O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Kuwait
  5. AGi Architects
  6. 2016
  7. Casa dos Três Jardins / AGi Architects

Casa dos Três Jardins / AGi Architects

Casa dos Três Jardins / AGi Architects
Casa dos Três Jardins / AGi Architects

Casa dos Três Jardins / AGi Architects Casa dos Três Jardins / AGi Architects Casa dos Três Jardins / AGi Architects Casa dos Três Jardins / AGi Architects + 53

  • Arquitetos

  • Localização

    Mubarak Al Kabeer, Kuwait
  • Arquitetos Responsáveis

    Nasser B. Abulhasan, Joaquín Pérez-Goicoechea
  • Líderes do Projeto

    Stefania Rendinelli, Sara Barranco
  • Ano do projeto

    2016
  • Equipe de Projeto

    Willy Ollero, Gwenola Kergall, Lulu Alawadhi, Ana López Cerrato, Alfredo Carrato, Cristina Ruiz Nolasco , Hanan Alkouh, Samer Mohammad, Babu Abraham, Abdulhafiz Bahi El Din
  • Iluminação

    Irene Bas
  • Projeto de Interiores

    AGi architects
  • Mais informações Menos informações

Descrição enviada pela equipe de projeto. Tudo começou com uma questão: É possível desenhar um espaço externo que pode ser utilizado 365 dias por ano?

Para lugares onde o clima é moderado pode parecer simples, mas em regiões de climas extremos como o Kuwait é preciso pensar novas estratégias. Passamos a pergunta ao cliente: é possível viver em um espaço externo localizado em diferentes níveis? Você conseguiria classificar suas atividades ao ar livre em ações diurnas e noturnas? De verão e de inverno?

Essas perguntas podem ser difíceis de serem respondidas por uma família mediterrânea, mas definitivamente não é o caso para aqueles acostumados a morar em condições adversas e que podem facilmente definir o que pode ou não ser feito durante o verão, por exemplo.

Decidimos estratificar os usos externos de acordo com o período do ano e as horas do dia em que essas atividades podem ser desenvolvidas, e assim surgiu o conceito de três jardins diferentes. 

Axonométrica
Axonométrica

O primeiro deles é um 'Jardim Molhado' no térreo, que permitiu ativar espaços relacionados durante os períodos mais quentes. A piscina e algumas fontes de água estão localizadas aqui, rodeadas pelos principais espaços sociais da casa.

O Jardim de Verão está na camada mais fria, localizada 4 metros abaixo do nível da rua. Protegido pela massa térmica do solo e pelo sombreamento do volume da casa, uma grande camada de água está posicionada para catalizar a evapotranspiração que por convecção sobe e refresca o ar em direção aos espaços superiores. 

O terceiro está na cobertura, um local ideal para os dias de inverno e as quentes noites de verão. Uma camada de placas perfuradas cobre o Jardim de Inverno, evitando o efeito da radiação solar direta e aumentando a privacidade de seus habitantes.

Estes três jardins se tornam unificados como apenas um espaço externo e são conectados tanto visual como fisicamente através das escadarias externas. O restante da casa foi desenvolvido a partir da geração de vazios já mencionados, articulando o programa dos usos exigidos em torno deles. 

Outro aspecto importante é a circulação interna da casa, fortemente conectada ao conceito de família assumido pelos clientes. A partir da entrada principal, a separação dos espaços e níveis atua como um filtro para visitantes, portanto aqueles que circulam por ali são apenas aqueles que têm uma relação próxima com a família. A circulação dentro do edifício - tanto vertical como horizontal - é concebida de maneira fluida criando múltiplas rotas e possibilidades para os residentes de maneira mais ou menos direta. Os percursos podem ser realizados tanto interna como externamente, oferecendo vistas qualificadas e diferentes experiências. Neste sentido, as áreas 'públicas' são visualmente conectadas, deixando a maior parte das áreas privadas mais íntimas. Oposto ao volume fechado e em direção ao lado externo, enfatizado pelo revestimento uniforme em pedra - está a total transparência dos espaços voltados ao pátio interno, revestido em azulejos brancos que refletem a luz para iluminar os ambientes naturalmente. 

A mesma camada perfurada que serve de filtro na cobertura - placas metálicas de alumínio anodizado - foi utilizada para manter a privacidade dos residentes em relação à seus vizinhos e filtrar a luz direta, servindo como abrigo para a vegetação contra o clima agressivo do Kwait.

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
AGi Architects
Escritório
Cita: "Casa dos Três Jardins / AGi Architects" [Three Gardens House / AGi Architects] 06 Jul 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/875150/casa-dos-tres-jardins-agi-architects> ISSN 0719-8906