O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Parque
  4. Brasil
  5. IDOM
  6. 2016
  7. Parque da Gare / IDOM

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Parque da Gare / IDOM

  • 05:00 - 6 Julho, 2017
Parque da Gare / IDOM
Parque da Gare / IDOM, © Pau Iglésias
© Pau Iglésias

© Marcelo Donadussi © Marcelo Donadussi © Marcelo Donadussi © Marcelo Donadussi + 65

  • Arquitetos

  • Localização

    Passo Fundo - RS, Brasil
  • Arquitetos responsaveis

    Pedro Paes Lira, Eugênio Felipe Teixeira Borges
  • Equipe

    Andreia Faley, Luciana Pitombo, Vera Lúcia Leitão Pinto, Ana Carolina Sanches, Renata Azevedo Lovro, Caio Faggin Jesús Lazaro
  • Área

    1823.0 m2
  • Ano do projeto

    2016
  • Fotografias

  • Estruturas

    Igor Ortuoste Jayo, Marcos Eanes Santos Souza
  • Mecânica

    Eugénio Durban Quilis
  • Eletricidade

    David Alfonso Pastor, Pedro Medina Núñez, Marcus Vinicios Ostwald
  • Drenagem

    María Salve Piñero de Miguel, Marta del Blanco Calderón
  • Movimento de terras

    Miguel Faria
  • Meio Ambiente

    Pedro Muradas Montesinos, Encarna Jiménez Monreal, Bruno Turbiani Pereira Dos Santos, Luiz Fernando Amorim
  • Mais informações Menos informações
© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Parque da Gare se situa na zona da antiga estação de trem e revitaliza o parque criado nos anos e 1980. O seu abandono e a sua importância como espaço no interior da zona central da cidade de Passo Fundo, levaram à concretização de um projeto para a revitalização da parte paisagística e urbanística com a introdução de algumas infraestruturas: uma feira do produtor substituindo a que atualmente funciona no prédio da Antiga Gare, mas sem as condições exigidas; uma nova lanchonete com ponto de informação substituindo o pequeno bar exterior existente; uma nova zona de banheiros e manutenção; e uma zona polivalente com zona e apoio e coberta na parte mais baixa do parque, junto ao lago, também revitalizado e integrado no desenho do parque, sendo realizada toda a sua limpeza e caracterização para recebimento das águas naturais existentes no parque. Todas as infraestruturas tombadas existentes no parque foram reforçadas na sua importância com a sua integração espacial e a sua completa requalificação, mantendo os traços originais

© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

O espaço urbano é desenhado para ser usufruído com elementos de convívio e contemplação. O desenho adota os caminhos e algumas quadras existentes, melhorando a sua qualidade e acrescentando outros percursos para acessos e organização interior do parque. A intervenção urbana é dividida em dois tratamentos distintos, o interior pertencente ao parque em piso de concreto e o exterior pertence à cidade, em pedra da região – como todos os passeios da cidade de Passo Fundo, mantendo a relação entre a cidade e o novo parque.

© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

Foi necessário adaptar o novo parque e suas infraestruturas à topografia difícil que desenha o parque. Foram também construídos diversos muros de contenção, pontes, passarelas e edificações que ajudam à transposição de diferentes barreiras e organização do espaço.

Diagrama
Diagrama

O desenho dos caminhos vai sendo alternado com diferentes materialidades, madeira, pisograma, cimento e intertravado que organiza espacialmente o parque e o seu uso. Surgindo playgrounds e pergolados

© Pau Iglésias
© Pau Iglésias

Paisaigismo

O Projeto de Paisagismo foi realizado com a colocação de espécies nativas que possam realizar e estabelecer um contato entre os usuários, os exemplares escolhidos e a proteção natural do espaço: relacionando as cores, tamanho e características de cada árvore com a função necessária para cada espaço, no controle de sombra, na relação imagética e espacial

© Pau Iglésias
© Pau Iglésias

Devido ao grande número de árvores já existentes no parque, foram colocadas algumas mudas que vão compensar e organizar algumas das zonas. O desenho do parque busca manter as manchas já existentes, agregando elementos que compensam e organizam o parque. O desenho do espaço urbanizado, considerado como piso duro, reflete essa intenção e mesmo alguns elementos como o lago, são protegidos através do seu desenho para aumentar a insolação dos espaços ou espécies. Criando pequenas alamedas de árvores baixas, no sentido sul norte, para diminuir a sombra e aumentar a oxigenação das águas e colocando pequenos conjuntos de árvores que tenham cor, agregando assim uma distinção cromática agregada ao verde constante existente atualmente no parque.

