O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museu
  4. Alemanha
  5. UNStudio
  6. 2006
  7. Museu Mercedes-Benz / UNStudio

Museu Mercedes-Benz / UNStudio

Museu Mercedes-Benz / UNStudio
© Eva Bloem
© Eva Bloem

© Eva Bloem © Eva Bloem © Eva Bloem © Eva Bloem + 28

  • Arquitetos

  • Localização

    Stuttgart, Alemanha
  • Arquiteto Encarregado

    Ben van Berkel
  • Área

    35000.0 m2
  • Ano do projeto

    2006
  • Fotografias

  • Projeto

    UNStudio: Ben van Berkel, Tobias Wallisser, Caroline Bos with Marco Hemmerling, Hannes Pfau and Wouter de Jonge, Arjan Dingsté, Götz Peter Feldmann, Björn Rimner, Sebastian Schaeffer, Andreas Bogenschuetz, Uli Horner, Ivonne Schickler, Dennis Ruarus, Erwin Horstmanshof, Derrick Diporedjo, Nanang Santoso, Robert Brixner, Alexander Jung, Matthew Johnston, Rombout Loman, Arjan van der Bliek, Fabian Evers, Nuno Almeida, Ger Gijzen, Tjago Nunes, Boudewijn Rosman, Ergian Alberg, Gregor Kahlau, Mike Herud, Thomas Klein, Simon Streit, Taehoon Oh, Jenny Weiss, Philipp Dury, Carin Lamm, Anna Carlquist, Jan Debelius, Daniel Kalani, Evert Klinkenberg
  • Realização

    UNStudio com Wenzel + Wenzel, Stuttgart / Matias Wenzel with Markus Schwarz, Clemens Schulte-Mattler, Ina Karbon
  • Equipe de realização

    Nicola Kühnle, Florian Erhard, Michael Fischinger, Christoph Friedrich, Peter Holzer, Christopf Krinn, Stefan Linder, Simon Schneider, Walter Ulrich, Gabriele Völker, Katrin Widmann, Christina Brecher, Stefanie Hertwerck, Ingolf Gössel, Ulla Ittensohn, Volker Hilpert, Thomas Koch, Ulrike Kolb, Bendix Pallesen- Mustikay, Marc Schwesinger and Thuy Duong Du, Kathrin Steimle, Florian Goscheff, Thomas Hertlein, Yvonne Galdys, Deniz Hocaoglu, Katerina Karapanceva, Anka Volk, Patrick Yong
  • Conceito e projeto de exposições

    HG Merz, Stuttgart
  • Interiores

    UNStudio com Concrete Architectural Associates, Amsterdã
  • Projeto de cortina

    Inside outside - Petra Blaisse, Amsterdã
  • Estrutura

    Werner Sobek Ingenieure, Stuttgart
  • Geometria

    Arnold Walz, Stuttgart
  • Engenharia de clima

    Transsolar Energietechnik, Stuttgart
  • Estimativa de custo

    Nanna Fütterer, Stuttgart/Berlim
  • Infraestrutura

    David Johnston, Arup, Londres
  • Paisagismo

    Knoll Ökoplan GmbH, Sindelfingen
  • Mais informações Menos informações
Museu Mercedes-Benz / UNStudio, © Eva Bloem
© Eva Bloem

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Museu Mercedes Benz combina diretamente estrutura e conteúdo. O Museu é dedicado a um carro legendário. Sua estrutura única foi projetada especificamente para expor uma coleção na qual a tecnologia, a aventura, a atratividade e a distinção se combinam. Trata-se, ainda, de um museu para que as pessoas possam mover-se livremente, sonhar, aprender, observar e deixar-se levar pelas fascinações, pela luz, e pelo espaço.

Por último, é um museu para a cidade, um novo marco para celebrar a paixão perdurável do inventor e fabricante mais famoso se Stuttgart. 

© Eva Bloem
© Eva Bloem

A estrutura do projeto baseia-se em um trevo: tanto em sua organização interna, quanto em sua expressividade externa, essa geometria responde ao contexto impulsionado pelo automóvel do museu. No interior, caminhando pelas rampas internas, rodeado de carros de diferentes épocas e tipos, o visitante remetido a uma memória de dirigir pelas estradas. Do lado de fora, as suaves curvas do edifício ecoam a arquitetura vernacular arredondada dos espaços industriais e de eventos próximos, como o estádio de futebol, o circuito da prova da Mercedes-Benz, e os tanques de gás e petróleo ao longo do rio, assim como as curvas recorrentes no sistema viário local.

