O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Restaurantes E Bares
  4. Brasil
  5. Marina Portolano
  6. 2015
  7. Pitico / Marina Portolano + Julia Masagão + Joana Barossi + Marcelo Dionísio + Anna Ferrari

Pitico / Marina Portolano + Julia Masagão + Joana Barossi + Marcelo Dionísio + Anna Ferrari

  • 05:00 - 27 Setembro, 2017
Pitico / Marina Portolano + Julia Masagão + Joana Barossi + Marcelo Dionísio + Anna Ferrari
Pitico / Marina Portolano + Julia Masagão + Joana Barossi + Marcelo Dionísio + Anna Ferrari, © Maira Acayaba
© Maira Acayaba

© Maira Acayaba © Maira Acayaba © Maira Acayaba © Maira Acayaba + 19

  • Colaboradoras

    Julia Daudén, Nina Farkas
  • Engenheiro Construtor

    Francisco Cassio Kira
  • Bancadas de Mármore

    Paulo Artesanatos
  • Serralheria

    Roberto Hiraki, Serralheria Bandeira
  • Marcenaria

    Marcenaria Tronco
  • Execução do Jardim

    Julio Muller
  • Mais informações Menos informações
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba

Concepção e o acaso

O projeto do Pitico começou com uma demanda diminuta: um take-away de falafel. Para este programa reduzido, enquanto ajudávamos a procurar um imóvel para abrigá-lo, estabelecemos algumas concepções para orientar a identidade visual do pequeno estabelecimento, atreladas à sua futura atividade: miúdo, sucinto, portátil, transportável, elástico, flexível, modular. Na visita a uma pequena casa onde havia a possibilidade do restaurante ser instalado, notamos um estacionamento contíguo abandonado que capturou nossa atenção.

© Maira Acayaba
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba

Com a possibilidade de ocupar uma área consideravelmente maior, surgiram novos programas além da cozinha: bar, café, quitanda, escritório e uma praça. O novo terreno árido e a ampliação do programa, no entanto, não nos afastou do conceito inicial modesto, da intervenção ligeira e do princípio modular. Para abrigar todas as operações, escolhemos o módulo pronto do contêiner e idealizamos uma mínima intervenção no terreno: bancos e fundações em concreto, infraestrutura elétrica e hidráulica e um volume de banheiros.

Planta
Planta

Corte
Corte

Implantação e resistência

Pensamos na distribuição dos contêineres de forma a conservar a vista da torre da igreja a partir da rua, mantendo um dos poucos marcos que ainda orientam o pedestre no assolado Largo da Batata.

© Maira Acayaba
© Maira Acayaba

O restaurante, que manteve a sua concepção inicial de take-away, foi disposto perpendicular e em contato com a rua. O bar se esconde no fundo do terreno, numa pequena selva urbana e o escritório foi alçado sobre o café. O contêiner implantado na secção do terreno, totalmente vazado, permite o fluxo de pessoas, garante um espaço coberto e provoca a distinção tênue entre dois espaços: uma praça menor no fundo, mais reservada e repleta de vegetação e uma praça maior de asfalto por onde o tecido urbano invade o lote, possibilitando maiores aglomerações de pessoas.

© Maira Acayaba
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba
© Maira Acayaba

A casinha que já existia e onde originalmente implantaríamos o restaurante, sediou a quitanda, e as marcas do antigo estacionamentos se não estão visíveis é por conta da vegetação que cresce irrefreável. Assim como a vegetação voluntariosa de São Paulo que, quando encontra solo, cresce exuberante, o projeto é posto a prova com o uso e, muitas vezes, revela urgências da cidade. O pequeno Pitico, para surpresa de todos, foi apropriado como praça, espaço público, aberto e espontâneo.

© Maira Acayaba
© Maira Acayaba

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Marina Portolano
Escritório
Julia Masagão
Escritório
Joana Barossi
Escritório
Marcelo Dionísio
Escritório
Anna Ferrari
Escritório
Cita: "Pitico / Marina Portolano + Julia Masagão + Joana Barossi + Marcelo Dionísio + Anna Ferrari" [Pitico / Marina Portolano + Julia Masagão + Joana Barossi + Marcelo Dionísio + Anna Ferrari] 27 Set 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/879950/pitico-marina-portolano-plus-julia-masagao-plus-joana-barossi> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.