Edifício Kunsthalle Mannheim / gmp Architekten

Edifício Kunsthalle Mannheim / gmp Architekten

© Hans-Georg Esch© Marcus Bredt© Marcus Bredt© Marcus Bredt+ 16

Mannheim, Alemanha
  • Gestão De Projeto Concurso:Di Miao-Weichtmann
  • Equipe De Projeto Concurso:Ulrich Rösler, Mira Schmidt, Steffen Lepiorz, Liselotte Knall, Kai Siebke, Frederik Heisel
  • Gerenciamento De Projeto De Execução (Até A Fase 5 + Direção Artística):Liselotte Knall, Kerstin Steinfatt
  • Equipe De Detalhe (Até A Fase 5):Ulrich Rösler, Raimund Kinski, Amra Sternberg, Viktoria Wagner, Hanna Diers, Michèle Watenphul, Anna Falkenbach, Felix Partzsch
  • Etapas De Supervisão Do Terreno 6 A 9:W+P Gesellschaft für Projektabwicklung Sven Lemke, Kevin Puhmann
  • Cliente:Kunsthalle Mannheim Foundation
  • Equipe De Visualização 3 D:Markus Carlsen, Tom Schülke, Jens Schuster, Christoph Pyka, Kenneth Wong, Björn Bahnsen
  • Projeto:Meinhard von Gerkan, Nikolaus Goetze with Volkmar Sievers
  • Cidade:Mannheim
  • País:Alemanha
Mais informaçõesMenos informações
© Marcus Bredt
© Marcus Bredt

Descrição enviada pela equipe de projeto. O novo edifício do museu de Friedrichsplatz em Mannheim conecta-se com o edifício Art Nouveau existente, o chamado "Billing", e foi desenhado como uma "cidade na cidade". Dentro de uma estrutura geral simples foram organizados cubos individuais em uma composição inspiradora para proporcionar espaços de exposição e salas para funções de apoio. Estas são rodeadas por um átrio central e estão conectadas através de galerias, terraços e pontes. De forma análoga aos elementos que conformam os entornos urbanos (edifícios, blocos, ruas e praças) criam-se variados percursos circulares para os visitantes através de espaços fechados e abertos, com vistas e perspectivas mutantes.

© Marcus Bredt
© Marcus Bredt

Entretanto, aos visitantes lhes resulta fácil orientar-se no museu, que reproduz a estrutura organizada e direta da "cidade das praças" que é Mannheim. Ao mesmo tempo, cada situação, ao longo do percurso das exposições, oferece novas impressões. Como nas cidades, nenhum lugar é igual o outro devido a diversidade da arquitetura, as mudanças nas linhas do edifícios, praças e espaços abertos. Como já havia sido previsto, no momento da fundação da Kunsthalle há cem anos, é criada uma fachada de prestígio em direção ao parque em Friedrichsplatz. Desde ali, os vistantes acessam o átrio central através da nova entrada principal.

Corte A
Corte A
© Marcus Bredt
© Marcus Bredt
Corte C
Corte C

O átrio é o ponto de orientação e de partida dos percursos circulares pelas áreas de exposição em três níveis, dois dos quais estão conectados com o edifício Art Nouveau através da trama história de Atenea e desde ali com o jardim das esculturas ao ar livre. O conceito de exposição consiste em grandes espaços com coberturas leves que podem ser utilizados de diferentes maneiras, além de dois cubos com iluminação lateral. No terceiro pavimento, integrou-se um terraço ao percurso circular, desde onde os vistantes podem desfrutar da vista panorâmica de Friedrichsplatz com a distintiva torre de água. Esse conceito de espaço tem como resultado um entrelaçamento funcional e visual do museu em relação aos espaços da cidade, garantindo que a arte seja irradiada para a cidade através da arquitetura e também que a cidade flua virtualmente sem barreira para as habitações dos novos edifícios. 

© Marcus Bredt
© Marcus Bredt
Planta 02
Planta 02
© Marcus Bredt
© Marcus Bredt

As fachadas estão cobertas com uma malha de metal transparente com um revestimento de cor bronze que define a forma externa do edifício, criando um diálogo respeitoso com a cor da pedra dos edifícios vizinhos. Criam-se diferentes graus de transparência com diferentes espessuras da malha. Portanto, a integridade da forma geral do edifício é conservada para que os volumes individuais possam ser vistos em seus diferentes graus, de perto ou de longe, de dia ou de noite. Assim como a estrutura urbana de uma cidade proporciona o contexto de organização que cada edifício individual expressa, o conceito de "cidade de arte" cria um marco arquitetônico que dá lugar a uma identidade e, ao mesmo tempo, proporciona a máxima flexibilidade para o curador. 

© Hans-Georg Esch
© Hans-Georg Esch

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Mannheim, Alemanha

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Edifício Kunsthalle Mannheim / gmp Architekten" [Kunsthalle Mannheim Building / gmp Architects] 29 Jan 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/887884/edificio-kunsthalle-mannheim-gmp-architekten> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.