Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Restaurante
  4. Irã
  5. Hamid Reza Gozariyan
  6. 2018
  7. Restaurante Bazaar / Hamid Reza Gozariyan

Restaurante Bazaar / Hamid Reza Gozariyan

  • 17:00 - 2 Janeiro, 2019
  • Curadoria de María Francisca González
  • Traduzido por Vinicius Libardoni
Restaurante Bazaar / Hamid Reza Gozariyan
Restaurante Bazaar / Hamid Reza Gozariyan, © Parham Taghioff
© Parham Taghioff

© Parham Taghioff © Parham Taghioff © Parham Taghioff © Parham Taghioff + 20

  • Arquitetos

  • Localização

    Província de Teerã, Teerã, Distrito 12, Panzdah-e-Khordad St, Irã
  • Área

    280.0 m2
  • Ano do projeto

    2018
  • Fotografias

© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

Descrição enviada pela equipe de projeto. O edifício escolhido para acolher o restaurante Bazaar não é bem um edifício, é parte integral da histórica estrutura do Grand Bazaar da cidade de Teerã. Para chegar ao restaurante é preciso perder-se na labiríntica rede de espaços do Mercado Público de Teerã, transpor seus tesouros ocultos e percorrer suas histórias. O processo de renovação do edifício foi concebido considerando dois importantes aspectos:

1 - Reconectar seus espaços interiores com o exterior como se fosse mais uma extensão da rede de espaços do Grand Bazar;
2 - Resgatar a arquitetura histórica do edifício e seu entorno imediato.

© Parham Taghioff
© Parham Taghioff
Planta - térreo
Planta - térreo
© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

Anteriormente ocupado por uma boutique de roupas, o edifício foi completamente remodelado para transformar-se em um restaurante. O público que frequenta o restaurante é formado por uma mistura de comerciantes, empresários e visitantes esporádicos que visitam o bazar. Considerando a história desta magnífica estrutura urbana, procurou-se criar espaços que pudessem ser utilizados como pontos de encontro ou espaços para reuniões informais onde a interação social desempenha um papel significativo no resgate da dimensão social do bazar.

© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

O edifício do restaurante é uma estrutura de dois pavimentos. A renovação da estrutura principal do térreo foi realizada pra abrigar o espaço central do restaurante, o porão foi adaptado para acolher a cozinha enquanto o espaço principal de mesas de jantar foi implantado no primeiro andar. Este nível superior foi dividido em duas partes com diferentes alturas. O pé direito na entrada do edifício é de cerca de três metros; mas a medida que adentramos no vestíbulo, um espaço mais amplo se revela para acolher os visitantes. Desenvolvemos a estrutura do projeto baseada em módulos, uma sequencia espacial que se desdobra e ocupa cada recanto desta intrincada rede de espaços menores, como se o visitante pudesse experimentar não apenas o aconchego dos recônditos espaços do restaurante, mas é como se ele pudesse sentir que ainda encontra-se dentro do Grand Bazaar.

Corte A
Corte A
© Parham Taghioff
© Parham Taghioff
Corte B
Corte B

Estes micro-espaços criados dentro do infinito espaço do Grand Bazaar proporcionam uma série de diferentes arranjos e encontros, as vezes mais abertos, as vezes mais privados. Dependendo da ocasião - encontros informais, palestras de negócios, etc. - os clientes podem escolher um ou outro espaço determinado de acordo com o grau de privacidade desejado. O orçamento enxuto do projeto foi um grande desafio para os arquitetos, por isso eles escolheram utilizar materiais mais simples e econômicos, reduzindo tudo ao mais simples possível. Como uma saída para cumprir o orçamento, a grande maioria dos móveis e luminárias foram projetados e construídos em seu próprio estúdio-oficina.

© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

Organização espacial: a dificuldade de acesso ao edifício através destes becos, muitas vezes intransponíveis, havia transformado o local em um espaço marginal, sujo e escuro. A poluição visual do entorno também foi outro fator que levou os arquitetos a projetar uma fachada muito simples, como uma continuidade das linhas do edifício adjacente. Além disso, a parede que estava do outro lado do edifício encontrava-se mergulhada em panfletos, cartazes e informações de todo o tipo. Por isso a solução foi criar um mural que não apenas resolve este caos exterior mas que também permite criar uma bela perspectiva daquilo que acontece no interior do edifício.

Corte C
Corte C

No entorno imediato, haviam comerciantes informais que muito contribuíam para aumentar ainda mais a sensação de confusão e vulnerabilidade do local. Os proprietários decidiram por contratar estes trabalhadores, oferecendo uma nova oportunidade para a comunidade local de forma a manter vivas as histórias do Grand Bazaar. Como resultado de todas estas estratégias, da requalificação física à social, esta histórica estrutura da cidade de Teerã está pouco a pouco se transformando em um espaço mais vibrante e acolhedor.

© Parham Taghioff
© Parham Taghioff

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Restaurante Bazaar / Hamid Reza Gozariyan" [Bazaar Restaurant / Hamid Reza Gozariyan] 02 Jan 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/908277/restaurante-bazaar-hamid-reza-gozariyan> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.