O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Canadá
  5. Scott Posno Design
  6. 2017
  7. A Fazenda / Scott Posno Design

A Fazenda / Scott Posno Design

  • 11:00 - 18 Abril, 2018
  • Traduzido por Giovana Martino
A Fazenda / Scott Posno Design
A Fazenda / Scott Posno Design, © Double Space Photography
© Double Space Photography

© Double Space Photography © Double Space Photography © Double Space Photography © Double Space Photography + 27

© Double Space Photography
© Double Space Photography

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizada a 1 hora de Toronto, 'A Fazenda' - como é conhecida a propriedade de veraneio da família - ocupa uma área de 26 hectares no campo da região agrícola a Sudoeste de Ontario. Próxima a uma grande área de floresta preservada, a fazenda atende a família com uma criança e seus amigos, de fins de semana e nas férias, servindo como um espaço de relaxamento e descanso longe da atmosfera da cidade.  

© Double Space Photography
© Double Space Photography
Planta - Térreo
Planta - Térreo
© Double Space Photography
© Double Space Photography

Composto por uma série de edificações e estruturas pulverizadas pelo terreno, somados aos elementos naturais da paisagem, o projeto busca abordar a história e os atributos naturais do lugar, e aumentar a relação da família com a paisagem e a natureza. A casa principal foi implantada no topo de um morro seguindo uma orientação norte sul, com a fachada principal olhando pra o leste e captando o sol da manhã e a vista para as montanhas, árvores e a Floresta Ganaraska. Um lago existente marca algumas atividades que acontecem morro abaixo, e continuando, um caminho d'água sinuoso que corta a propriedade dá uma ambiência calma, sombreada pelas árvores ao redor.

© Double Space Photography
© Double Space Photography

A casa principal esta a aproximadamente 60 metros da rua sem saída, acessada por uma entrada em forma de L que leva até a construção. Sua forma esguia sugere uma interpretação moderna da tipologia longitudinal vernacular. Com 40 metros de comprimento, da garagem até a suíte master, a casa é revestida em cedro manchado de carvão macio, um complemento perfeito para os verdes, marrons e cinzas da folhagem, cascas e rochas que compõem a paisagem.

© Double Space Photography
© Double Space Photography

Dentro, a distribuição programática está organizada das áreas coletivas às privativas, de forma sequencial. As áreas dos dormitórios são ainda mais reservadas: a suíte master recebe pé direito duplo, desfrutando de sua posição privilegiada no terreno com aberturas para o sul e um pátio íntimo. Os dois outros dormitórios foram implantados no segundo pavimento. Além disso, sob a garagem foi posto um loft que funciona como ateliê e quarto de hóspedes quando necessário. 

© Double Space Photography
© Double Space Photography

As várias aberturas asseguram um bom grau de permeabilidade ao edifício, principalmente considerando sua geometria longitudinal. A abertura na fachada oeste é balanceada por uma abertura operável na fachada leste, que conecta os espaços de estar com o pátio externo, capitalizando a vista ilimitada. No extremo norte, a sala de jantar ocupa os quase 7 metros de largura da casa, oferecendo flexibilidade de funções: quando as aberturas de correr estão fechadas, a sala é acolhedora, íntima; quando as portas estão abertas, se torna um espaço ventilado e bastante conectado com o exterior. 

© Double Space Photography
© Double Space Photography
Corte
Corte
© Double Space Photography
© Double Space Photography

Uma paleta de materiais restrita contrasta com o poder da paisagem dramática, permitindo simplicidade de forma e sutilezas de luz e sombra no projeto. O piso de concreto polido nas áreas públicas é balanceado por uma abundância de madeira clara utilizada no mobiliário e no piso das escadas e do segundo pavimento. A estrutura da cobertura inspirada na Douglas fir, uma árvore da região, é um lembrete das origens rústicas do projeto. 

© Double Space Photography
© Double Space Photography

O projeto da casa principal não foi concebido como uma única casa icônica, mas sim como parte de um conjunto de construções que juntas valorizam e otimizam as qualidades do local, buscando maximizar o uso e o aproveitamento da área, e ao mesmo tempo estabelecer uma conexão maior com a natureza. Próximo a garagem da casa, na extremidade norte, um jardim zen quadrado foi projetado para encorajar atividades como yoga, meditação, leitura ou só relaxamento. As paredes são definidas por lâminas de ipe de 5 x 10 cm, e a cobertura é uma treliça metálica aberta, oferecendo proteção parcial.

Uma zona secundária foi implantada a 15 metros ao sul da casa. A área concentra atividades de lazer como uma piscina, uma piscina aquecida e um espaço para fogueira, também coberta por uma cobertura metálica. Em uma cabana, logo ao lado, atividades como uma sauna e as áreas técnicas das piscinas e depósitos, são dispostas dentro dessa construção que remete à casa principal. Caso necessário, essa cabana foi projetada para receber um novo quarto de hóspedes no futuro. 

© Double Space Photography
© Double Space Photography

Localizado a quase 70 metros da casa principal, o lago exerce uma atração magnética e gravitacional pelo declive suave do local. Durante o dia ele atua como um aspecto quase cênico, habitado por pequenas criaturas da vida selvagem que são atraídas para suas propriedades vivificantes. Já durante a noite, observar as estrelas torna-se uma atividade noturna favorita para aqueles confortavelmente abrigados nas cadeiras Adirondack que circundam a fogueira de pedra adjacente. Para além da folhagem da floresta, ao leste do lago, a visão e o som do riacho oferecem uma recompensa surpreendente; duas pontes de madeira ligam cada lado do banco, convidando a exploração e uma profunda contemplação dos mistérios da floresta.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Scott Posno Design
Escritório
Cita: "A Fazenda / Scott Posno Design" [The Farm / Scott Posno Design] 18 Abr 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/892587/a-fazenda-scott-posno-design> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.