Observatório Tij / RAU architects + RO&AD Architecten

Observatório Tij / RAU architects + RO&AD Architecten

© Katja Effting© Katja Effting© Katja Effting© Katja Effting+ 35

Stellendam, Países Baixos
  • Clientes:Vogelbescherming Nederland, Natuurmonumenten
  • Engenharia:Geometria, Finland: Aalto University Finland, BreedID, TheNetherlands
  • Paisagismo:HNS Landscape Architects
  • Colaboradores:Van Hese Infra
Mais informaçõesMenos informações
© Katja Effting
© Katja Effting

Descrição enviada pela equipe de projeto. Tij (explicação do nome: esta é uma palavra utilizada como piada holandesa. "TIJ" significa "maré" que se refere às marés que voltam em Haringvliet, mas quando pronunciada rapidamente significa "o ovo")  é o maior e mais surpreendente de uma série de objetos projetados para celebrar a abertura das eclusas de Haringvliet em novembro de 2018.

© Katja Effting
© Katja Effting

As comportas foram abertas para melhorar a qualidade da água e a biodiversidade, além de estimular a migração de peixes do Mar do Norte para o sistema delta dos rios de Maas e Rhine, na Holanda. Isso criará um ambiente natural novo, resistente ao sal. A biodiversidade nas reservas naturais ao redor aumentará, e um ecossistema mais robusto e saudável se desenvolverá nos próximos anos.

© Merijn Koelink
© Merijn Koelink
© Merijn Koelink
© Merijn Koelink

Para permitir que as pessoas possam experimentar e explorar essas mudanças, uma série de observatórios de aves foi projetada na região de Haringvliet. Tij é um esconderijo de aves em forma de ovo situado em Scheelhoek, uma reserva natural perto da eclusa de Haringvliet, próximo a Stellendam, na Holanda. A reserva é constituída por grandes canaviais no interior das defesas costeiras e algumas ilhas planas de areia no exterior. Estas ilhas são locais de reprodução e alimentação para várias espécies de aves, como a andorinha-do-mar, e o ícone desta área, a andorinha-sanduíche.

© Katja Effting
© Katja Effting

O observatório Tij faz parte de um plano de paisagismo em grande escala, no qual as pessoas podem experimentar a reserva natural de Scheelhoek em uma caminhada da área de estacionamento para a Ei. Ao longo do caminho, os visitantes podem ver diversas espécies de biótopos de aves, sobretudo martins de areia, vários tipos de limícolas e, claro, andorinhas.

© Katja Effting
© Katja Effting

Para evitar que as aves sejam perturbadas, a última seção do caminho é, na verdade, um túnel feito de postes de ancoragem reutilizados e pranchas de adobe de segunda mão, que antes eram usadas na indústria de tijolos. O túnel é coberto de areia para funcionar enquanto habitat para andorinhas ou pernaltas. A parte externa do túnel fornece aberturas que servem como assentamento artificial para martins de areia. O ponto final da rota de caminhada é o esconderijo de pássaros em forma de ovo, de onde se pode ver os Chocos e todas as outras espécies que vivem dentro e ao redor da água.

© Katja Effting
© Katja Effting

O ovo em si foi modelado com base em um ovo de tartaruga marinha que se apoia sobre um ninho de areia, da mesma forma que seria feito pela andorinha. O ninho do ovo consiste em "penas" verticais feitas de castanheiras, canas e pequenas dunas de areia. O ovo em si é parametricamente projetado para alcançar uma boa relação entre forma, integridade estrutural, dimensões da madeira e tamanho das aberturas. A estrutura foi construída como um Zollinger File-to-Factory para proporcionar vãos relativamente grandes com pequenas peças de madeira.

Cortesia de RAU architects
Cortesia de RAU architects
Cortesia de RAU architects
Cortesia de RAU architects

A parte inferior do ovo, que inunda algumas vezes por ano, é feita de acoya. A parte superior, que fica seca o ano todo, é feita de pinus. A parte superior é coberta com cana local, colhida do interior das defesas marítimas. O telhado de palha paira logo acima da linha de água mais alta possível. O piso dentro do ovo é feito com uma madeira híbrida (CLT), já o piso de concreto atua como estabilizador estrutural e está onde há uma bela vista das ilhas vizinhas, as comportas de Haringvliet e a água.

Tij foi coberto com cana local e tem uma estrutura de madeira que foi completamente produzida pela File-to-Factory em 402 partes, e montada no local. Pode ser completamente desmontado. Através de sua reutilização, sua modulação, seus materiais e sua contribuição para o meio ambiente natural, é quase completamente circular e sustentável.

© Katja Effting
© Katja Effting

Refletindo sobre a natureza transitória de todas as coisas, também deve-se pensar que o Bird-EI também é temporário e será desmontado em algum momento no futuro. Nesse momento, ele poderia ser reutilizado ou reciclado sem efeitos prejudiciais à natureza ou ao homem. Dessa forma, criamos um sistema (eco) em que o homem e a natureza podem se aproximar e fazer parte do mundo um do outro.

© Merijn Koelink
© Merijn Koelink

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Scheelhoekweg, 3251 LZ Stellendam, Holanda

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Observatório Tij / RAU architects + RO&AD Architecten " [Tij Observatory / RAU architects + RO&AD Architecten ] 12 Mai 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/916400/observatorio-tij-rau-architects-plus-ro-and-ad-architecten> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.