O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Eventos
  3. Oficina de Safári Urbano

Oficina de Safári Urbano

  • 16:00 - 15 Janeiro, 2018
Oficina de Safári Urbano
Oficina de Safári Urbano

O Safári Urbano é uma metodologia de análise de calçadas baseada em estudo desenvolvido nos Estados Unidos intitulado “Active Design: Shaping the Sidewalk Experience” (ou “Desenho ativo: moldando a experiência nas calçadas”, em tradução livre para o português).

Conforme o conceito “active design”, estilo de vida e nível de atividade física são resultados diretos da forma dos edifícios e do planejamento das cidades. Assim, novas diretrizes de desenho, leis e projetos urbanos podem ser criados para fomentar estilos de vida mais ativos e fazer parte do programa de prevenção de doenças ligadas à obesidade e sedentarismo.

Dentro deste contexto, o estudo específico sobre calçadas nasce para responder às seguintes perguntas: como incentivar que indivíduos caminhem mais e adotem essa forma de deslocamento? Quais elementos garantem uma experiência agradável – e segura, saudável, atrativa, útil, prazerosa – para os pedestres?
O estudo coloca então a seguinte equação: a experiência do pedestre ao caminhar por uma calçada é modelada por um espaço físico, composto de diversos elementos, que, por sua vez, são regulamentados por políticas. “Experiência”, “espaço físico” e “políticas” – são aspectos aprofundados ao longo do Safári Urbano.

Para análise do “espaço físico”, o Safári urbano propõe uma metodologia: a compreensão dos elementos que compõem as calçadas feita não apenas através de levantamentos e desenhos convencionais (plantas, cortes e elevações), mas por meio da perspectiva do pedestre, considerando os 4 planos existentes na calçada – o plano do piso, do edifício, da via e da cobertura.

A metodologia sofreu algumas alterações na sua adaptação para a realidade das cidades brasileiras pela Cidade Ativa. Atualmente, ela consiste em um material impresso que orienta a elaboração das perspectivas (separadas pelos quatro planos, habilitando um olhar mais atento e crítico dos elementos que compõem a calçada), além de desenhos técnicos que auxiliam a obtenção de medidas e quantificações. Fichas sintetizam parâmetros obtidos em campo e facilitam a compreensão – e comparação – dos elementos que caracterizam as calçadas avaliadas. Este resumo é feito para uma “amostra” de 100m de calçada, considerando a complexidade e tempo da análise.

O desenho à mão livre é a principal ferramenta utilizada durante os levantamentos e é tido como essencial para a tradução da “experiência”, ou das “sensações” vividas pelos indivíduos, para uma forma gráfica.

Ao final dos levantamentos, a calçada é avaliada qualitativamente pelos pesquisadores. Os aspectos estabelecidos como primordiais para garantia de calçadas ativas (conectividade; acessibilidade; segurança; diversidade; escala humana/complexidade; e sustentabilidade/resiliência climática) são avaliados, assim como cada um dos planos são julgados. Essa avaliação é utilizada para comparação de estudos de caso e para identificação de oportunidades – e desafios – para projetos de calçadas.

O levantamento dos elementos presentes na calçada evidencia a complexidade do território da calçada e dos diversos atores responsáveis por estes elementos. Por isso, ao final desse diagnóstico, são realizadas propostas de intervenção para os espaços avaliados, contemplando também a criação de novas políticas ou instrumentos legais que possam respaldar as mudanças desejadas.

Saiba mais sobre a oficina em:
goo.gl/H1NEEE

Período: Sábado das 10h às 19h
Datas: 3 de fevereiro
Carga horaria: 8 horas
Local: Sede do IABsp, Rua Bento Freitas, 306 – Espaço Calder
Custo: Não Sócio R$ 240,00 – Sócio R$ 170,00
Serão oferecidas 2 bolsas: enviar CV + carta de intenção

Obs. A realização do Curso se dará somente mediante a inscrição mínima de 20 (vinte) Alunos(as). Caso não complete o mínimo de Alunos(as) o IABsp irá restituir o valor das inscrições realizadas.

Faça sua Inscrição em:
goo.gl/1yPCSJ

Informações:
Fone: (11) 3259-6866
E-mail: cursos@iabsp.org.br

Veja mais:

Eventos

Este evento foi enviado por um usuário de ArchDaily. Se você quiser, pode também colaborar utilizando "Enviar um evento". As opiniões expressas nos anúncios enviados pelos usuários archdaily não refletem necessariamente o ponto de vista de ArchDaily.

Cita: "Oficina de Safári Urbano" 15 Jan 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/887040/oficina-de-safari-urbano> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.