O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Universidade
  4. Espanha
  5. IDOM
  6. 2017
  7. Novo Campus de REE em Três Cantos / IDOM

Novo Campus de REE em Três Cantos / IDOM

  • 11:00 - 12 Janeiro, 2018
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Novo Campus de REE em Três Cantos / IDOM
Novo Campus de REE em Três Cantos / IDOM, © Aitor Ortiz
© Aitor Ortiz

© Aitor Ortiz © Aitor Ortiz © Aitor Ortiz © Aitor Ortiz + 21

  • Arquitetos

  • Localização

    Rua Isaac Newton, 2, 28760 Tres Cantos, Madri, Espanha
  • Arquiteto Responsável

    Beatriz Olalla
  • Arquitetos Colaboradores

    Andreia Faley, Jorge Rodríguez, David Bardón, Juan Gilsanz
  • Área

    6000.0 m2
  • Ano do Projeto

    2017
  • Fotografias

  • Gestão de Projetos

    Beatriz Olalla
  • Orçamentos

    María Victoria Blázquez
  • Estruturas

    Jorge de Prado
  • Climatização

    Antonio Villanueva, Isaac Lorenzo
  • Instalações

    Antonio Villanueva
  • Luz

    Javier Martín
  • Água

    Jon Landaburu, Oscar Malo e Daniel Torre
  • Eletricidade

    Carlos Trujillano
  • Telecomunicações

    Cristina Rubio e Antonio Carrillo
  • Administrativos

    Banesa Marrero
  • Direção da Obra

    Beatriz Olalla
  • Direção de Execução da Obra

    María Victoria Blázquez
  • Construtora

    AVINTIA S.A
  • Mais informações Menos informações
© Aitor Ortiz
© Aitor Ortiz

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Rede Elétrica da Espanha encarregou a IDOM para a reabilitação integral de dois edifícios no Parque Tecnológico de Três Cantos (Madri). A atuação compreende uma adequação integral às novas necessidades formativas e tecnológicas da companhia modernizando o conjunto dos edifícios através de uma envolvente que permita cumprir os requisitos de eficiência energética. 

Axonométrica
Axonométrica

A distribuição do novo campus procura incrementar a qualidade dos espaços e salas de aula, assim como uma organização eficiente, aproveitando ao máximo o espaço disponível, gerando áreas diáfanas e reconhecíveis no acesso, diminuindo e clarificando a área da planta destinada às áreas comuns. 

Planta -térreo
Planta -térreo

Desde o ponto de vista formal, o projeto procura valorizar as condições particulares espaciais do edifício a partir de quatro elementos principais: o núcleo fechado de comunicação e sanitários, o novo pátio interior, a organização das plantas e a imagem exterior do edifício. 

© Aitor Ortiz
© Aitor Ortiz

O novo pátio interior pretende dotar de luz natural a área central do edifício que atualmente é muito escura. A valorização desse novo pátio permite que ele atue como fundo visual aberto desde ambos níveis do edifício. Em torno do pátio são organizadas as salas de formação e reunião com iluminação natural advinda por meio do pátio. Entre elas, as divisões serão formadas por painéis opacos para controlar a acústica das salas de aula. 

Corte SL1
Corte SL1

A fachada atual está composta por painéis de vidro, alguns deles inclinados (na fachada principal) e áreas opacas formadas por muros de tijolos recobertos com argamassa monocamada. É prevista a eliminação do painel inclinado da fachada principal. 

© Aitor Ortiz
© Aitor Ortiz

Os edifícios são reabilitados energeticamente em sua totalidade, aplicando estratégias passivas para melhorar o seu comportamento energético: isolamentos na cobertura, soleira e fachadas cegas; vidros e marcenaria de alto desempenho; proteções solares e controle de infiltrações. É feita uma atuação energética no edifício de elevado nível técnico. 

© Aitor Ortiz
© Aitor Ortiz

Em frente à fachada foi instalada uma proteção metálica composta por chapas de aço galvanizado de opacidade variável, sustentadas através de uma estrutura principal e unidas por montantes horizontais de dimensão variável segundo a orientação da fachada, a fim de evitar a radiação solar direta. A proposta para as fachadas do edifício procura, por um lado, melhorar as propriedades térmicas das mesmas e por outro lado, melhorar sua imagem sem modificar sua volumetria. 

© Aitor Ortiz
© Aitor Ortiz

Em relação à estratégia ativa aplicada aos edifícios projeta-se uma solução GEOTABS que inclui uma termo-ativação da estrutura existente em combinação com um aproveitamento geotérmico no terreno como único sistema de produção. A estrutura existente é comum e unidirecional, dessa forma, para realizar a termo-ativação da estrutura existente, IDOM é obrigada a inovar já que não existem no mercado soluções diretas para realizá-lo. Foram feitos ensaios com três tecnologias diferentes (argamassa de via úmida, argamassa de via seca e aplicação de gesso) e é feita uma amostra in situ de cada uma delas. Finalmente, o edifício ratifica resultados tanto de conforto quanto de energéticos excepcionais. 

© Aitor Ortiz
© Aitor Ortiz

O impacto meio-ambiental da reforma é mínimo, respondendo aos padrões da rede elétrica e às necessidades da sociedade atual. 

© Aitor Ortiz
© Aitor Ortiz

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Novo Campus de REE em Três Cantos / IDOM" [Nuevo Campus de REE en Tres Cantos / IDOM] 12 Jan 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/886758/novo-campus-de-ree-em-tres-cantos-idom> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.