Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Praça
  4. Portugal
  5. Micro Atelier de Arquitectura e Arte
  6. 2017
  7. Praça dos Combatentes / Micro Atelier de Arquitectura e Arte

Praça dos Combatentes / Micro Atelier de Arquitectura e Arte

  • 07:30 - 2 Dezembro, 2018
  • Curadoria de Pedro Vada
Praça dos Combatentes / Micro Atelier de Arquitectura e Arte
Praça dos Combatentes / Micro Atelier de Arquitectura e Arte, © Miguel Coelho
© Miguel Coelho

© Miguel Coelho © Miguel Coelho © Miguel Coelho © Miguel Coelho + 23

© Miguel Coelho
© Miguel Coelho

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto foi elaborado a partir de um conjunto de elementos simplificados, expressos ao nível do pavimento, privilegiando principalmente a relação visual e volumétrica com o mosteiro. O projeto resultou assim dos habituais padrões pedonais e de travessia entre os locais e ruas circundantes (mantendo os fluxos de passagem, mas também proporcionando oportunidades para parar). No centro, um espaço vazio (a praça pública) foi criada através de uma forma oval onde os diferentes alargamentos permitem diferentes apropriações e uso do espaço.

Planta
Planta

Adicionalmente, para evitar mobiliário urbano específico e sua consequente rigidez de utilização e localização, todo o perímetro foi criado a partir de um único elemento contínuo em betão. Deste modo, permite-se que as pessoas se possam sentar em qualquer lugar, voltados para a praça ou para as áreas verdes, sendo que a largura de 80 cm do banco também permite que as pessoas se possam deitar ou apoiarem-se nos braços.

© Miguel Coelho
© Miguel Coelho

O monumento aos soldados da Guerra Colonial Portuguesa foi integrado no desenho da praça, utilizando dois elementos: 1. No pavimento, a forma das fronteiras dos países envolvidos, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, foram desenhadas e cortadas; 2. Uma linha contínua de aço corten atravessa diagonalmente a praça com todos os números de soldados que foram recolhidos. Os números foram ordenados desde o início da guerra até ao seu fim, em 1974.

© Miguel Coelho
© Miguel Coelho

Esta abordagem libertou o espaço da praça. O monumento é visível, mas diluído da sua rigidez e presença autoritária. Não foram definidos quaisquer limites físicos ou hierarquia entre o espaço público e o monumento. Trata-se de um espaço que é ao mesmo tempo um lugar para brincar, um lugar para sentar, um lugar para atravessar e um lugar de memória.

© Miguel Coelho
© Miguel Coelho
Diagrama de Conceito
Diagrama de Conceito
© Miguel Coelho
© Miguel Coelho

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Praça dos Combatentes / Micro Atelier de Arquitectura e Arte" 02 Dez 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/906320/praca-dos-combatentes-micro-atelier-de-arquitectura-e-arte> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.