O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Sala De Concerto
  4. Indonésia
  5. Delution architect
  6. 2016
  7. O Equalizador / Delution architect

O Equalizador / Delution architect

  • 17:00 - 7 Outubro, 2017
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
O Equalizador / Delution architect
O Equalizador / Delution architect, © Fernando Gomulya
© Fernando Gomulya

© Fernando Gomulya © Fernando Gomulya © Fernando Gomulya © Fernando Gomulya + 19

  • Arquitetos

  • Localização

    Jatiwaringin, Pondokgede, Bekasi, Java, Indonésia
  • Arquitetos Responsáveis

    Muhammad Egha ST, Hezby Ryandi ST, Sunjaya Askaria ST, Fahmy Desrizal ST
  • Equipe de Projeto

    Indira Pramundita Setiadewi S.Ars, Naufal Ryandi ST
  • Área

    585.0 m2
  • Ano do projeto

    2016
  • Fotografias

© Fernando Gomulya
© Fernando Gomulya

Descrição enviada pela equipe de projeto. O equalizador é um conceito arquitetônico metafórico de um ritmo de atividade em nossas vidas. O ritmo converte-se em uma palavra-chave para o arquiteto no desenho deste edifício que possui três funções principais, a casa de produção, estúdio de música e o estúdio de balé. O arquiteto procurou encontrar a conexão entre essas três atividades e finalmente obteve a palavra "ritmo" que é implementada na forma do equalizador como uma representação deste ritmo. A subida e descida de um equalizador é definida como um ritmo que não está separado das atividades artísticas como o cinema, a música e a dança. Essa forma faz com que esse edifício tenha um ritmo como as atividades que contém.

© Fernando Gomulya
© Fernando Gomulya

A partir do conceito de massa existente, o arquiteto dividiu o volume em duas partes principais. A primeira massa possui uma proporção alta e a segunda massa possui uma proporção para frente, é um símbolo do movimento da mão do condutor na organização do ritmo. O espaço entre os dois volumes é utilizado como um acesso e converte-se em um corredor em forma de T que finalmente cria o efeito de ventilação tripla cruzada, onde o vento e a luz natural podem entrar e sair por três trajetórias. 

© Fernando Gomulya
© Fernando Gomulya

A forma quadrada do volume existente também é ajustada a distância típica da estrutura o que resulta em uma rentabilidade durante o processo de construção. O edifício está desenhado sem vidro já que a atividade principal como estúdio de música e produtora requer que a condição espacial seja impermeável, por isso o vidro otimizará o sistema de insonorização neste edifício. A fachada deste edifício possui uma pequena extensão envidraçada, não somente como um otimizador insonorizado, mas também serve como uma barreira para o sol desde a frente do edifício. 

Diagrama
Diagrama

Cada pavimento possui uma zona comunitária aberta como uma área de interação com os hóspedes, assim como uma área verde neste edifício. No primeiro pavimento existe uma pequena cafeteria que é complementada com um estanque de água como resfriador de ar no corredor principal do edifício. A área de estacionamento e a parede foram feitas como um elemento verde para criar um microclima mais refrescante. As paredes dos corredores estão feitas de estuque, por isso resfriam o edifício. 

© Fernando Gomulya
© Fernando Gomulya

A metáfora do equalizador se aplica às várias formas de elementos neste edifício. Como símbolo principal, a fachada é equalizada pelas luzes de tijolo esboçadas como elemento de sua afirmação, seguido pela forma de lâmpadas de teto, alças, decorações de parede e o teto do espaço de balé que formam um equalizador. 

© Fernando Gomulya
© Fernando Gomulya

O elemento arquitetônico verde também se aplica neste edifício, não somente observando o efeito da ventilação cruzada e a vegetação, o arquiteto também desenha 85% da área exterior do primeiro pavimento para ser uma área de recarga do solo, plantando gramados na área de serviço, convertendo-se em um bom permeador para água da chuva.

© Fernando Gomulya
© Fernando Gomulya

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Delution architect
Escritório
Cita: "O Equalizador / Delution architect" [The Equalizer / Delution architect] 07 Out 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/880643/o-equalizador-delution-architect> ISSN 0719-8906