Residência Ciclópica / ENSAMBLE STUDIO

Residência Ciclópica / ENSAMBLE STUDIO

Cortesia de Ensamble StudioCortesia de Ensamble StudioCortesia de Ensamble StudioCortesia de Ensamble Studio+ 43

Brookline, Estados Unidos
  • Arquitetos: ENSAMBLE STUDIO
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  240
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Euronit, LERMONT PLASTICS, PERFILES MADRID, SUNDOLITT
  • Equipe De Projeto:Javier Cuesta, Ricardo Sanz, Borja Soriano, Walter Cuccuru, Massimo Loia, Valentina Giacomini, Marietta Spyrou, Juanjo Fernández, Federica Zunino, Marian Stanislav, Chung-Wen Wu, Yannis Karababas
  • Engenheiro Estrutural:Jesús Huerga
  • Construtora Principal:Ensamble Fábrica
  • Arquitetos Responsáveis:Antón García-Abril, Débora Mesa Molina
  • Cidade:Brookline
Mais informaçõesMenos informações
Cortesia de Ensamble Studio
Cortesia de Ensamble Studio

Descrição enviada pela equipe de projeto. Na primeira parada a caminho da casa, Ulisses chega até a caverna do Ciclope, um construtor forte que olha através de um único olho e ali fica preso até o momento em que usa sua inteligência para escapar e se dirigir aonde os ventos o levarem. 

Diagrama
Diagrama
Cortesia de Ensamble Studio
Cortesia de Ensamble Studio
Diagrama
Diagrama

A Residência Ciclópica é construída usando o vigor do construtor e a esperteza do engenheiro para iniciar um deslocamento desde o lugar da sua fabricação - Madri - até o lugar onde definitivamente deve estar: uma garagem existente, o "patinho feio" da região, localizada em um tranquilo bairro residencial de Brookline. A construção de um pavimento abriga os espaços de estacionamento, oficina e serviço, seguindo sua lógica estrutural básica e se complementa com a grande sala construída através da montagem dos grandes elementos pré-fabricados que descansam depois da sua longa viagem transatlântica. A sala, de planta livre e pé-direito duplo, incorpora as principais atividades domésticas e permite transformar o edifício residual em uma unidade residencial de dois pavimentos adaptada tecnológica e espacialmente ao seu tempo e à vida dos usuários.

Cortesia de Ensamble Studio
Cortesia de Ensamble Studio

A nova arquitetura concentra a estrutura e a infraestrutura no perímetro: sete vigas - de escala monumental - que se espacializam cada qual em uma ação: cozinha e tomar banho, armazenar, sentar, comer, dormir, trabalhar, projetar. O restante da planta está limpo para ser compartilhado por diferentes eventos que sucedem e as funções que podem expandir-se ao espaço central conforme a necessidade, decidindo sua disposição temporária. As sete vigas programáticas configuram um recinto que minimiza o contato visual com o exterior - nos três lados vinculados com as moradias vizinhas - e cria uma grande abertura ao lado da rua desde onde é possível ver as árvores localizadas em frente e imaginar-se no meio de um parque. Complementando o olhar, quando as vigas juntam-se, perdem sua massa nos pontos de contato para proporcionar às funções específicas a entrada adicional de luz e ventilação. A privacidade e o isolamento térmico são garantidos, maximizando as vistas e a entrada de luz. 

Cortesia de Ensamble Studio
Cortesia de Ensamble Studio
Planta - Térreo
Planta - Térreo
Cortesia de Ensamble Studio
Cortesia de Ensamble Studio
Planta - 1º Pavimento
Planta - 1º Pavimento

Para evitar sobrecarregar a estrutura existente ou necessitar escavar novas fundações, os sistemas de construção leves conferem forma aos novos elementos: núcleos sólidos feitos de espuma - 98% de ar - reforçados por perfis de aço resistentes ao fogo com uma fina camada de cimento e fibras. As juntas secas e a leveza dos materiais permite que os diferentes elementos sejam produzidos fora do terreno - incluindo os acabamentos e acessórios - e transportados por barco e caminhões comuns rapidamente colocados seguindo uma sequencia rítmica e cuidadosamente planejada. 

Diferentemente da pesada e fria pedra que impediu Ulisses de sair da caverna, a residência Ciclópica é leve e cálida; leve devido a sua falta de massa e devido ao seu manto de ar. Ela é assentada sem ser perceptível, entrelaçando seus diferentes elementos.

Cortesia de Ensamble Studio
Cortesia de Ensamble Studio

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência Ciclópica / ENSAMBLE STUDIO" [Cyclopean House / ENSAMBLE STUDIO] 05 Ago 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/876724/residencia-ciclopica-ensamble-studio> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.