Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Brasil
  5. Vilela Florez
  6. 2018
  7. Casas Pôr do Sol / Vilela Florez

Casas Pôr do Sol / Vilela Florez

  • 05:00 - 31 Agosto, 2018
  • Curadoria de Pedro Vada
  • Traduzido por Victor Delaqua
Casas Pôr do Sol / Vilela Florez
Casas Pôr do Sol / Vilela Florez, © Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

© Maíra Acayaba © Maíra Acayaba © Maíra Acayaba © Maíra Acayaba + 50

  • Arquitetos

  • Localização

    Tibau do Sul, Brasil
  • Autores

    Mariana Vilela, Daniel F. Florez
  • Área

    430.0 m2
  • Ano do projeto

    2018
  • Fotografias

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

Descrição enviada pela equipe de projeto. O projeto de duas residências, localizadas no município de Tibau do Sul, inserem-se em um terreno irregular de 642m² sobre uma ladeira que domina as surpreendentes vistas para a Lagoa das Guaraíras e as espetaculares dunas da praia de Malembá, um fragmento de deserto nordestino onde somente os kitesurfistas e os pescadores disputam suas enormes extensões de areia virgem.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba
Planta - térreo
Planta - térreo
© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

Nesta localização privilegiada se inserem dois volumes esculpidos e independente, unidos por um pergolado e orientados às espetaculares vistas do poente. Distribuídas em dois andares, as casas se escalonam aproveitando o potente desnível do terreno em direção ao mar, sendo os volumes superiores dos dormitórios os que proporcionam sombra aos estares e varandas do andar inferior.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

A materialidade e as soluções construtivas se inspiram na tradição local e na natureza existente. A fachada dos dormitórios se abre e se fecha mediante camadas de esquadrias de madeira com lâminas articuláveis e painéis de muxarabis que permitem ventilar e proteger a superfície envidraçada do forte sol horizontal da orientação noroeste. Esta fachada se completa com um painel de varas de bambu que se adaptam à geometria irregular, criando uma superfície de dupla curvatura inspirada nas ondas do mar.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

A cobertura foi tratada como uma quinta fachada, com uma solução leve e sem laje, composta por uma dupla camada: a primeira de painéis termo-acústicos que conduzem as águas pluviais, e uma segunda camada ventilada de taubilha de madeira guajará.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

Os muros de divisórios e de embasamento são de pedra local e as portas de garagem repetem o uso do bambu enquanto material leve e de baixo impacto ambiental. Sobre as vigas de concreto do pergolado se pousam pedras vulcânicas como objetos esculpidos durante milhões de anos pela erosão das ondas e dos ventos.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

As cores são usadas de maneira conceitual e sociológica, inspirando-se nas vivas cores das fachadas das casas dos nativos e em sua expressão de alegria e acolhida. Os tons escolhidos são inspirados nas tonalidades azuladas que, devido à condição de estar entre dois corpos d’águas, procura reproduzir as muitas variantes de tons provenientes do mar e da lagoa.

© Maíra Acayaba
© Maíra Acayaba

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Casas Pôr do Sol / Vilela Florez" [Sunset Houses / Vilela Florez] 31 Ago 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/901119/casas-por-do-sol-vilela-florez> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.