Residência BLQ / Luciano Kruk

Residência BLQ / Luciano Kruk

© Daniela Mac Adden© Daniela Mac Adden© Daniela Mac Adden© Daniela Mac Adden+ 29

Quilmes, Argentina
  • Arquitetos: Luciano Kruk
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fotógrafo Fotografias:  Daniela Mac Adden
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: FV, Fábrica de Luz, Nivel
  • Colaboradores:Arq. Andrés Conde Blanco, Arq. Belén Ferrand, Denise Andreoli, Dan Saragusti
  • Coordenação De Obra:Pablo Magdalena
  • Coordenação De Projeto:Ekaterina Künzel
  • Edição De Memória:Mariana Piqué
  • Superfície Do Terreno:1000.0 m²
  • Superfície A Construir:200.0 m²
  • Projeto E Coordenação:Luciano Kruk
  • Cidade:Quilmes
  • País:Argentina
Mais informaçõesMenos informações
© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Residência BLQ está situada no condomínio Nuevo Quilmes, localizado na saída do km 17 da rodovia que vincula Buenos Aires com La Plata.

Devido a sua proximidade com o centro da cidade de Buenos Aires, o bairro evidencia uma densidade urbana média, apresentando lotes de dimensões relativamente pequenas. 

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

O prédio, originalmente sem vegetação, é delimitado por um polígono quadrangular irregular. Na sua fachada frontal, uma diagonal o recorta em linha paralela à rua. 

Planta Primeiro Nível
Planta Primeiro Nível
Planta Segundo Nível
Planta Segundo Nível

O cliente, um casal com dois filhos, nos encarregou do que seria sua residência permanente. Ela deveria organizar-se em três dormitórios: um principal com closet e banheiro e outros dois com banheiro compartilhado. Solicitou-se um escritório vinculado à área social como espaço de trabalho para o pai da família. Manifestou-se também a vontade de que a casa tivesse uma ampla área exterior coberta e que ela estivesse equipada com uma churrasqueira. O casal dedicou especial ênfase no desejo de que a residência fosse isolada da rua abrindo-se ao espaço privado em busca de intimidade. 

O escritório propôs a organização de um programa em um único volume de concreto aparente que longitudinalmente ocupa o máximo da largura edificável do lote e cuja envolvente se abre para o espaço verde posterior.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

As funções programáticas foram ordenadas situando, em frente, os espaços destinados ao acesso, à circulação e ao banheiros. Esse setor foi criado como um hall visual e sonoro entre a rua e o restante dos espaços que, por seu destino mais nobre, foram dispostos na parte posterior, dotados de ampla abertura para o céu e jardim.

O sistema estrutural de concreto armado não somente serviu como um esqueleto resistente mas também sua função foi ampliada para funcionar como um organizador espacial também. 

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

Duas vigas contínuas correm paralelas na direção longitudinal do volume, suportando a laje sobre o térreo, um gesto que se repete no pavimento superior. As laterais são fechadas por meio de chapas cegas que, além de outorgar privacidade para a moradia, servem de apoio a essas vigas. Essa configuração estrutural em forma de pórtico permite trabalhar livremente os fechamentos da parte frontal e posterior e, por sua vez, gerar um grande espaço central no térreo - sala de estar, jantar - livre de apoios. A grande estrutura de concreto da parte frontal, graças à sua condição de viga, permite transparências no fechamento do nível inferior, possibilitando a fluidez visual no sentido rua-jardim. Os locais privados da planta superior são envidraçados em estreita relação com o espaço exterior. A suíte principal, por sua vez, pode ser expandida para um terraço descoberto exclusivo, com amplas vistas ao jardim.

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

Em relação ao controle solar passivo, na parte frontal, o elemento de fechamento de concreto protege termicamente a moradia em sua face menos ensolarada, a sudeste. Na parte posterior e sobre a expansão dos locais privados, é disposta uma série de divisórias verticais em balanço com o propósito de resguardar o espaço interior da incidência do sol oeste enquanto um brise horizontal - que percorre o pavimento superior de extremo a extremo, também o protege do sol. Essa expansão no pavimento superior constitui a cobertura da área externa no térreo, espaço de transição entre a área social interior e o verde. Essa galeria contribui para gerar uma gradação entre ambos espaços, preservando o interior dos fatores climáticos externos e possibilitando atividades sociais em um exterior protegido. 

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

Buscou-se clareza nos meios tectônicos, simplicidade na construção e pureza nos materiais. O emprego do concreto permitiu organizar o espaço, expandi-lo, torná-lo fluído, liberá-lo, abri-lo e, por fim, vinculá-lo com a paisagem. A estrutura portante e a espacialidade são constituídas por uma unidade formal integrada, seguindo a concepção miesiana da arquitetura como expressão da estrutura. 

© Daniela Mac Adden
© Daniela Mac Adden

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência BLQ / Luciano Kruk" [Casa BLQ / Luciano Kruk] 20 Ago 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/900436/residencia-blq-luciano-kruk> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.