Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Universidade
  4. Estados Unidos
  5. ZGF Architects
  6. 2018
  7. Arizona State University, Instituto Biodesign C / ZGF Architects

Arizona State University, Instituto Biodesign C / ZGF Architects

  • 11:00 - 23 Janeiro, 2019
  • Curadoria de Fernanda Castro
  • Traduzido por Lis Moreira Cavalcante
Arizona State University, Instituto Biodesign C / ZGF Architects
Arizona State University, Instituto Biodesign C / ZGF Architects, Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick

Nick Merrick © Hall+Merrick Nick Merrick © Hall+Merrick Nick Merrick © Hall+Merrick Nick Merrick © Hall+Merrick + 18

  • Arquitetos Associados

    BWS Architects
  • Construção

    McCarthy Building Companies
  • Engenharia Estrutural

    KPFF
  • Engenharia Civil

    Dibble & Associates
  • Mecânica, Elétrica e Hidráulica

    AEI
  • Paisagismo

    TrueForm
  • Planejamento de Laboratório

    Jacobs Consultancy
  • Estimativa de Custos

    Capital Projects Group
  • Consultoria em Acústica

    Colin Gordon Associates
  • Consultoria - EMI

    VitaTech Electromagnetics
  • Engenheiro Estrutural Associado

    Advanced Structural Engineering
  • Cliente

    Arizona State University
  • Mais informações Menos informações
Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick

Descrição enviada pela equipe de projeto. O centro de pesquisa de 17.510 m² tinha como objetivo estabelecer uma identidade, como uma impressionante porta de entrada do campus e, ao mesmo tempo, atender à necessidade do cliente de construir um prédio sustentável para um laboratório de “muito trabalho”. Os cinco andares e o subsolo da edificação abrigarão várias disciplinas científicas que utilizarão os diversos laboratórios do edifício, com espaços individuais, laboratórios de alta densidade e três níveis de laboratórios genéricos de ciências. O subsolo, altamente reforçado e projetado sob medida, abrigará o primeiro laser de elétrons livres e raios X do mundo.

Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick

A forma primária do edifício é uma expressão das três “comunidades” de pesquisa que compõem cada planta baixa. Formando o limite norte de um quadrante de pesquisa centrado em uma instalação de James Turrell, os três segmentos do edifício foram estrategicamente posicionados para proteger a vista de dentro da instalação. O exterior distinto de cobre é uma homenagem às raízes do Arizona (sendo o cobre um dos históricos "Cinco Cs" do Arizona, que impulsionou a economia inicial do estado) e uma expressão única do tom avermelhado que permeia a arquitetura do campus.

Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick

Projetado para alcançar a certificação LEED Platinum®, com uma meta de economia de energia de 44% em comparação com os laboratórios existentes no campus, o Biodesign C foi projetado para ser o laboratório mais eficiente em energia do campus. Equilibrando desempenho, estética e orçamento, a superfície externa de cobre envolve uma primeira camada de painéis metálicos com isolamento para criar uma fachada dupla de alto desempenho. Composta por milhares de painéis de cobre, a tela apresenta oito diferentes níveis de perfuração. Estudos intensivos das condições do microclima do terreno e questões específicas da fachada informaram a calibração das perfurações e seu posicionamento, para minimizar o ganho de calor solar, otimizar a iluminação natural e o conforto visual, além de fornecer vistas desobstruídas.

Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick

Como elemento de sombreamento, a tela reduz a temperatura da superfície da fachada interna em cerca de 18 graus Celsius nos dias quentes de verão, reduzindo significativamente a carga de resfriamento nos espaços localizados no perímetro da edificação.

Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick

Combinando forma e função, uma praça foi esculpida na base do prédio, permitindo intervalos e reuniões ao ar livre, apesar do calor do deserto. Três níveis de laboratórios localizados diretamente acima desse espaço normalmente exigiriam paredes pesadas de concreto para evitar o cisalhamento. No entanto, integrando a excelência do projeto e uma integridade estrutural, uma série de colunas inclinadas e verticais foi concebida para fornecer estabilidade lateral. Embora seja uma solução elegante e inovadora, ela apresenta um desafio singular: algumas colunas são anguladas, algumas na vertical e uma tem altura de três andares. Múltiplas maquetes em grande escala ajudaram a aperfeiçoar a mistura e os moldes para cada condição.

Diagrama de Sustentabilidade
Diagrama de Sustentabilidade

Os elementos de desenho biofílico do edifício buscam promover um ambiente interno produtivo e positivo, fortalecendo a conexão com a natureza e a comunidade. Uma relação de 35% de janelas nas paredes e espaços com  camadas transparentes garantem a entrada de luz natural nos ambientes. Janelas abundantes e o lobby envidraçado têm vista para as vias do campus e um bosque de palo verde. As portas de vidro do hangar conectam perfeitamente os makerspaces no térreo com o bosque. A fachada de cobre não tratada oxidará gradualmente, emulando as cores e texturas irregulares e em constante evolução do deserto.

Nick Merrick © Hall+Merrick
Nick Merrick © Hall+Merrick

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Arizona State University, Instituto Biodesign C / ZGF Architects" [Arizona State University, Biodesign Institute C / ZGF Architects] 23 Jan 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Moreira Cavalcante, Lis) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/909751/arizona-state-university-instituto-biodesign-c-zgf-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.