© Eva Bloem
© Eva Bloem

O edifício também irradia implicitamente as melhores qualidades de nosso tempo: materiais que contemplam boas características em termos de qualidade, durabilidade, aspecto e pureza. Em sua materialização, o Museu MB reproduz os valores que associamos com a marca: avanço tecnológico, inteligência e elegância. Uma vez dentro, o visitante deve se sentir estimulado e confortável.

© Eva Bloem
© Eva Bloem

O projeto de 25.000 m2 está localizado próximo à planta Daimler-Chrysler Untertuerkheim em uma plataforma elevada que também oferece espaço ao Centro de Veículos. Os visitantes entram no edifício pela esquina noroeste. O hall de entrada introduz o visitante ao sistema de organização do museu, que implica a distribuição dos tipos de exposições sobre três "folhas", que estão conectadas a um "caule" central em forma de átrio. Esse espaço, além de funções práticas, contém uma escada mecânica que conduz até o nível do solo, e três elevadores que levam os visitantes à parte superior do edifício.

Plantata
Plantata
© Eva Bloem
© Eva Bloem
Plantata
Plantata

O visitante percorre o museu de cima a baixo. Durante o passeio pelo átrio, recebe uma apresentação multimídia como introdução à experiência. Os dois aspectos da disposição museológica, a coleção de automóveis e caminhos e os mitos são ordenados cronologicamente de cima a baixo, começando com os três carros mais antigos no pavimento superior na tela dedicada à invenção do carro. A partir desse ponto de partida na parte superior, no nível +8, o visitante pode descer uma das duas rampas em espiral até a parte debaixo, a primeira sequência que concentra a coleção de carros e caminhões e o ambiente dos Mitos conectados, que são as telas secundárias relacionadas coma história da Mercedes-Benz. As duas trajetórias em espiral se cruzam continuamente, imitando os fios entrelaçados de uma hélice de DNA, o que permite ao visitante trocar de trajeto.

Diagramaa
Diagramaa
Diagramaa
Diagramaa

A inclinação descendente dos dois trajetos entrelaçados limitam-se às rampas no perímetro do edifício. As plataformas que funcionam como áreas de visualização são niveladas, com os gradientes suaves das passarelas que pontuam as diferenças de altura entre elas. As estruturas, as "folhas" do trevo, estão dispostas ao redor do "caule" central do átrio. Essa estrutura gera constelações espaciais emocionantes, permitindo uma ampla gama de opções de pesquisa, atalhos, espaços fechados e abertos, além do potencial para a continuidade e referências cruzadas nos diversos suportes.

© Eva Bloem
© Eva Bloem

A coleção de carros e caminhões é exibida de forma combinada em cinco platôs. Sete platôs apresentam os Mitos e, nos pavimentos mas abaixo, Corridas e Recordes, além da Fascinação da Tecnologia. No nível do solo, sob a paisagem elevada e com acesso pela escada mecânica no nível da entrada, encontram-se o Museu Infantil, várias pequenas lojas e um restaurante, todos localizados em um espaço muito grande e aberto que conecta o museu ao centro de veículos mais próximo. 

© Eva Bloem
© Eva Bloem

Descrição do Produto: Para um edifício como este, o concreto é a única opção material: a geometria exigente não poderia ser implementada de outra maneira a não ser com o uso de concreto moldado em obra. A construção de superfícies lisas para os elementos duplamente curvados é um desafio que UNStudio enfrentou muitas vezes antes. Em uma série de projetos do início da década de 1990, o escritório brincou com a herança da arquitetura heroica de engenharia de meados do século XX.

© Eva Bloem
© Eva Bloem

A razão principal para o uso do concreto aparente no interior do museu é o fato dessa superfície se tornar o pano de fundo ideal para os carros. UNStudio analisou a forma como os automóveis se apresentavam em exposições e chegou à conclusão de que um fundo rico em contraste era mais efetivo do que exibir um objeto reluzente e altamente acabado dentro de um entorno igualmente reluzente e altamente acabado.

© Eva Bloem
© Eva Bloem

Com esse museu, o escritório UNStudio alcançou um novo nível na busca pelo concreto perfeito. O concreto foi moldado durante a noite, já que o prazo para a data de entrega era curto e isso significava que, às vezes, o trabalho continuava dia e noite sem parar. Devido à presença do ar fresco durante a noite o processo de secagem do concreto foi dificultado, e por isso foram utilizados ventiladores e instalações de calefação. Apesar disso, é possível pensar que a luz da lua foi um componente crucial na mistura mágica: a composição exata de cimento, água e passo, zelosamente vigiados por nosso arquiteto executivo Matias Wenzel e o empreiteiro Züblin / Wolff & Müller.

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Museu Mercedes-Benz / UNStudio" [Mercedes-Benz Museum / UNStudio] 02 Jul 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/874583/museu-mercedes-benz-unstudio> ISSN 0719-8906