Residência Jordi e África / TEd’A arquitectes

Residência Jordi e África / TEd’A arquitectes

Cortesia de TEd'A ArquitectesCortesia de TEd'A ArquitectesCortesia de TEd'A ArquitectesCortesia de TEd'A Arquitectes+ 40

Montuïri, Espanha
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  311
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
Cortesia de TEd'A Arquitectes
Cortesia de TEd'A Arquitectes

Descrição enviada pela equipe de projeto. A residência está situada em um terreno pequeno, uma condição que determina o posicionamento da edificação lateralmente continuando com o alinhamento da fachada da rua, ao mesmo tempo em que maximiza o pátio com boa exposição solar. 

A residência ocupa um terreno de esquina. Por esta razão, em vez de adotar a organização habitual uni-direcional (rua-pátio) das moradias entre empenas, a proposta está organizada em duas direções perpendiculares. A residência não possui uma direção dominante, ela quer olhar em todas as direções. 

Cortesia de TEd'A Arquitectes
Cortesia de TEd'A Arquitectes

A estrutura é resolvida com muros de carga dispostos em forma de cruz. A estrutura também não possui uma direção dominante e configura, desta forma, o espaço. 

A fim de ressaltar a parede como estrutura protagonista do espaço, os serviços encontram-se no perímetro, formando uma espessa fachada, liberando o centro da planta e levando e conta as relações visuais e de uso entre as habitações. 

Cortesia de TEd'A Arquitectes
Cortesia de TEd'A Arquitectes

A estrutura habitável coincide com a estrutura dos muros de carga. Nestas paredes são abertas janelas ao exterior, em direção a rua, assim como janelas interiores que conectam as outras habitações. Não existe nenhuma diferença entre elas. 

Cortesia de TEd'A Arquitectes
Cortesia de TEd'A Arquitectes

A materialização dessas paredes será fundamental no processo de construção. Uma pequena edificação com muros de carga e uma pedra arenítica local já existiam no terreno. O sentido comum nos leva a reutilizar estas peças, a estratégia já está pronta. 

Durante o processo de trabalho decidiu-se voltar a utilizar os muros de carga. Pela manipulação e reordenação deles, o trabalho do artesão que há anos tem esculpido entalhes aumenta seu valor. Suas aberturas são criadas no espaço originado quando a argamassa é colocada para unir as peças, um sistema que hoje em dia não é mais necessário. 

Cortesia de TEd'A Arquitectes
Cortesia de TEd'A Arquitectes

Agora elas proporcionarão a textura e o caráter da residência, um elemento que com o passar dos anos irá absorver a pátina do tempo.  As antigas peças encontradas no terreno, devido sua quantidade, são combinadas com novos elementos que, por sua vez, foram trazidos da mesma pedreira e utilizados nos pontos em que precisávamos definir com maior detalhe: esquadrias de janelas, acabamentos de teto, etc. 

Cortesia de TEd'A Arquitectes
Cortesia de TEd'A Arquitectes

Desta forma, a edificação é situada no terreno, através da leitura do meio ambiente e da compreensão do material e sua construção.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência Jordi e África / TEd’A arquitectes" [Jordi and África's House / TEd’A arquitectes] 12 Jul 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/875193/residencia-jordi-e-africa-teda-arquitectes> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.