Implantação
Implantação

Devido a ter poucas áreas estáveis foram deixados alguns espaços sem árvores para contemplar e usar as zonas de gramado, usadas para atividades diferentes pelos diversos usuários

© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

Prédio da Feira do Produtor

O Prédio da Feira do Produtor está implantado em uma zona de declive acentuado, sendo a diferença  e cota entre a Avenida Sete de Setembro e a Rua Capitão Bernardo de aproximadamente quatro metros, entre as quais se desenvolve a edificação, articulando patamares e acesso por rampas e escada.  Estabelecendo uma relação de acessibilidade com todas as diferentes cotas exteriores e interiores

© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

O edifício contém todo o seu programa no interior, devido às condições climáticas de Passo Fundo, e tem uma relação direta com as duas ruas paralelas a si, assim como uma relação direta com os estacionamentos adjacentes, para carga e descarga e clientes. O seu interior é organizado espacialmente por rampas que conectam três espaços interiores a diferentes cotas: o primeiro se interliga com a Avenida Sete de Setembro, contendo a zona de apoio, com banheiros, depósitos e instalações, descendo a rampa, temos um patamar intermédio onde surge a praça de alimentação que se conecta ao acesso a leste pelo parque, em patamar inferior temos as zonas fixas dos frios, baixo o espaço de mezanino, donde se acede à Rua Capitão Bernardo e estacionamento da feira

© Pau Iglésias
© Pau Iglésias
Corte
Corte
© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

A estrutura do Prédio da Feira do Produtor é composta por sistema misto de concreto e metálico. A estrutura de concreto realiza a zona do embasamento do edifício no contato com o terreno, com a formação de pilares, vigas, muros de arrimo, e lajes pré-moldadas. Desta estrutura de concreto se solta a estrutura metálica, com a formação de pilares e vigas para fechamentos laterais e de cobertura, a qual organiza espacialmente a envolvente da edificação, originando um grande espaço central aberto e isento de pilares. 

© Pau Iglésias
© Pau Iglésias

A Cobertura será executada em telhas metálicas sobre estrutura de terças metálicas, assim como o fechamento exterior, havendo uma continuidade material entre o telhado e a fachada.

© Pau Iglésias
© Pau Iglésias

As aberturas na fachada servem para ventilação e iluminação e a sua disposição agrega ritmo nas fachadas mais longas do edifício. As grandes aberturas nos topos do edifício geram uma continuidade espacial do exterior para o interior e vice versa.

© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

Prédio da biblioteca

A divisão espacial do terreno em dois níveis também se reflete no partido de projeto deste edifício, já que o pavimento inferior é semienterrado na topografia, aberto para o lago. 

© Pau Iglésias
© Pau Iglésias

O edificio na parte inferior é todo em concreto armado e a partir de sua laje de cobertura (a laje intermediária da biblioteca) se desenvolve um prisma de forma singular, que explora em estrutura metálica e fechamento em alvenaria com algumas superfícies envidraçadas. 

Isométrica
Isométrica

O pavimento inferior contém um núcleo funcional que concentra as áreas molhadas, com os sanitários públicos e a escada externa de acesso ao pavimento superior, além de ter a infraestrutura necessária para a instalação de uma pequena lanchonete no extremo leste, todos esses usos se situam junto ao muro de arrimo e estão voltados para uma grande área livre e coberta, onde se podem realizar eventos.

© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

O pavimento superior corresponde a um espaço polivalente, sem uma atividade estrita, podendo abrigar usos diversos e um pequeno núcleo de sanitários e balcão de recepção aos visitantes. Conta ainda com dois acessos em suas extremidades opostas. O seu uso interno está previsto para ser realizado em conjunto com a praça existente na cota superior, à cota da laje superior, interagindo com aquele espaço exterior

© Marcelo Donadussi
© Marcelo Donadussi

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
IDOM
Escritório
Cita: "Parque da Gare / IDOM" [Parque da Gare / IDOM] 06 Jul 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/875069/parque-da-gare-acxt> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.