O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Mercado
  4. México
  5. HW-STUDIO
  6. 2018
  7. MERCADO / HW-STUDIO

MERCADO / HW-STUDIO

  • 17:00 - 2 Junho, 2018
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
MERCADO / HW-STUDIO
MERCADO / HW-STUDIO, © Bruno Gómez de la Cueva
© Bruno Gómez de la Cueva

© Bruno Gómez de la Cueva © Bruno Gómez de la Cueva © Bruno Gómez de la Cueva © Bruno Gómez de la Cueva + 18

  • Arquitetos

  • Localização

    Morelia, Michoacán, México
  • Arquiteto principal

    Rogelio Vallejo Bores
  • Equipe

    Oscar Didier Ascencio Castro
  • Colaboradores

    Bruno Mespullet, Angeles Zambrano
  • Área

    320.0 m2
  • Ano do Projeto

    2018
  • Fotografias

© Bruno Gómez de la Cueva
© Bruno Gómez de la Cueva

Descrição enviada pela equipe de projeto. Quando começamos a trabalhar nesse projeto, o cliente nos mostrou um espaço de 8x40 metros localizado a duas quadras de uma das escolas de música mais importantes do país, o ex-convento das monjas dominicanas de Santa Catalina de Siena do século XVI e uma das praças mais queridas, bonitas e visitadas de Morelia, "as rosas".

© Bruno Gómez de la Cueva
© Bruno Gómez de la Cueva

O cliente queria converter aquele espaço em um mercado gastronômico. Nós gostamos do tema, mas gostamos ainda mais do silêncio que aquele lugar permitia (qualidade pouco comum no centro de uma cidade mexicana), além disso, nos pareceu uma boa oportunidade para relacionar nossa linguagem com as arquiteturas do passado e explorar a relação e dialética entre ambas. 

Cortes
Cortes

O espaço era, em meados do século XVI, o pátio da residência de uma rica família da época. Entretanto, com o tempo, as reformas, mudanças de proprietário e usos do lugar, foram feitas modificações que fizeram com que o espaço perdesse sua essência. Cobriu-se o teto com lâminas, as paredes de pedra foram rebocadas com cimento e colocou-se um piso de mármore e resina muito característico dos anos 60, mudanças que, segundo nosso entendimento, fizeram com que o lugar perdesse sua alma.

© Bruno Gómez de la Cueva
© Bruno Gómez de la Cueva

O processo de desenho começou identificando os lugares da cidade que eram muito procurados para comer. Foi rápido descobrir que as praças públicas eram os lugares onde as pessoas se concentravam para comer seja em um restaurante do perímetro, nos terraços ou simplesmente em um banco da própria praça.

© Bruno Gómez de la Cueva
© Bruno Gómez de la Cueva

A partir disso, identificamos alguns elementos compositivos desses lugares, os eixos, os percursos axiais, os volumes, o céu, as árvores, o uso de materiais naturais e os incorporamos ou, no caso dos muros, os redescobrimos para configurar uma atmosfera parecida com a das praças, fazendo com que as pessoas que visitem ao mercado se sintam em um lugar cotidiano e natural. 

Planta Segundo Pavimento
Planta Segundo Pavimento

Todo o antigo valor arquitetônico seria resgatado e o novo teria outra natureza formal e materialmente; uma natureza branca e definida que evidenciaria sua própria presença, momento histórico e conceitual, para criar com isso um equilíbrio entre o novo e o antigo. 

© Bruno Gómez de la Cueva
© Bruno Gómez de la Cueva

Traçou-se uma avenida central arborizada, a qual é flanqueada por dois volumes longitudinais brancos, sobre cada um deles são conectados outros dois volumes transversais em forma de "L" invertido, os quais cumprem a função de cobrir uma área de mesas na parte de baixo e criar terraços na parte de cima. Entretanto, sua função mais importante é a de emoldurar, sem exclusão, as diferentes camadas de história arquitetônica deixadas ao longo dos séculos e a de seccionar a luz e o espaço para, dessa maneira, enfatizar sua presença e torná-las as protagonistas intangíveis do lugar. 

© Bruno Gómez de la Cueva
© Bruno Gómez de la Cueva

Foi agradável descobrir como esses elementos tão simples emolduram a arquitetura dos séculos XVI, XIX, XX e XXI, o jacarandá, o céu, as torres da catedral, o muro ao fundo, a pomba que cruza eventualmente o espaço, algum balão que escapa de uma criança na igreja. Sem tentarmos ser exagerados ou melodramáticos parece que tudo cabe dentro dessas molduras, um universo completo permitindo a expressão.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
HW-STUDIO
Escritório
Cita: "MERCADO / HW-STUDIO" [MERCADO / HW-STUDIO] 02 Jun 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/894275/mercado-hw-studio> ISSN 0719-8906