O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Bibliotecas
  4. França
  5. Atelier Bruno Gaudin
  6. 2016
  7. Restauro da Biblioteca Nacional da França / Atelier Bruno Gaudin + Virginie Bréga

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Restauro da Biblioteca Nacional da França / Atelier Bruno Gaudin + Virginie Bréga

Restauro da Biblioteca Nacional da França / Atelier Bruno Gaudin + Virginie Bréga
Restauro da Biblioteca Nacional da França  / Atelier Bruno Gaudin + Virginie Bréga, © Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

© Takuji Shimmura © Takuji Shimmura © Takuji Shimmura © Takuji Shimmura + 27

  • Arquiteto chefe do projeto

    Raphaële Le Petit com Guillaume Céleste, Céline Becker e Nicolas Reculeau
  • Engenharia/projeto de iluminação

    L’Observatoire 1 (Georges Berne com Emmanuelle Sebie)
  • Engenharia técnica

    EGIS bâtiments
  • Economista de construção e especialista Monument Historique

    Thierry Hellec sub-contractor

  • Engenharia acústica

    ACV Acoustique
  • Coordenação do Departamento de Bombeiros e especialistas em prevenção

    Casso & Associés
  • Cliente

    Ministério da Cultura e Comunicação, Ministério da Educação Nacional
  • Mais informações Menos informações
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Descrição enviada pela equipe de projeto. Afim de desenvolver esta intervenção e elaborar o projeto, o escritório de Bruno Gaudin teve que, primeiramente, compreender, interpretar e classificar as questões específicas do conjunto. Tiveram que, literalmente, "decompor o edifício em suas partes constituintes" para poder reconstruí-lo melhor, ressaltando suas qualidades intrínsecas.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Os estudos históricos e estrutural, obviamente indissociáveis, destacaram uma extraordinária justaposição de espaços de todos os tipos, desde áreas de reserva até galerias, escadas, rotundas, e muito mais. Portanto, o fato de alguns dos espaços estarem listados, como a Salle Labrouste por exemplo, ou outras partes entrarem no inventário, eram insuficientes para descrever a rica natureza e complexidade desse local. A avaliação revelou a necessidade de levar em conta uma série de lugares que esse projeto teve que restaurar em sua vida original e seu esplendor. Assim, a insistência do arquiteto em confiar nesses testemunhos as vezes modestos, porém significativos para a história construída do Quadrilátero. Lançar o projeto de reabilitação do Quadrilátero de Richelieu foi, portanto, aceitar os desafios de um edifício polimórfico cujos estratos arquitetônicos requeriam a elaboração de não apenas um, mas vários projetos diferentes: um destinado à grande escala local, relativo à distribuição e recepção; e outros projetos destinados à renovação de ambientes individuais, cada um com seus problemas e demandas específicos.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

O projeto arquitetônico do Quadrilátero baseia-se tanto na natureza histórica muito potente do local, quanto no esforço para atualiza-la de acordo com os guias: técnica, segurança, acessibilidade e funcionalidade.

Cortes
Cortes

Para implementar esse projeto, o escritório de Bruno Gaudin desenvolveu diferentes tipologias de "tecidos" que configuraram, segundo o tipo de espaço, uma variedade de diálogos entre arquitetura, história e técnica. Foi essa "conversa tripla" que guiou e acompanhou as mudanças necessárias e profundas pelas quais passaria a Biblioteca.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Ainda que as limitações inerentes ao projeto técnico ocasionassem, as vezes, uma imensa dificuldade por conta da complexidade do edifício, o arquiteto se esforçou para aproveitar essas mesmas limitações e utiliza-las como ferramentas de projeto. De fato, os elementos técnicos não estão necessariamente ocultos: também foram revelados e, inclusive, tornaram-se protagonistas. Sustentando o projeto, eles determinam os envelopes, justificam as decisões espaciais e estruturais tomadas, e até se tornam objetos arquitetônicos integrais. Dependendo do tipo de espaço, desenvolveu-se uma gama de soluções, desde a entrada até as salas de leitura, através das pilhas e de outras áreas de armazenamento de todo tipo.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

A extrema diversidade de espaços a serem pensados, as variações de tipologias de intervenção, inclusive dentro dessas diferentes salas, as tipologias próprias caracterizadas por múltiplas interfaces, demandavam uma metodologia de trabalho adaptada, assim como ferramentas gráficas específicas de representação. Esses recursos necessários deveriam estar disponíveis para os diversos atores envolvidos na operação para que pudessem descrever, calcular e, finalmente, implementar o projeto.

© Takuji Shimmura
© Takuji Shimmura

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Restauro da Biblioteca Nacional da França / Atelier Bruno Gaudin + Virginie Bréga" [Bibliothèque Nationale de France Refurbishment / Atelier Bruno Gaudin + Virginie Bréga] 03 Jul 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/874683/restauro-da-biblioteca-nacional-da-franca-atelier-bruno-gaudin-plus-virginie-brega> ISSN 0719-8906