Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Argentina
  5. FRAM arquitectos
  6. 2018
  7. Casa Dique Luján / FRAM arquitectos

Casa Dique Luján / FRAM arquitectos

  • 21:00 - 30 Novembro, 2018
  • Curadoria de Danae Santibañez
  • Traduzido por Giovana Martino
Casa Dique Luján / FRAM arquitectos
Casa Dique Luján / FRAM arquitectos, © Fernando Schapochnik
© Fernando Schapochnik

© Fernando Schapochnik © Fernando Schapochnik © Fernando Schapochnik © Fernando Schapochnik + 35

  • Arquitetos

  • Localização

    Dique Luján, Argentina
  • Arquitetos Responsáveis

    Franco Riccheri, Agustín Mendiondo
  • Equipe de Desenho

    David Aliberti
  • Área

    100 m²
  • Ano do Projeto

    2018
  • Fotografias

    © Fernando Schapochnik
    © Fernando Schapochnik

    Descrição enviada pela equipe de projeto. Dique Luján é uma pequena região localizada no norte da Província de Buenos Aires e delimitada pelo Rio Luján e pelo Canal Villabueva. Trata-se de um lugar que reúne as características dos povoados típicos do Delta, campos rodeados de grandes lagos que favorecem o desenvolvimento de uma vegetação abundante de caráter tropical. Essas particularidades geográficas e ambientais têm, no âmbito histórico, uma influência direta na Arquitetura do Delta cujo diálogo foi tema durante o desenvolvimento deste projeto. 

    Planta - Térreo
    Planta - Térreo

    O terreno é caracterizado pelo Rio Luján, o qual conforma boa parte do perímetro, além de sofrer inundações periódicas, definindo assim uma cota de inundação máxima de um metro acima do nível do chão, e também pela presença de exemplares arbóreos variados, entre eles um Nougueira Pecã e um Cipreste Calvo, típicos do Delta do Paraná.

    © Fernando Schapochnik
    © Fernando Schapochnik

    Estes elementos foram fundamentais para definir a implantação da casa em relação ao seu entorno, tanto horizontalmente, respeitando e incorporando a vegetação existente, quanto verticalmente, localizando o nível do piso acabado acima da cota de inundação.Esta última condição refere-se diretamente ao caráter das construções tradicionais do Delta, dissociando o plano de habitar a expansão natural.

    Axonométrica
    Axonométrica

    A casa foi implantada em sentido longitudinal, no sul do lote, aproveitando as dimensões dele para liberar a maior superfície do terreno. Tanto a organização do programam como o volume responderam diretamente a essa decisão. As áreas de serviço da casa foram colocadas mais ao sul, enquanto as áreas de estar no oposto, possibilitando que as áreas sociais se abram para o próprio terreno. 

    © Fernando Schapochnik
    © Fernando Schapochnik

    Uma circulação longitudinal responsável tanto pela chegada quanto pela distribuição faz a fronteira entre os locais de menor e maior dimensão enquanto coincide com a posição da cumeeira. Desta forma, a partir do eixo da cumeeira, há uma assimetria na seção da casa que é refletida diretamente nas águas do telhado, as quais se estendem para além do limite das paredes, criando grandes beirais. 

    Estrutura
    Estrutura

    Três pátios interrompem a continuidade deste corredor. O maior deles recebe os visitantes que sobem as escadas da entrada da casa. O segundo, nomeado de pátio da Nogueira, cerca a árvore existente, conservando e incorporando seu tronco na paisagem interna da casa. O terceiro coincide com o hall de acesso para filtrar a relação visual com o vizinho.

    © Fernando Schapochnik
    © Fernando Schapochnik

    Uma varanda de profundidade constante percorre toda a frente da casa, remetendo ao caráter arquitetônico local. Uma vez que não havia restrições para acessar o lote com transportes tradicionais, o descolamento da casa do chão se resolve com três vigas de concreto armado que se apoiam sobre uma série de pilares que lembram o embasamento das palafitas. 

    © Fernando Schapochnik
    © Fernando Schapochnik

    Essas vigas recebem a carga de uma sucessão de pórticos estruturais de madeira que delimitam os espaço internos e externos, além de ser uma estrutura portante e espacial. Esta lógica construtiva se afasta dos sistemas tradicionais, permitindo flexibilidade na montagem dos espaços, bem como nas dimensões e quantidades de tratamentos de janelas.

    © Fernando Schapochnik
    © Fernando Schapochnik

    Ver a galeria completa

    Sobre este escritório
    Cita: "Casa Dique Luján / FRAM arquitectos" [Casa Dique Luján / FRAM arquitectos] 30 Nov 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/906912/casa-dique-lujan-fram-arquitectos> ISSN 0719-8906

    ¡Você seguiu sua primeira conta!

    Você sabia?

    Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.