Residência Luzia / saavedra arquitectos

Residência Luzia / saavedra arquitectos

© Onnis Luque© Onnis Luque© Onnis Luque© Onnis Luque+ 26

Valle de Bravo, México
  • Arquitetos : saavedra arquitectos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  220
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fotógrafo Fotografias:  Onnis Luque
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Saint-Gobain, CASTEL, Grupo Arca, MACERE México, Rotoplas
  • Construção:Cquadrada
  • Interiores :Rodrigo Saavedra Pérez-Salas. Cocina. Idsign (Miriam Pavón)
Mais informaçõesMenos informações
© Onnis Luque
© Onnis Luque

Descrição enviada pela equipe de projeto. A residência Luzia é a segunda casa de campo em um conjunto de três edificações em Avándaro, Valle de Bravo, (a primeira é a Casa m). O segundo lote deste terreno tem uma inclinação acentuada na direção descendente desde o acesso à parte posterior. Chove muito na maior parte do ano e a residência está no caminho natural da água. Grandes árvores da região surgem no centro da segunda metade do terreno. Além das condicionantes naturais, o programa teve de contemplar dois cenários, um casal com filhos pequenos ou dois jovens casais.

© Onnis Luque
© Onnis Luque
© Onnis Luque
© Onnis Luque

Nestas circunstâncias, a Casa Luzia foi projetada tendo como diretrizes a inclinação do terreno e os dois ambientes do programa. O volume retangular é escavado para depois flutuar na colina. Os dormitórios estão localizados nos extremos opostos do pavimento, adquirindo assim autonomia e privacidade, gerando uma tensão que se resolve com a abertura total do espaço compartilhado.

© Onnis Luque
© Onnis Luque

Se nos exercícios das casas de três pátios de Mies, era permitido que sujeito (o super-homem de Zarathustra) habitasse a totalidade do espaço desde qualquer lugar, esta casa multiplica o próprio sujeito e lhe permite co-habitar o ambiente público na sua totalidade, encontrando privacidade apenas nos quartos. O espaço central é definido pelo mobiliário, a lareira e a cozinha são os elementos que indicam os limites das áreas interiores.

© Onnis Luque
© Onnis Luque
© Onnis Luque
© Onnis Luque

Há um fator esquizofrênico em espelhar a arquitetura moderna. Dois volumes de proporções semelhantes em bordas opostas são vistos um no outro de uma maneira diferente, reconhecendo nesse outro seu par e não ele próprio. Parece que, mesmo que sejam idênticos, nunca poderão se tornar homogêneos; sujeitos ao destino de sua distância, eles criam uma força que poderia romper o espaço da arquitetura. E, como na construção é melhor "direcionar os espaçamentos", o volume da Casa Luzia é dividido por uma torre de pedra pé-direito duplo, um elemento pesado e cru que "direciona a fenda" do espaço.

© Onnis Luque
© Onnis Luque
© Onnis Luque
© Onnis Luque

Grande parte da pele do volume é feita de madeira, tanto no exterior como no interior. Ela é sustentada por uma estrutura de aço que libera a parte abaixo da casa para criar um terraço/pátio, continuando com a topografia e vegetação do terreno.

© Onnis Luque
© Onnis Luque

A pele de madeira é substituída por janelas de correr, onde a orientação e as vistas exigem isso. Na estrutura repousam duas lajes de concreto que correm ao longo do volume, apenas interrompidas pelo pé-direito duplo da torre de pedra que resolve o equilíbrio espacial, os contrapesos materiais e a proporção da residência.

© Onnis Luque
© Onnis Luque

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência Luzia / saavedra arquitectos" [Casa Luzia / saavedra arquitectos] 18 Jun 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/919108/residencia-luzia-saavedra-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.