Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Espanha
  5. Gallardo Llopis Arquitectos
  6. 2017
  7. Mirante à Talamanca / Gallardo Llopis Arquitectos

Mirante à Talamanca / Gallardo Llopis Arquitectos

  • 17:00 - 21 Fevereiro, 2019
  • Curadoria de Clara Ott
  • Traduzido por Vinicius Libardoni
Mirante à Talamanca / Gallardo Llopis Arquitectos
Mirante à Talamanca / Gallardo Llopis Arquitectos, © Germán Cabo
© Germán Cabo

© Germán Cabo © Germán Cabo © Germán Cabo © Germán Cabo + 37

  • Arquitetos

    Carlos Gallardo Llopis, Javier Gallardo Llopis, Jose Luis Gallardo Blanquer
  • Localização

  • Área

    272.34 m2
  • Ano do projeto

    2017
  • Fotografías

    Germán Cabo,
  • Colaboradores

    Fernando Usó, María Mequita, Sergio Noverges, Alba Luengo, Alejandro Moner, Giulia Doretti, Ana Gonzalez, Julia Mompó
  • Construção

    BFM Aedificatoria
  • Cálculo Estrutural

    David Gallardo Llopis · Estructuras singulares UPV
  • Acústica, térmica e iluminação

    Ana Llopis Reyna
  • Mestre de obras

    Angel Portillo Murado
  • Mobiliário

    Mobisa (Martinez Medina), Andreu World, Valoffice
  • Mais informações Menos informações
© Germán Cabo
© Germán Cabo

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Casa Talamanca se ergue sobre a bucólica paisagem de Dalt Vila, iluminada pela luz do céu turquesa do mediterrâneo, que à distância, reflete sobre as paredes rochosas desta pequena cidade balear. Esta icônica paisagem opera como um pano de fundo que define a paisagem de Ses Torres, em um terreno de dimensões modestas que, ainda assim, possui um ampla vista panorâmica devido a sua posição privilegiada junto à esquina de uma pequena rua que desce suavemente até a beira do mar. A apropriação destas exuberantes vistas se converteu no principal objetivo deste projeto que, ao mesmo tempo, procura manter uma privacidade adequada à vida de uma pequena família.

© Germán Cabo
© Germán Cabo
© Germán Cabo
© Germán Cabo

Dotada de uma leve inclinação natural, a topografia original do terreno permitiu implantar o edifício em uma espécie de pódio natural construído através do rearranjo das curvas de nível no trabalho de paisagismo, melhorando substancialmente as vistas a partir da casa além e aumentar consideravelmente a sensação de intimidade em relação a cota da rua. Sobre estas curvas orgânicas eleva-se um volume arquitetônico massivo, com predomínio de superfícies opacas que resguardam a devida intimidade de seus moradores: um bloco branco esculpido desde dentro para enquadrar as melhores vistas para esta deslumbrante paisagem mediterrânea. O volume superior, que avança em balanço sobre a linha de fachada, proporciona o devido sombreamento dos espaços semi-abertos no térreo junto à piscina, abrindo-se em toda a sua extensão para enquadrar as privilegiadas vistas em direção sudoeste. A ressonância deste gesto arquitetônico contrasta com a delicadeza do projeto de fachada, cuidadosamente executado para reforçar a relação entre a materialidade do edifício e a intangibilidade da paisagem natural. Adaptando-se à esta peculiar geometria urbana, o acesso se transforma em uma dobra na fachada posterior, seguindo a linha de inclinação do sol, em um rasgo profundo que acentua as formas contundentes e agudas do projeto.

© Germán Cabo
© Germán Cabo
© Germán Cabo
© Germán Cabo

Interiormente, o térreo acolhe todas às áreas de uso comum, com espaços diáfanos que incorporam às áreas de estar, jantar e a cozinha. Neste espaço fluido e contínuo, o projeto de interiores foi desenvolvido para melhor integrar os diferentes espaços, os quais podem ser delimitados através de painéis de correr para adaptar-se à melhor maneira as necessidades de seus habitantes. Como uma grande praça, toda a planta baixa da casa se abre para a ampla paisagem do lado de fora, diluindo os limites entre o interior e o exterior. Uma leve escada em balanço nos leva ao pavimento superior, aonde estão localizadas as áreas privadas da casa, cercadas por uma varanda perimetral contínua que percorre toda a extensão do balanço da sacada, emoldurando a paisagem do entardecer balear.

© Germán Cabo
© Germán Cabo

Concebidos não apenas para enquadrar as belas vistas panorâmicas, os espaços da casa foram projetados também de acordo com os ventos dominantes, criando uma espécie de dupla orientação: o térreo através da justaposição de dois grandes panos de vidro, e no primeiro pavimento com a inserção de um longo jardim lateral. Desta maneira, o espaço iluminado das áreas sociais foi concebido como uma concatenação de espaços exterior–interior–exterior, com o piso de pedra esparramando-se desde dentro até a borda da piscina que, refletindo o azul turquesa do céu de Ser Torres, completa essa sensação de continuidade espacial em direção ao infinito.

© Germán Cabo
© Germán Cabo

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Mirante à Talamanca / Gallardo Llopis Arquitectos" [Un mirador a Talamanca / Gallardo Llopis Arquitectos] 21 Fev 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/911407/mirante-a-talamanca-gallardo-llopis-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.