Residência Omah Boto / Andyrahman Architect

Residência Omah Boto / Andyrahman Architect
© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

© Mansyur Hasan© Mansyur Hasan© Mansyur Hasan© Mansyur Hasan+ 51

Sidoarjo, Indonésia
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  325
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  Mansyur Hasan
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Bamboo Pacet, Dwi Manunggal Karya, Elaxa Wijaya, Graha Karya Mandiri, Kemuning Jaya Steel, Panorama Alam Jasa
  • Clientes:Mr. Dwi Danang Habibi
  • Paisagismo:Andyrahman Architect
  • Consultoria :Andyrahman Architect
  • Construtora:Hasta Prajatama
  • Construção Em Tijolo:Graha Karya Mandiri
  • Designer Mural :KOKABAN@ART
  • Arquiteto Responsável:Andy Rahman A.
  • Equipe De Projeto:Imam Prasetyo, Muchammad Ubay, Cipta Hadi, Sulfa Heksania, Maghfira Asri M.
  • Cidade:Sidoarjo
Mais informaçõesMenos informações
© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

Descrição enviada pela equipe de projeto. Andyrahman Architect se esforça para adequar seu fluxo de trabalho à flexibilidade dos artesãos. No projeto Omah Boto, os artesãos são convidados a serem parceiros colaborativos durante o processo arquitetônico, como parte do que determina o sucesso ou o fracasso da obra. 

© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

Durante o processo de construção, o cliente perguntou: "Como trazer as vibrações da Indonésia para esta casa?". Este foi um desafio interessante para o arquiteto. A localização do terreno é perto do Templo Pari e Templo Sumur, Sidoarjo, Java Oriental que utiliza as características do material de tijolo vermelho. Java Oriental, em particular, tem uma história arquitetônica do tijolo vermelho desde a era do Reino de Majapahit que é o básico entre os materiais e técnicas de fabricação ainda herdadas pelos artesãos atuais na aldeia de Trowulan, a indústria do tijolo vermelho.

© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

Os tijolos em Omah Boto tornaram-se o elemento principal, processados holisticamente como um gene ou célula do edifício. A dimensão do tijolo (5x10x20 cm) é o principal padrão de medição para todo o projeto, como a altura da soleira, a largura da porta ou da janela e até mesmo a área do dormitório. Assim, esta é a razão pela qual a casa foi nomeada Omah Boto, que significa Casa de Tijolo combinando, também, outros elementos Nusantara como bambu, madeira, rattan, etc. A existência desta variação forma um diálogo inter-material de características indonésias.

© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

Além disso, parte do arranjo de tijolos nesta casa é inspirado em motivos Batik. O motivo Parang e Pucuk Rebung são usados para tectônica de tijolos de paredes e pisos,o motivo Kawung para cerâmicas de banheiro e muitos outros. Esses padrões ou motivos aplicados na casa foram obtidos dos experimentos de Andyrahman Architect. Ele traz de volta a principal razão do uso de tijolos desde os tempos antigos, que tem um ritmo e caráter interessante em seus arranjos.

© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

O 13º padrão de tijolos em Omah Boto é construído com técnicas tectônicas que exigem alta precisão. Foi tudo relacionado à comunicação visual entre o arquiteto e artesãos. Essas 13 construções de tijolos combinam a precisão do design e a engenhosidade dos artesãos que entendem o caráter e a qualidade do material. “Arquiteto é aquele que é famoso por fora. Enquanto dentro, emergem os artesãos”, disse Hasan, o responsável pelo projeto.

Planta - térreo
Planta - térreo
Fachada Sul
Fachada Sul

Omah Boto adota as ideias conceituais da casa javanesa. Há três partes principais do zoneamento da casa javanesa: Pendhapa (uma área pública ou comunitária na parte frontal da casa), Pringgitan (uma área de transição no meio) e Dalem (uma área privada na parte posterior), organizadas horizontalmente na Casa Javanesa. Enquanto em Omah Boto, é organizada verticalmente. O primeiro pavimento é destinado à sala comum, o segundo à sala de estar e o terceiro aos dormitórios.

© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

Musholla (sala de oração) como uma área sagrada nesta casa é uma contextualização do "Garbhagrha" / "Guwagarba". É aplicada no chão, na parede e no teto com a construção de tijolos. Ela lembra as pessoas de sua origem e seu propósito de vida no mundo. A pele exterior do edifício é uma transformação do ‘Gedheg’, bambu oco indonésio. Ele é implementado como a fachada de pele de tijolo vermelho, projetada para reduzir a entrada da luz solar, maximizando o fluxo de ar e mantendo a privacidade do proprietário. Este tijolo tectônico também cria a quarta dimensão dentro da casa junto com a luz do dia.

© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

Com base nas experiências de Andyrahman Architect, um detalhe que foi feito em colaboração com artesãos cria um cenário marcante. Os resultados do projeto têm valores diferentes dos outros. Omah Boto trouxe de volta o espírito de artesanato admirando o contemporâneo da arquitetura Nusantara.

© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan
© Mansyur Hasan

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência Omah Boto / Andyrahman Architect" [Omah Boto House / Andyrahman Architect] 05 Ago 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/922195/residencia-omah-boto-andyrahman-architect> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.