Casa do Avô Martinho / COVO Interiores

Casa do Avô Martinho / COVO Interiores

© João Morgado © João Morgado © João Morgado © João Morgado + 37

Touro, Portugal
  • Arquitetos de interiores: COVO Interiores
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  230
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  João Morgado
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk, BMI Cobert, Baxi, Cortizo, Efapel, Primus Vitória
  • Construtor: Afonso Morais Morgado
Mais informações Menos informações
© João Morgado
© João Morgado

Descrição enviada pela equipe de projeto. A casa, construída nos anos 40 do século XX quando o avô Martinho regressou do Brasil, recebeu uma família que regressou as origens, um novo dono designer, envolvida por um pequeno povoado das Terras do Demo, região assim denominada pelo escritor Aquilino Ribeiro, o Touro. Localizada a 800 metros de altitude, a aldeia acolhe um milhar de pessoas. Na aldeia, num pequeno beco, fica a Casa do avô Martinho, dois edifícios contíguos com um anexo, construídos em pedra. O rio, o Covo, o lugar e a pertença percebem-se melhor na Casa do Avô, o nosso primeiro trabalho. A Casa do Avô Martinho representa tudo em que acreditamos, a vida, a individualidade no conjunto da aldeia, o granito que sustenta a proteção.

© João Morgado
© João Morgado
Planta - Pavimento Térreo
Planta - Pavimento Térreo
© João Morgado
© João Morgado

Foi também um desafio, juntar as diversas artes, os muitos saberes, conjugando trabalhos, realizando harmonias. Pedreiro, carpinteiro e canalizador. Empreiteiro, pintor e eletricista. Todos orquestrados na batuta do design de interiores, tarefas distintas, reunidas num mesmo objetivo, possibilitar uma vida confortável a dois adultos e outras tantas crianças. A Casa do Avô Martinho foi recuperada respeitando o lugar, a traça e os materiais. Dois pisos em granito, com janelas que se abrem à rua e à serra, dois quartos antevendo o futuro, as galinhas que percorrem os pátios. Uma casa recheada de memórias e curiosidades, cheia de futuro e modernidades.

© João Morgado
© João Morgado

O bloco principal, a casa onde vivia o avô, acolhe o espaço habitacional, dividido por dois pisos, com 55m² cada. O piso térreo, outrora lugar dos animais, deu lugar a sala de estar e cozinha, dividido por uma caixa central de madeira de carvalho, que alberga a escadaria e instalações sanitárias. O piso superior dá lugar a 2 quartos com respetivas instalações sanitárias. O edifício contíguo onde o avô guardava os cereais e a pipa do vinho será transformado num pequeno estúdio, possibilitando ao dono, que é designer, desenvolver trabalho. O exterior foi preservado ao máximo respeitando a origem e a memoria e a envolvência.

© João Morgado
© João Morgado

As espessas paredes em pedra são preenchidas nos vãos por finas caixilharias, de cor branca, deixando transparecer o interior e conferindo a leveza e o equilíbrio deste amontoado de pedra emparelhada. A grade da varanda em ferro forjado cravado, foi restaurada. A armação do telhado foi restaurada aproveitando a estrutura original de madeira de castanheiro, a telha marselha foi substituída. No interior, cores claras e linguagem minimalista contribuem para maximizar os limites construídos e desobstruir visualmente o espaço que por si só já é bastante reduzido. A decoração de cores neutras com apontamentos de cor musgo, remetem para a natureza envolvente, integrando a pertença e os valores em que acreditamos.

© João Morgado
© João Morgado

Ao lado um volume, alberga a garagem e áreas técnicas. Resulta já junção de vários palhais, pequenos edifícios, que guardavam mantimento para os animais. Onde foi tão intencional preservar a essência histórica foi neste volume anexo, reconstruído com uma intervenção de carácter contemporâneo, que se acrescentou ao edifício, na forma da cobertura invertida que dá lugar a um terraço com vista para a serra da Nave. O detalhe do rasgo iluminado, que separa a alvenaria de pedra da cobertura plana, confere-lhe o toque moderno, surpreendendo o olhar. Mantivemos a aparência tradicional, inspirada nas gerações anteriores, e conjugamos o conforto da vida moderna, renovando o espaço, mantendo a memória.

© João Morgado
© João Morgado

Funcionalizado o espaço, a Casa mantém a seu carácter original, com novas soluções, em velhos princípios. Chão em cimento, paredes largas, granito e acima de tudo muita luz. Uma casa virada à rua, estruturada pela importância da aldeia, integrada no casario, observando e convivendo com esse local, simplicidade, profundamente articulada com o espaço, as ruas e o conjunto edificado. Tudo inserido, harmoniosamente, na geografia do lugar. Aproveitando a proximidade com o rio e com a natureza, fornecendo e possibilitando uma simbiose com a ecologia, os valores em que acreditamos.

© João Morgado
© João Morgado

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa do Avô Martinho / COVO Interiores" 05 Jul 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/920318/casa-do-avo-martinho-covo-interiores> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.