Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Equador
  5. Daniel Moreno Flores
  6. 2018
  7. Casa das telhas voadoras / Daniel Moreno Flores

Casa das telhas voadoras / Daniel Moreno Flores

  • 20:00 - 22 Agosto, 2019
  • Curadoria de Clara Ott
  • Traduzido por Vinicius Libardoni
Casa das telhas voadoras / Daniel Moreno Flores
Casa das telhas voadoras / Daniel Moreno Flores, © JAG Studio
© JAG Studio

© JAG Studio © JAG Studio © JAG Studio © JAG Studio + 44

  • Construção

    Luis Guamán
  • Cálculo Estrutural

    Patricio Cevallos
  • Colaboradores

    Nicole Montero, Cristian Navarrete, Martín Pasaca, Jaime Tillería, Pablo Betancourt.
  • Cliente

    Emilia Andrade
  • Mais informações Menos informações
© JAG Studio
© JAG Studio

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto da casa das telhas voadoras nasceu de uma conversa, uma busca por compreender os desejos e anseios da proprietária. Para isso, procuramos descobrir aquilo que ela esperava de sua nova casa além dos principais traços de sua personalidade. Nossa cliente é uma pessoa muito criativa e com uma curiosidade latente, uma pessoa muito sensível e aberta as mudanças. Durante este processo, descobrimos muitos dos traços característicos da nossa cliente e a partir disso, demos início ao processo de projeto. Ilustrações passaram a ser a principal ferramenta de diálogo e por isso decidimos estabelecer uma metodologia de projeto baseada em desenhos à mão livre, os quais foram posteriormente compilados em um livro do processo.

© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio

A partir dessa resenha e com o programa de necessidades sobre a mesa, buscamos desenhar espaços serenos, onde ela pudesse se concentrar em suas atividades. O projeto dos espaços da casa buscam intensificar a sua relação com a paisagem exterior: a montanha, a vegetação, o céu e o Guirachuro, uma espécie de pássaro local.

© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio

Antes de tomar qualquer decisão em relação a implantação da casa, nos reunimos com a proprietária no local para para presenciar a aurora e melhor compreender a relação do terreno com o movimento do sol, além disso, procuramos um local aberto onde não fosse necessário remover nenhuma das árvores existentes. Deste modo, a casa foi implantada em meio as árvores e sem causar nenhum impacto negativo no terreno, como se ela sempre estivesse estado ali. O edifício encontra-se perfeitamente integrado à paisagem natural do terreno, permitindo acessar as mais belas vistas para a principal montanha da região, a montanha do leão dormido.

© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio

Buscamos desenvolver um projeto em forma de percurso, onde os espaços vão sendo descobertos e revelando diferentes vistas para a paisagem à medida que nos deslocamos. Desde o primeiro momento que se avista o edifício em meio ao bosque, procuramos configurar um volume abstrato e reconhecível ao mesmo tempo. Incorporamos uma estrutura metálica onde é possível pendurar as telhas "voadoras", que protegem a casa proporcionando maior intimidade aos espaços interiores mas sem afastar-los da paisagem natural. Uma vez no interior, uma série de volumes e planos são manipulados de forma a intensificar a relação interior-exterior, elementos que se conectam em diferentes alturas e níveis construindo uma sequencia espacial surpreendente. 

© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio

Maquetes e estudos volumétricos foram elaborados para definir os planos de cobertura da casa. Acima do volume principal, um pequeno intervalo na cobertura no lado inferior cria um poço de luz, ou abertura zenital, por onde a luz do sol penetra verticalmente durando os equinócios. Externamente, a cobertura se transforma em uma varanda inclinada desde onde é possível apreciar as vistas para a paisagem. Um segundo volume paralelo acolhe os espaços íntimos da casa, onde encontram-se os quartos. O último volume da casa é definido por planos que circundam uma árvore que habita o centro da casa, onde sua a presença enriquece a experiência espacial e a preenche de verde.

© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio
© JAG Studio

Procuramos utilizar materiais locais, amplamente disponíveis ou reciclados. Madeiras de demolição e telhas descartadas de três diferentes casas de Quito. Incorporamos objetos que nos façam questionar aquilo que vemos, elementos que foram ressignificados e trazidos de volta à vida. A estrutura de madeira é de Eucalipto e os revestimentos de Abeto (optamos por não utilizar madeiras das florestas locais) além de elementos construtivos de Eucalipto reaproveitados de uma antiga casa da cidade.

© JAG Studio
© JAG Studio

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Casa das telhas voadoras / Daniel Moreno Flores" [Casa de las tejas voladoras / Daniel Moreno Flores] 22 Ago 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/923188/casa-das-telhas-voadoras-daniel-moreno-flores> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.