JOHN ANTHONY / Linehouse

JOHN ANTHONY / Linehouse

© Johnathon Leijonhufvud© Johnathon Leijonhufvud© Johnathon Leijonhufvud© Johnathon Leijonhufvud+ 24

  • Arquitetos: Linehouse
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  700
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fotógrafo Fotografias:  Johnathon Leijonhufvud
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Satori, UI Stone, Zibo Q
© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

Descrição enviada pela equipe de projeto. John Anthony é um restaurante contemporâneo de "dim sum" localizado em Hong Kong. O conceito para o restaurante é retirado da figura histórica de John Anthony, o primeiro homem chinês a ser naturalizado como cidadão britânico em 1805. Um funcionário da Companhia das Índias Orientais que embarcou na viagem do Oriente ao Ocidente chegando em Limehouse, o cais do extremo leste de Londres. Seu trabalho era garantir alojamento e comida para os marinheiros chineses que ali atracavam. Assim ele se tornou o "pai" da Chinatown de Limehouse.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

O projeto baseou-se na jornada de John Anthony, explorando a fusão de estilos arquitetônicos e materialidade entre o Oriente e o Ocidente e a arquitetura colonial desfocada com detalhes orientais, para assim criar um salão de chá britânico transformado em cantina chinesa.

Corte
Corte

Os clientes acessam o restaurante por meio de uma escada vertical de metal branco e vidro difuso iluminado. A entrada capta um vislumbre do que está por vir: paredes em terracota com um teto arqueado de pé-direito triplo revestido de azulejos cor-de-rosa, e um chão de tijoleira cerâmica verde-limão. Reflexos infinitos dos arcos são capturados nos espelhos que rodeiam o projeto.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

A principal sala de jantar do restaurante é uma interpretação dos armazéns nas docas. O espaço abobadado moderno trabalha na verticalidade e leveza criando uma sensação de capricho com colunas circulares rosa e arcos de metal branco cercados por peças em terracota.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

Os arquitetos utilizam a nostalgia retrô da cantina chinesa, mesclando-a com detalhes coloniais capturados na bancada de madeira com estantes de vidro, vergalhões e móveis de vime com tecidos florais dourados e marrons. Uma coleção de tubos de gim está verticalmente posicionada acima da bancada, infundida com misturas de plantas encontradas ao longo das Rotas das Especiarias.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

Os arcos são iluminados com vidro difuso, permitindo a mudança das qualidades de luz durante o dia e a noite. Esta estrutura arqueada paira acima da bancada do bar exibindo uma extensa coleção de gim atrás das estantes de vidro. Uma outra estrutura de metal branco suspensa no teto lembra um armazém industrial, com luminárias personalizadas de madeira. Luzes de cobre revestem as paredes.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

Além do refeitório, uma série de espaços arqueados permite um jantar mais íntimo. Os arcos são revestidos em azulejos artesanais verde e azul, emoldurando vistas da cozinha e dos espaços além. Estes espaços podem ser selecionados para conferir privacidade em relação ao salão principal por meio de cortinas turquesa.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

O projeto explora os materiais que John Anthony teria encontrado em sua jornada: azulejos de vidro, peças em terracota, tecidos tingidos à mão e vime.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

As salas de jantar privativas são revestidas de azulejos pintados à mão, com ilustrações em grande escala de mercadorias negociadas entre britânicos e chineses no século XVIII, como papoulas medicinais e animais exóticos. A sala é envolvida por um teto de gesso arqueado. Telhas de terracota recuperadas pavimentam a sala de jantar principal, provenientes de casas abandonadas na China rural.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

Uma sala íntima atrás do bar recebe os hóspedes para sentarem-se em assentos de cabine floral, permitindo vislumbres do bar. As cortinas de linho bege estão penduradas em uma estrutura de cobre, dividindo cada uma das cabines e envolvendo-as em linho índigo tingido lembrando qualidades náuticas.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

Os banheiros fazem referência ao comércio de especiarias, com um laminado personalizado em verde, mostarda e turquesa emoldurando o espaço, bancadas em cobre personalizadas e um teto arqueado verde. Tubos de plástico reciclados alinham o forro principal com o do banheiro.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

O restaurante apresenta uma mensagem de sustentabilidade, tecida em todos os aspectos do seu interior. Do upcycling de plástico e papel desperdiçados para o seu uso em porta-copos e menus, até pisos com telhas em terracota recuperadas, utilizando também rattan altamente sustentável. Ou seja, cada elemento incorpora uma iniciativa ecológica ou ética. A cozinha usa ingredientes de fornecedores sustentáveis e emprega equipamentos para reduzir o uso de energia. Vinhos e outras bebidas alcoólicas são provenientes de vinhas ambientalmente responsáveis e destilarias artesanais.

© Johnathon Leijonhufvud
© Johnathon Leijonhufvud

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Shop B01-10, Basement One, Lee Garden Three, 1 Sunning Rd, Causeway Bay, Hong Kong (RAE)

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "JOHN ANTHONY / Linehouse" [JOHN ANTHONY / Linehouse] 16 Mar 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/912929/john-anthony-linehouse> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.