilherme Jordani © Guilherme Jordani + 28

Cambará do Sul, Brasil
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  68
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  Guilherme Jordani
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Adobe, AutoDesk, CasaSerra, Giacomet, Lizt Decor, Persol, Trimble
  • Arquiteto Líder: Saymon Dall Alba
  • Arquitetos Responsáveis: Arq. Urb. Mégui Pezzi Dal Bó
  • Equipe De Projeto: Arq. Urb. Saymon Rech Dall Alba, Arq. Urb. Mégui Pezzi Dal Bó, Arq. Urb. Bárbara Fernandes Dall Alba, Arq. Urb. David Thomas Simpson, Arq. Urb. Angélica Ravizzoni Veronese, Amanda Marcolin (acadêmica de arquitetura)
Mais informações Menos informações
© Guilherme Jordani
© Guilherme Jordani

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto arquitetônico tem como base a concepção de uma construção modular industrializada, contando com dois volumes monolíticos, cada um deles a partir de dois containers de 20 pés unidos paralelamente, totalizando 34m2 de área em cada conjunto. Partindo do conceito de uma Tiny House, dentro da cultura que mescla desapego, sustentabilidade, menor geração de resíduos e um freio no consumismo exacerbado, os containers seguem a ideia de mini habitações, onde o hóspede possui toda comodidade e tecnologia em um espaço reduzido.

© Guilherme Jordani
© Guilherme Jordani
Planta Térreo
Planta Térreo
© Guilherme Jordani
© Guilherme Jordani

Na concepção deste projeto, pensando na utilização de materiais ecologicamente corretos, economia de recursos naturais, menor tempo de execução de obra e a preservação do perfil natural do terreno, optou-se pelo uso dos containers como elemento principal do projeto. Além disso, a redução de recursos da obra como água, areia, cascalho, cimento, tijolo e ferro, significa uma economia de recursos naturais, deixando o canteiro de obras limpo e não gerando entulhos e sobras de material. Obteve-se uma economia considerável no custo das fundações e no impacto destas no perfil do terreno, já que a estrutura metálica leve possibilitou o uso de sapatas isoladas e pequenas, sem necessidade de armação e ferragens.

© Guilherme Jordani
© Guilherme Jordani

A cozinha compacta, com frigobar, cooktop, forno elétrico, cafeteira e demais eletrodomésticos junto à mesa de refeições em madeira natural com pés de serralheria está integrada ao espaço de sala de tv e lareira, que conta com um sofá cama, fazendo divisa com a cama de casal. Pensando no frio da cidade, a lareira a lenha cria uma atmosfera de aconchego. Além disso, ar condicionado e aquecedor a gás agregam maior conforto aos hóspedes. Um pequeno armário para malas fica ao lado do acesso ao banheiro, que possui cubas desenvolvidas com antigas panelas de ferro.

© Guilherme Jordani
© Guilherme Jordani

As premissas do projeto foram de ser um refúgio em que o hóspede usufruísse da melhor vista dos campos, por isso grandes aberturas em locais estratégicos criam molduras na paisagem. O grande vão envidraçado se abre para a varanda, um avanço na estrutura criado com as portas originais dos containers e um deck de concreto pré-moldado. Estes vãos receberam persianas horizontais, que trabalham como brises ao regular a entrada de luz natural. A iluminação artificial foi desenvolvida através de eletrocalhas metálicas com spots e lâmpadas led PAR20, criando efeitos cênicos e evidenciando o papel de parede de tijolo rústico e as esculturas de madeira natural nas paredes.

© Guilherme Jordani
© Guilherme Jordani

Como o teto dos containers ficou aparente, acima dele foi aplicado uma camada de poliuretano expandido, para impermeabilização e para garantir conforto térmico e acústico. Recebeu também uma camada de 10cm de concreto e por final grama sintética, criando assim um terraço que pode ser acessado por uma escada marinheiro. O acesso principal possui um recuo e se dá através da porta original do container. Desenvolvidos para uso através do aplicativo Airbnb, e sabendo das mudanças constantes de locais turísticos e de interesse, as edificações podem ser transportadas para outro terreno de forma rápida e sem agressões ao meio onde atualmente estão inseridas.

© Guilherme Jordani
© Guilherme Jordani

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Cambará Container / Saymon Dall Alba Arquiteto + Mégui Dal Bó Arquiteta" 30 Jan 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/932785/casa-cambara-container-saymon-dall-alba-arquiteto-plus-megui-dal-bo-arquiteta> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.