Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Índia
  5. Atelier Shantanu Autade
  6. 2018
  7. Refúgio e centro comunitário rural / Atelier Shantanu Autade

Refúgio e centro comunitário rural / Atelier Shantanu Autade

  • 14:00 - 13 Abril, 2019
  • Curadoria de María Francisca González
  • Traduzido por Vinicius Libardoni
Refúgio e centro comunitário rural / Atelier Shantanu Autade
Refúgio e centro comunitário rural / Atelier Shantanu Autade, © Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal
© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal

© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal © Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal © Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal © Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal + 28

© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal
© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal

Descrição enviada pela equipe de projeto. Implantado na área rural de Pohegaon no distrito de Ahmednagar de Maharashtra na Índia, esta casa de campo foi concebida como um refúgio, um abrigo onde os trabalhadores podem repousar tranquilamente e fazer suas refeições diárias. O projeto foi desenvolvido a partir de uma amplo levantamento e estudo de diferentes tipologias residenciais de arquitetura contemporânea construídas na região. Entretanto este pavilhão não é apenas uma simples casa de campo, mas um edifício de uso múltiplo que servirá como espaço de armazenamento, embalagem e venda dos produtos cultivados na região, assim como um abrigo temporário para os agricultores que trabalham e cultivam as terras na fazenda.

© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal
© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal
Pavilhão
Pavilhão

A ideia inicial partiu de um estudo sobre a tipologia arquitetônica típica da região de Maharashtra. A partir deste primeiro contato com a arquitetura local foi possível compreender como a tipologia tradicional de Dhaba (laje de barro) se desenvolveu ao longo do tempo para transformar-se na em casa com varanda, a tipologia mais difundida na região nos dias de hoje. Majoritariamente construídas em paredes de concreto e cobertura metálica, estas casas encontram-se espalhadas pelos quatro cantos de Maharashtra. A partir deste conhecimento técnico-construtivo amplamente difundido no local, projetamos uma casa com finas paredes de concreto e um esqueleto metálico que suporta a leve cobertura de zinco.

© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal
© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal

Como tipologia, estas casas de campo na Índia rural consistem em dois espaços: um espaço de estar fechado e um espaço semi-aberto como uma varanda. Entretanto, não há conexão entre os dois espaços, isso porque são programas divergentes para a maioria das pessoas. Está ideia, a parir do nosso ponto vista, era muito limitada e por isso começamos o processo de projeto com uma simples pergunta: aonde poderia estar a intersecção entre estes dois programas tão divergentes?

© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal
© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal
Fachadas leste e oeste
Fachadas leste e oeste
© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal
© Rajeshwar Singh, Tanishq Ostwal

Estávamos em busca de uma nova tipologia arquitetônica. Nossos elementos de projeto eram bastante simples: uma base (plataforma), um esqueleto (estrutura metálica), uma cobertura (chapa ondulada) e uma envoltória (envelope de concreto). Acreditávamos que se pudéssemos integrar estes espaços de alguma maneira este seria um projeto bem sucedido. Por isso decidimos por atravessar o edifício, corta-lo ao meio ao mesmo tempo separando e integrando os diferentes programas. Este vazio criado bem no meio do pavilhão permite uma conexão visual entre os seus lados opostos assim como para a paisagem local do lado de fora. O fechamento se dá através de uma grade metálica vazada que impede o bloqueio das vistas e da ventilação e iluminação natural. No centro da casa encontra-se a cozinha, o elemento que articula os diferentes espaços. O coração do abrigo é onde seus múltiplos usos se encontram, criando novas conexões e experiências.

Corte longitudinal v2
Corte longitudinal v2
Fachada norte
Fachada norte

Este é um projeto que nasce da nossa interpretação da tradicional tipologia local mas que é influenciada pela atual prática da arquitetura contemporânea na região. É uma tipologia bastante simples: uma planta longitudinal com dois espaços opostos - social e íntimo - atravessados por um pátio e com a cozinha/despensa em seu centro. A intersecção dos programas acontece onde a arquitetura e a paisagem se encontram, um refúgio que acolhe os visitantes assim como a arquitetura acolhe à natureza.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Refúgio e centro comunitário rural / Atelier Shantanu Autade" [Assembly and Rural House Form / Atelier Shantanu Autade] 13 Abr 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/914474/refugio-e-centro-comunitario-rural-atelier-shantanu-autade> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.